Estamos tão acostumados a fazer sempre as mesmas coisas que por vezes nos distanciamos de viver novidade de vida. Algumas pessoas são reféns de suas rotinas e outras não conseguem nem ouvir falar neste nome, mas independente de quem você seja, viver novas experiências, desenvolver habilidades que não possuía e experimentar algo enriquecedor certamente te levará para um outro estágio de vida.

Ao nos distanciarmos da nossa autenticidade perdemos a chance de sermos diferentes, originais e singulares, qualidades estas indispensáveis ao longo do nosso desenvolvimento. A quanto tempo você está no modo automático? A quanto tempo você não sai da caixa? A quanto tempo você se comporta sempre da mesma forma, tem os mesmos pensamentos e sente as mesmas coisas? Talvez você esteja em um labirinto se sentindo sem saída e cansado de tanto tentar, exausto de ser sempre o mesmo e não saber como ser o que sonhou em ser lá no passado.

Não importa o que você faz e há quanto tempo tem feito, hoje é um dia especial e quero que entendas que tudo pode ser feito de um jeito diferente e de formas completamente alternativa. Chega de pensar, se comportar e sentir da mesma forma, vamos fazer uso da nossa criatividade e viver o que podemos viver. Na falta de boas referências acabamos fazendo o que já sabemos e um exemplo claro disso é quando estamos diante do nosso guarda-roupa, se você não buscar inspirações ou pessoas as quais possam se espelhar, tenderá a fazer sempre as mesmas composições.

Como vai o seu ciclo social? O que você tem lido? Com quem tem se aconselhado? Quais lugares têm frequentado? Quais são suas desculpas de estimação para explicar e justificar a vida que tens levado? Essas perguntas são poderosas e nos deixam incomodados, lugar esse que nos inspira mudanças e coragem. O que você é capaz de fazer diferente por você? Chega de esperar que alguém nos resgate ou que alguém nos diga o que fazer, é chegada a hora de assumirmos a condução da nossa vida e por favor, quando o pensamentos for “deixo a vida me levar”, deixe esse trecho apenas para a música de Zeca Pagodinho.

Atualmente não há comentários.