Para o pneumologista Arthur Gomes – diretor da Santa Casa de Maceió -, dois fatores são decisivos para explicar a mudança de perfil os pacientes da Covid-19, como vem sendo divulgado: a vacinação e as aglomerações.

A vacinação contemplou até agora, principalmente, os idosos, que estão mais protegidos da doença, além de que mantêm o comportamento mais cuidadoso na prevenção.

Os jovens, por sua vez, são os que mais aglomeram – e fazem isso sempre que há uma flexibilização dos decretos de isolamento social. Ele relaciona o atual crescimento de casos de Covid-19 com a liberação de funcionamento de vários setores e forma mais ampla: “São quinze dias, agora, desde quando o governo decidiu liberar mais amplamente o funcionamento de vários estabelecimentos – principalmente com o consumo de bebidas alcoólica”.

O médico não defende o fechamento de bares e restaurantes – sempre os mais visados -, mas um disciplinamento rigoroso, com a fiscalização do Estado.

“Hoje há um risco gravíssimo de colapso no sistema de Saúde”, diz o diretor da Santa Casa, maior hospital privado de Alagoas e que hoje pela manhã só dispunha de “três leitos de enfermaria para Covid. Com a UTI não é diferente. Esta semana já tivemos que fechar a emergência por três vezes”.

Prefeito Renato Filho (Pilar) lança candidatura ao governo e já tem até slogan
Governo decide que Alagoas volta à Fase Vermelha mais rígida
  • Alagoano T

    A culpa não é dos governos Federal, Estadual ou Municipal, a culpa é da maioria da população que não respeita regra alguma, como já era no trânsito, onde descartar o lixo, na escola, no trabalho, agora apenas está reproduzindo a falta de educação e respeito ao próximo na pandemia.

  • Sebastão Iguatemyr Cadena Cordeiro

    Se cada um fizesse a sua parte corretamente como é amplamente divulgado, a situação não chegaria a este pondo de colapso na rede de saúde. Milhares de vidas ainda serão perdidas, infelizmente por falta da consciência de muitos.

  • Cida Rocha

    Qual é a campanha feita para estimular ao cidadão pra ficar em casa? Discurso de governador e secretário nas TVs e Instagram? Será falta de dinheiro?