A vida está passando tão rápido que restam poucas semanas para vencermos 2021 e toda essa velocidade pode ter duas perspectivas, uma boa e uma má, tudo vai depender do quanto você está conectado ao seu propósito de vida. Na eminência de chegarmos aonde desejamos podemos nos perder no meio do caminho e caso esteja se sentindo assim, gostaria que soubesse que ainda dá tempo de se resgatar.

Quando uso a expressão “se resgatar” é justamente para que você entenda que essa responsabilidade não cabe a outras pessoas, ou seja, devemos trabalhar a nossa autoresponsabilidade para fazermos o que precisa ser feito e no momento certo. Estamos tão acostumados a não entrarmos em contato com algumas questões, que a procrastinação pode ser uma boa amiga ao longo dos dias.

Talvez você esteja pensando neste momento que não está perdido e nem longe disso, que está tudo bem em sua vida e que não há nada para reparar ou aperfeiçoar. Essa é uma realidade possível, mas vale avaliar de perto para entender se não existem circunstâncias a tratar ou se você simplesmente não aceita que elas existem. Diversas vezes estamos vivendo um caos em nossas vidas e apenas estamos alimentando a ilusão que está tudo bem e que talvez elas irão se resolver sozinhas.

As vezes estamos tão desconectados da nossa própria vida que não sabemos reconhecer quando estamos perdidos, mas aqui vão algumas perguntas que podem te ajudar a entender o seu momento presente: Onde desejas estar daqui a 5 anos? Você está hoje onde sonhou ontem? Já realizou seus maiores sonhos? Já encontrou felicidade no amor? Trabalha com o que acredita e ama? Está ciente da sua importância para o mundo? Usa seu tempo a seu favor para transformar o mundo em um lugar melhor?

Definitivamente precisamos entender que não haverá futuro senão vivermos o nosso presente e isso pode ser assustador. Portanto é válido lembrar dos seus objetivos, metas, sonhos e propósito, desta forma poderás chegar aonde deseja e fazer a diferença onde chegar. Se comprometa com você e tenha fé em seu próprio potencial e históri

Atualmente não há comentários.