Quais são suas formas de relaxar a mente? – Vamos Falar da Gente

Os dias estão tão cansativos que parece que nos acostumamos a viver ocupados, exaustos mentalmente e desconectados de tudo aquilo que nos faz bem ou recarrega. Aprendemos a nos ocupar, a tentar sermos produtivos e buscar incessantemente a excelência, que deixamos de nos ouvir e estar atentos ao que de fato precisamos para nos reequilibrar.

Ao longo dos anos tenho questionado meus pacientes sobre o que eles fazem para relaxar, quais são as formas que eles escolhem para descansar o corpo e a mente e de que forma eles conseguem se ouvir e perceber. A resposta que frequentemente escuto é “não me escuto com frequência”, “quando me dou conta já estou cansado”, “estou tão focado no que precisamos fazer, que não foco no que posso fazer”. Isso significa que estamos tão distantes de nós que não estamos sabendo nos relacionar com as nossas próprias questões.

Só poderemos nos perceber quando fortalecermos o nosso autoconhecimento, ou seja, quem somos, o que gostamos, quais são nossas forças, quais são nossas fraquezas, que limites nos acometem e que facilidades possuímos. Quando entendemos quem somos, o que estamos fazendo e onde desejamos chegar, a jornada fica mais clara e transparente. Estar com os pés no chão e ciente disto tudo nos possibilita entender quando devemos parar, respirar, nos retirar e refazer os passos.

Pare por um momento, respire fundo, desacelere seus pensamentos, se concentre no aqui e no agora, tente se perceber… O que seu corpo está falando? Onde dói? Onde tem tensão? O que está pesado? O que está encurtado? Onde não está flexível? Que tipo de programação você precisa? Com quem deveria estar? O que gosta de fazer e não tem feito? O que não gosta de fazer e está fazendo bastante? Esses questionamentos nos ajudam a entender melhor o que estamos fazendo e o que podemos fazer.

Conheço muitas histórias de pessoas que sempre escolhem as mesmas formas de relaxar; tomar um vinho, ir a praia, fazer uma viagem, ler um livro, praticar atividade física, dentre outros, mas uma das coisas mais importantes neste processo de relaxamento é a variabilidade ou seja, é importante oxigenar as formas de relaxamento, encontrar novas formas de tornar o nosso corpo e mente harmoniosos e “equilibrados”.

Portanto, esteja atento as suas necessidades e busque se tratar melhor.

Atualmente não há comentários.