A vida vai passando e vamos adquirindo experiência, realidade essa que aprendemos o que fazer e o que definitivamente não devemos fazer. Por vezes temos uma história marcada de superações, vitórias e conquistas, mas também podemos trazer em nossa bagagem dor, vergonha, medos e incertezas. Independente de onde partiu e onde deseja chegar, o que importa mesmo é se conhecer e se respeitar.

Há quem possua histórias difíceis de vida, razões essas que por vezes faz com que tenhamos muito orgulho de onde chegamos. As vezes seus familiares não te apoiaram, as vezes seus amigos não acreditaram em você e talvez até você mesmo pensava que não chegaria tão longo, mas olha só, você conseguiu. Eu também conheço histórias de pessoas que tiveram muitos privilégios ao longo da jornada, as dificuldades foram mínimas, uma realidade repleta de oportunidades e facilidades, mas mesmo assim não se sentem tão satisfeitas onde estão.

Essa é uma conversa sobre entendermos o que somos e para onde estamos indo, o autoconhecimento nos ajuda a entender o que é nosso e o que é do outro. A jornada daqueles que estão a nossa volta não precisa ser a minha, assim como a nossa não precisa ser de mais ninguém. Há uma tendência de desejarmos que os outros se pareçam com a gente e por vezes também desejamos nos parecer com aqueles que estão diante de nós. Esse movimento pode ser um perigo para o nosso propósito, tendo em vista que podemos nos distrair ao longo do processo.

Não importa qual seja a sua história, orgulho ou vergonha será sempre uma escolha. Não existe vida perfeita e com certeza você já se deu conta disso, mas lembrar da sua trajetória, das conquistas que alcançou, das vitórias que viveu e das superações que experimentou, definitivamente é o auge de uma vida inspiradora. Aprenda a respeitar seu caminho e por favor lembre-se de não desistir, por vezes eu sei que podemos estar cansados, mas talvez só precisamos descansar um pouco e nos lembrar o que nos trouxe até aqui.

Atualmente não há comentários.