Parecia mesmo inevitável: a presença do senador Renan Calheiros na CPI da Covid-19 levou a disputa paroquial em Alagoas para o centro do debate político do Brasil, hoje.

Não por acaso, o senador Rodrigo Cunha, que dias antes deu uma declaração forte em defesa da CPI, foi o primeiro a se manifestar pela suspeição do senador Calheiros, escolhido para ser o relator pelos seus pares.

Ainda que não seja a sua intenção, Cunha tem feito eco aos bolsonaristas mais radicais e fanatizados. Para essa missão tem contado com o apoio do combativo deputado estadual Davi Maia.

Talvez os dois não tenham entendido (?) que a preocupação do governo federal não é exatamente com o senador Renan, mas sim a própria CPI, que pode expor a responsabilidade do Planalto pela morte de 400 mil brasileiros – até agora.

Fazer barulho e fumaça só ajuda a quem precisa de ajuda contra os fatos.

E isso é maior do que a disputa eleitoral de 2022 em Alagoas.

Bancada de Alagoas depende de Arthur Lira e de Renan para ser visível
Apenas cinco deputados estaduais estão fechados com Renan Filho
  • Mário

    “Política é como nuvem. Você olha e ela esta de um jeito. Olha de novo e ela já mudou – Magalhães Pinto”

  • Interiorano

    O fato é que desde o início dessa pandemia ninguém se entendeu! Infelizmente, não houve um bom diálogo entre os Governantes Federal, Estaduais e Municipais! Faltou um comando geral organizado! E até na vacinação, continua esse zuê! Ao invés de se ter um comando geral adquirindo a vacina e distribuindo uniformemente aos Estados e Municípios, o que se ouviu nos noticiários foi que Estado tal, vai comprar vacina, Município tal, vai comprar vacina! Já têm vacina, faltou vacina, compra mais vacina, etc.! E agora, briga se pra ter, pra não ter e pra participar de CPI! Enquanto não houver a conclusão da vacinação em massa, até lá, vai ser esse auê! Podem anotar o que estou escrevendo : Em 2022, essa pandemia vai ser o tema de palanque de alguns políticos! Eu já estou imaginando o fuzuê que vai ser em 2022!

  • Há Lagoas

    Lendo as noticias a respeito da “CPI Eleição 2022”, muito a contra gosto, tenho de admitir que Nietzsche tinha razão ao dizer: “Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos”.
    Creio que isto vale para todos os eleitores de Bolsonaro e Lula, inclusive jornalistas!

  • CÍCERO FREDERICO DA SILVA

    Eu não vou negar, por que não.
    Nossa vida se reúne hoje, desde a COVID 19 a notícia de deixar você com o saco cheio.