Leio que o Guilherme Boulos, do PSOL, foi intimado a depor na PF por uma suposta ameaça ao presidente Bolsonaro e virou um perigo para a Segurança Nacional (é uma variante do coronavírus?).

O fato

Ele publicou no Twitter uma advertência ao presidente, em resposta à declaração do mandatário: “Eu sou a Constituição”, disse na porta do Quartel Geral do Exército, em Brasília, o Jair – no ano passado.

Boulos respondeu: “Um lembrete para Bolsonaro: a dinastia de Luís XIV terminou na guilhotina…”.

E eis que a nossa polícia mais qualificada, que conquistou a duras penas o respeito e a admiração da população brasileira, sofre mais uma tentativa de desmonte – moral, que fique claro.

Assim como vem fazendo com o Exército, e o impressionante general Pazuello – o nosso Brancaleone – no Ministério da Saúde é o maior exemplo, Bolsonaro empurra a PF para o descarte daquilo que lhe custou tanto suor e inteligência.

O aparelhamento das instituições só faz mal a essas instituições.

Mas Boulos, que estudou filosofia e psicanálise, cometeu dois erros graves para quem tem a sua formação. Primeiro: usar de ironia nas redes sociais é coisa de tolo, de quem não conseguiu ver o miolo do meio em que transita virtualmente. É demais para a turma.

Se tivesse lembrado Freud, haveria também de saber o que disse o homem do cachimbo: no meio da multidão – representada hoje pelas redes sociais –, o indivíduo perde a capacidade de ser racional (Psicologia das massas e a análise do eu).

O segundo erro?

Achar – pela sua resposta – que Bolsonaro usara uma paráfrase de Luís XIV. Este, sim, disse: “LÉtat c’est moi“. O outro foi puro autoritarismo, “apenas” isso. Ele:

– Que Luís é esse?

Palácio quer agora seduzir a outra banda da família Beltrão
Deputados federais de Alagoas preparam o voo da infidelidade
  • Rir para não chorar

    Seria ótimo se o autoritário soubesse o que são figuras de linguagens, no campo da ignorância, a norma culta não entra.
    A comparação, a ironia e a metáfora do Boulos foram fantásticas.
    Viva a língua portuguesa!

    • Pedro Filho

      Alguém achar, da parte de Boulos, alguma coisa fantástica, é esperar que o poste vai mijar no cachorro.
      Tem de tudo nesse Brasil.

  • Pedro

    O fim do Bozo realmente não será na guilhotina, como foi o de Luiz XIV, e Robespierre já não ressucitou, mas pode ser na Papuda ou Bangu 8. Não adianta apelar para PF e tentar uma salinha igual a do Lulinha, já que até a condenação do genocida, a PF estará desmontada!

    • Pedro Filho

      O Lula não foi prá papuda, o Bolsonaro vai?
      Acorda…

      • Pedro

        Aprenda a ler. Disse que “pode ser”. Lula bem que poderia aguardar o Bozo também na Papuda. Os dois se equivalem. E o gado que os apioa não é deve ser diferente.

  • Tiago

    Essa mesma Lei de Segurança Nacional já foi utilizada pela esquerda e pelo STF. Então, façamos um exercício hipotético: O comentário deste nobre colunista seria no mesmo sentido caso a postagem fosse realizada pelo Bolsonaro?

  • Jiraya

    Brasil tá complicado pra se expressar. E o aparelhamento das instituições tão combatido, pelo menos em palavras, do governo anterior se repete escancaradamente.

  • CÍCERO FREDERICO DA SILVA

    Para quem não sabe, Boulos é filho de um médico e uma médica, nasceu num berço de ouro, e fica pregando o que o povo gosta de ouvir, mas na vida política , os discursos são lindos, vindo da oposição é claro.
    Vemos que quem governa, a maioria é contra, mas tem coisa importante de fazer OPOSIÇÃO, Um discurso se bate no campo de uma democracia, que nós sempre lutamos.
    O presidente atual, devemos respeito como fizemos com os outros, pois vamos ter que engolir, e ele colocou os congressistas na liberação de verbas.
    É meu , eu sonhei que tinha sonhado um sonho sonhado.
    Infelizmente Ricardo , temos que acreditar, e sempre pensar no MELHOR.

  • Há Lagoas

    Ricardo, prefiro a frase do jovem e atabalhoado Luís XVI, ao ser informado que o trono da França “caiu” em seu colo: “Deus salve a França”. Sua súplica foi atendida, mas seu corpo perdeu a cabeça…

  • Carlos

    Acho injusto e não acredito em muitos que se colocam como preocupados com as mortes e coloca tudo na conta do atual presidente e essa mesma turma que usou as redes sociais espalhando que a facada do foi uma mentira. É um jogo sujo politico mesmo sabendo que ninguém está livre de contrair o vírus. Os radicais de direita e esquerda jogam sujo. Temos que ter discernimento e agir comr esponsabilidade

  • José

    Aí democracia palavra mais usada pelos sábios da imprensa militante está democracia é escravizada todos nós dias. Ela é um ocaso dos espertistas.

  • NIVALDO

    Chorem não bebês, o bozo como vocês chamam,vai continuar presidente em 2022, para desespero dos que querem voltar a roubar a nação brasileira. 100% Bolsonaro

  • Anthony

    O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.
    Aristóteles