A CPI da Covid-19 começou do jeito que se imaginava, com os bolsonaristas tentando travá-la e fazendo muita fumaça, para esconder o essencial.

Mas merece registro, sim, um dos requerimentos apresentados pelos parlamentares alinhados pelo governo, não pelo que pode resultar na investigação que precisa e deve ser feita, mas pelo que deixou de acontecer aqui em Alagoas.

O senador bolsonarista Eduardo Girão pediu – ainda será apreciado o requerimento – que seja ouvido pela comissão o secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, para falar sobre a compra de respiradores – que não chegaram – no ano passado.

Que a questão precisa ser devidamente esclarecida – até para não manchar o ótimo trabalho dos governadores do Nordeste na pandemia, que fique claro.

O que merece ser ressaltado, no caso, é que o deputado estadual Davi Maia queria que a Assembleia Legislativa convidasse Gabas para falar sobre o tema, mas a Casa, lamentavelmente, não quis, deixando de cumprir o seu papel.

Aliás, foi Maia quem deu base à convocação de Girão, enviando ofício, com esse objetivo, ao senador Rodrigo Cunha.

Por lá só será mais uma tentativa de desviar o foco da investigação, mas aqui poderia ter sido esclarecedor.

Uma morte velha para um símbolo da "nova política" brasileira
Secretarias de Saúde de Alagoas e de Maceió não devem repetir confusão de Brasília
  • Sérgio Eduardo

    Essa CPI é só palanque pra Renan pai indicar Renan filho vice de lula em 22. No mais n dar em nada pois todos tem rabo preso inclusive os governadores do nordeste onde o governo mandou bilhões

  • Lion

    A CPI da Covid é um tiro no pé dos governadores e prefeitos que fizeram mal uso das ajudas do Governo Federal. Presente ofertado pelo STF…. Aguardemos…. Quem sabe a convocação de passados e presentes Secretários de Saúde de alguns Estados….

  • Ex. Morador de Bebedouro

    Gente! toda essa turma aí da CPI da covid-19. Bota todo o elenco de atores da GLOBO, no bolso. Quem tem um pouco de consciência sabe que tudo isso é uma encenação teatral. No próximo ano em 2022. Todos estarão de maozinhas dadas, em cima do palanque eleitoral. Dando tapinhas nas costas uns dos outros. E mangando dos trouxas “NÓS”

  • Sérgio Roberto de Menezes Siqueira

    Boa atuação dos governadores do NE? Piada!!