Se tem uma coisa que pode acabar com a nossa paz é nos concentrarmos na opinião dos outros sobre o que somos, fazemos ou deixamos de fazer. Não há nada mais angustiante do que sermos reféns da aprovação e aceitação daqueles que estão a nossa volta. Se você já passou por isso ou está passando, esse texto é para você e vai te ajudar a lidar melhor com essa realidade, vamos juntos até o fim.

A vida vai passando e aqueles que estão a nossa volta são peças fundamentais para nos ajudar a enxergar o mundo, quem está ao nosso lado nos ajuda a expandir nossa visão, aumentar nossa consciência sobre o mundo e nos auxilia a percebermos as coisas de um jeito diferente, mas claro, isso só é possível quando esse ciclo social é igualmente evoluído, caso contrário poderemos viver tudo ao contrário, por isso é tão importante sabermos escolher nossas companhias, pois somos influenciados o tempo inteiro, de modo direto ou indireto.

A depender da nossa experiência da vida podemos adquirir mais segurança, autonomia, independência e sabedoria, mas se muitos comprometimentos abalarem nossa autoestima, autoconhecimento e desempenho, tenderemos a duvidar muito do nosso próprio potencial, movimento esse que nos leva a buscar aprovação externa. Como nosso relacionamento com a gente mesmo está comprometido, tendemos a buscar nos outros aquilo que nós deveríamos fazer por nós mesmos, a autoregulação. Movimento esse que nos proporciona uma forma de nos regularmos diante da realidade que vivenciamos, nos adaptando e nos confortando.

A opinião das pessoas é sempre composta de preconceitos, julgamentos, valores e crenças limitantes, circunstância essa que pode ser muito prejudicial para nós. Entenda que sobre sua vida quem entende é você, que contar com a experiência de pessoas que já passaram pelos caminhos que estás passando é saudável, mas ouvir feedbacks de quem não conhece ou viveu metade da sua realidade necessita de cuidado. Assumir a responsabilidade pela sua jornada é fundamental, não terceirize isso.

Atualmente não há comentários.