Desde que a vacina contra a Covid-19 escasseou, as Secretarias de Saúde do Estado e do Município de Maceió sinalizam uma rusga desnecessária.

Sabe-se que o grande responsável falta de vacinas é, principalmente o governo federal, que deixou de comprar o imunizante quando podia – basta ver a entrevista do ex-secretário de Comunicação do governo Bolsonaro, Fabio Wajngarten – e não se cansa de xingar a China, como fez o mitômano Paulo Guedes, esta semana.

Reproduzir aqui a confusão de Brasília só traz prejuízos para os alagoanos – inclusive de Maceió.

Aliás, quando os dois secretários – Pedro Madeiro e Alexandre Ayres – conversaram, tudo levou ao encaminhamento de uma solução possível. Eles merecem elogios pelo que estão fazendo e não podem se deixar levar pelos embates políticos locais e/ou nacionais.

Menos do que isso é nada.

CPI da Covid-19 pode fazer o que a Assembleia Legislativa não fez
Bolsonaro confirma visita a Maceió no dia 6 de maio (quinta-feira)
Atualmente não há comentários.