Que bom que o governador Renan Filho enviou o projeto que corrige uma grande injustiça com aposentados e pensionistas do AL Previdência – como o blog já havia adiantado há cerca de um mês.

O projeto encaminhado à Casa de Tavares Bastos livra os funcionários públicos – e pensionistas – que recebem até R$ 6.433,58, o teto do INSS – dos 14% que são descontados desde abril ao ano passado.

E o que foi pago até agora?

Evidentemente este é o território da “hermenêutica”, onde eu não entro de jeito nenhum.

Um conhecido procurador de Estado – que pede para não ser identificado – garante que essa grava dede ser alvo de milhares de ações na justiça até que se tornem precatórios.

Quem vai pagar?

Futuros governantes, como sói acontecer.

Governo tenta encontrar o difícil equilíbrio entre negócios e Saúde
Sopa de letrinhas partidárias em Alagoas vai mudando de prato
  • Francisco Jose Souza

    Que a PGE coloque nos futuros processos a necessidade de regresso contra as excelências que causaram esse prejuízo aos aposentados e futuramente, quando do pagamento dos precatórios, ao erário.

  • OBSERVADOR

    KKKKK. FOI DADO O GOLPE!!!!! POR QUE NÃO HAVER A DEVOLUÇÃO AUTOMÁTICA DO QUE FOI DESCONTADO?

  • Paulino lopes

    Mais um calote oficial, sabe quando vão receber nunca.

  • Francisco revoltado!

    É o governo bonzinho é o melhor governador fo país….foram todos roubados na cara de todos vcs aposentados e pensionistas.

  • ALAGOANOS, LEMBRAI-VOS DOS 14%….

    Em 2022 os eleitores de Alagoas terão a oportunidade de mandarem um recado ao Governador Mini Mim (MDB), o Impiedoso, e expor toda a insatisfação, o descontentamento e a revolta com a criminosa, cruel e maligna reforma da previdência estadual!
    Não podemos perder essa chance!
    Dê um basta aos Calheiros!

  • Aposentada

    Governador vira precatorio de novo, eu espero receber meus precatorio do IPASEAL os 25 anos que eu sonho em receber esse dinheiro, e sempre uma história o advogado perdeu a data, outro diz está no supremo, mas dinheiro que é bom nada, já criei filho e neto e eu esperando. Agora precatorio de novo nao estarei mas viva pra usufruir do meu dinheiro, poderia ser pago em parcelas mensais.Pense em uma classe que gosta de colocar o povo pra trás e político.