Estão mais estreitas as chances de Renan Filho e Arthur Lira se transformarem em novos amigos de infância.

Os dois vinham conversando, ainda que sem sinais claros de afeto, sobre a possibilidade de fazerem uma aliança eleitoral em 2022 – em que todos seriam felizes para sempre.

Entre eles, Marcelo Victor, que se não é exatamente uma ponte, cumpria o papel de amigo do amigo – independentemente do lado para o qual você olhar.

Mas eis que a ação do PP no STF para evitar que Renan Filho gaste sozinho os R$ 2 bilhões da venda da Casal abalou a ponte entre ambos de tal forma que há risco de ela vir a cair.

Lira diz que não sabia da ação (uma ADI), o que RF não levou a sério.

Filho ligou para o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP (Lira é o local), apontado como o novo 00 (o que antecede o 01, o 02 e o 03).

Queixou-se e prometeu vingança.

O relato acima vale por hoje; amanhã pode ser outro dia.

Governo libera abertura de bares e restaurantes nos finais de semana
Governo garante que só roda a folha de junho após mudança no AL Previdência
  • DANIEL

    Tem que repartir o valor com o municípios Sim ! Voltou a repetir que várias ruas estão totalmente destruídas por serviços autorizados pela casal, o prejuízo vai anular o prometido beneficio do saneamento.
    Fazem muito bem os municípios recorrerem mesmo. Se o governo não consegue nem fiscalizar obras das empresas contratadas para saneamento, então não tem capacidade para usar verba unilateralmente.

  • Aborrecida

    Se o governo do Estado está reclamando, então ´é porque tem fundamentação e eles sabem que a justiça com base na fundamentação poderá decidir contrario ao Estado e a favor dos Municípios.

    Realmente, não dá para deixar para lá esse assunto das ruas destruídas. Não dá mesmo, muitos prejuízos, aborrecimentos essa destruição proposital e remendos de papel após as obras.

  • Malcom

    Arthur Lira não ganha nada em se juntar com esse governador fajuto. FORA CALHEIROS

  • Luciano

    Os serviços da Casal estão detonando a pavimentação da cidade, exemplo é o Loteamento Gurgury em Guaxuma q tinhamos um asfalto perfeito e hoje está todo detonado e após a execução do saneamento. É notória a falta de fiscalização da prefeitura.

  • De OLHO

    Acredito que esse dinheiro deveria ser usada para indenizar os municípios para reformar as ruas destruídas por obras da Casal, o governo nem venha reclamar nada sobre isso.
    Eu quero saber, quando é que teremos um responsável por essa destruição de forma legal, e qual é o prazo para restauração integral, e não remendo de mentira que não dura um dia sequer.

  • Sérgio Eduardo

    Em política n existe amigo, existe jogo de interesse. Se for bom para Renan filho e bom para arthur lira , vão está sim juntos em 22.

  • José A. de Oliveira

    Esse Arthur Lira dificilmente será eleito por voto popular a um cargo importante, sujeito é o mais vassalo de todos os presidentes da Câmara depois da redemocratização. Está ajudando o Bolsonaro a destruir o país, sua política de entrega do patrimônio público como a privatização da Eletrobrás e sua insistência no voto impresso vai cair na conta dele quando se candidatar a um cargo mais alto.

  • um ALAGOANO

    Espero que o prefeito de Maceió exija do governo do estado o recapeamento completo das ruas esburacadas e mal recuperadas pelas empresas de saneamento, dinheiro e muito o estado recebeu licitação.