O empresário José Eutimio Brandão Junior, presidente da Abrasel, representa um dos setores econômicos mais duramente atingidos pela pandemia: bares e restaurantes.

Os números que ele apresenta são superlativos:

– 72% trabalham hoje no prejuízo, apostando na sobrevivência;

– 350 mil empresas do setor já fecharam as portas, desde o ano passado, em todo o país;

– 1,2 milhão de empregos desaparecem, pelo menos por enquanto, nesse segmento da economia.

E aí vem a pergunta:

– Em quanto tempo, após a pandemia, o setor pode se recuperar?

Segundo estudo da Abrasel nacional,”bares e restaurantes vão precisar de 5 a 10 anos para se recuperar”, afirma.

Convidado do Ricardo Mota Entrevista desta semana, José Eutimio Brandão Junior defende que poderiam ser diferentes os decretos de isolamento social. Ele acredita, assim diz, que “os protocolos sanitários seriam suficientes para evitar a expansão da pandemia e a quebradeira do setor”:

– Um estudo realizado nos EUA aponta que o segmento é responsável por apenas 1,4% das contaminações.

Em nome da entidade que ele preside, o empresário ainda defende a abertura de bares e restaurantes nos finais de semana, “o que corresponde a 70 do faturamento”, e a ampliação do horário de funcionamento:

– Quando mais amplo o horário, menor a aglomeração.

Vale a pena conferir a sua (boa) argumentação.

Ricardo Mota Entrevista

Domingo, às 10h30, na TV Pajuçara

Convidado: José Eutimio Brandão Junior – presidente da Abrasel (Associação brasileira de Bares e Restaurantes)  

Santoro e a devolução do dinheiro dos aposentados do AL Previdência
Cargos de Luciano Barbosa na vice-governadoria estavam vagos desde o ano passado
  • Fábio

    5 a 10 anos. Bolsominion são como nuvens, vc olha e ver um animal!!!

  • Jarlson

    As empresas de eventos que ainda estão abertas já fazem 15 meses sem movimento e ninguém lembra..

  • Carlos

    É uma situação difícil, onde o vírus, colocou o mundo de cabeça pra baixo e economia. O turismo onde os bares e restaurantes foram os mais prejudicados

  • ADRIANA MARIA MENESES DE MENDONCA cavalcante

    Nos que trabalhamos com buffet estamos fechados a mais de um ano, no meu caso demiti todos os funcionários fixos, e dos eventuais apenas dois fazem esporadicamente vem executar qualquer serviço de limpeza dos equipamentos e manutenção. o restante esta desempregado passando necessidade e nos acumulando dividas sem qualquer esperança.

  • DANIEL

    O pior é que existem setores onde a pandemia destruiu e esse setor é um deles.

  • Nana Silva

    Sr. Eutimio e outros. Quem perdeu a vida e suas famílias, quem está sequelado pelo vírus?? Tem filhos órfãos… muitos! Quanto tempo terão pra se recuperar? Para esse não existe alternativa. Pra vcs, sim! Se reinventem! Cobre postura do seu Presid”anta”. Cadê seu ministro da economia, que nesse momento só subtrai do país, especialista em privatização, em dar restos para os pobres. Vcs comem muito! Palavras deles, viu? Ah! Vão se catar!