É você quem tem feito as suas escolhas ou são os outros? – Vamos Falar da Gente

O ato de escolher passou a ser um grande desafio nos últimos tempos, parece que perdemos a habilidade de discernir, criticar, refletir e entender o que é melhor para nós. Esse momento se dá devido a nossa insegurança interna e baixo autoconhecimento, circunstâncias essas que podem ser muito perigosas quando unidas. Hoje vamos refletir sobre tudo isso e como podemos nos apropriar das nossas próprias decisões.

Certamente você já ouviu algo do tipo: “você é muito decidido…”, “sua indecisão me incomoda”, “você nunca decide nada”, “sempre sou eu quem decido”, dentre outras. Essas expressões são famosas e o que todas elas tem em comum é o processo decisório, precisamos fazer escolhas o tempo todo e nosso poder de decidir é construído ao longo da vida. Por vezes vivemos em um ciclo familiar onde as pessoas sempre tomaram decisões por nós, ou talvez nunca tenham nos consultado, ou por vezes nunca escolhemos nos posicionar, afinal de contas, não ter certas responsabilidades sobre determinados resultados pode ser interessante para alguns.

Tomamos uma decisão baseado naquilo que acreditamos, sentimos e pensamos, essa tríade é poderosa ao longo da nossa vida e se não tivermos plena consciência sobre quem somos, o que estamos fazendo e onde desejamos chegar, ela ficará comprometida. Vamos imaginar, se não sabemos quais são nossas preferências, o que nos faz feliz, o que nos entristece, o que nos traz satisfação e o que nos desestabiliza, concorda que é muito mais difícil escolhermos entre a ou b?

Toda tomada de decisão exige de nós uma renúncia, ou seja, quando escolhemos algo, alguém ou alguma circunstância, deixamos dezenas de possibilidades para trás e esse é o mágico da vida. Algumas pessoas encaram isso como algo terrível, mas talvez devamos refletir sobre os ganhos e oportunidades que conquistamos diante desta realidade. Precisamos ter cuidado para não focarmos na escassez e deixar a prosperidade de lado.

Se você deseja deixar de delegar o seu processo de escolhas e passar a decidir sobre a própria vida, lhe convido a se conhecer melhor, desta forma se sentirá mais seguro, possuirá mais embasamento, enxergará as coisas com clareza e se sentirá muito mais a vontade para colher os resultados, sejam eles quais forem. A psicoterapia é uma ferramenta poderosa nesta jornada e certamente um Psicólogo poderá lhe ajudar com tudo isso, reflita!

Atualmente não há comentários.