E se tudo fosse diferente, quem você seria? – Vamos Falar da Gente

Nunca se desejou tanto que as coisas fossem diferentes, esse movimento acontece pela nossa constante insatisfação e inadequação, ou seja, não nos sentimos pertencentes a vida que estamos vivendo. Na eminência de desejarmos que tudo fosse diferente, muitas vezes não avaliamos os efeitos colaterais deste anseio, inclusive aqueles que impactam quem somos e nossa forma de encarar o mundo.

Estamos tão cansados das pessoas a nossa volta, do nosso trabalho, dos nossos familiares, das questões políticas e econômicas, que muitas vezes só desejamos que tudo pudesse ser diferente, apertar o botão do reset e começar um novo jogo, com novas histórias, novos desafios e novas sensações. Ao longo do tempo fomos perdendo nossa habilidade de sermos resilientes e voltar a forma original, mesmo diante do caos.

Para cada escolha uma renúncia e para todas elas uma consequência, precisamos ter muito cuidado com o que desejamos e ansiamos, pois se tudo se modificar, nós também nos modificaremos e será que assim nos sentiríamos satisfeitos? Será que nos reconheceríamos? Será que encontraríamos o que desejamos ou continuaríamos a reclamar e a nos queixarmos de tudo? Essa é uma reflexão necessária e precisamos pensar direitinho no que de fato precisamos e necessitamos.

Será que você já se perguntou por que achamos que tudo a nossa volta precisa mudar e ser diferente? Talvez possamos voltar os olhos para nós e buscarmos entender o que em nós pode ser modicado e alterado… Quando olhamos para quem somos, o que estamos fazendo, com quem estamos nos relacionando, o que estamos desejando e simplesmente porque fazemos o que fazemos, talvez possamos perceber que não são as coisas e circunstâncias que precisam mudar…

O autoconhecimento é poderoso para nos darmos conta de quem somos, do quão poderoso nos tornamos e do que podemos ser a partir do momento que aceitamos o nosso presente e futuro. Lembre-se, as mudanças mais poderosas acontecem de dentro para fora, deixe de esperar que as coisas aconteçam externamente, modifique-se!

Atualmente não há comentários.