O feriado de 21 de abril, quarta-feira, vai manter as mesmas restrições dos feriados na Fase Vermelha do decreto estadual: as praias fecham, assim como bares, restaurantes e comércio.

Na quinta-feira retorna ao “novo normal” do momento.

Assim deve permanecer até o final de abril.

Bolsonaristas podem cobrar da Assembleia uma CPI da Covid para chamar de sua
Renan Calheiros vira porta-voz dos senadores do G6 na CPI da Covid
  • Tony

    A população ainda não se conscientizou da importância do uso de máscara, limpeza das mãos com sabão e/ou álcool 70º, distanciamento social, entre outras recomendações dos órgãos de saúde pública. Do outro lado, o Governo não se impõe perante a população, exigindo com rigidez o cumprimento de seus Decretos relacionados ao Coronavírus. Estamos numa guerra que apenas começou, falta muito para essa guerra terminar, e só venceremos, se houver uma conscientização por parte da população. Enquanto isso, o povo vai morrendo e a população se contaminando e contaminando os outros.

    • jbond

      Deixa de falar besteira, por certo és um empregado do Estado que tem o salário garantido. A sociedade precisar e de trabalhar e, dentro dessa premissa, manter a segurança sanitária, simples assim.
      Diante disto a vida deve continuar, porque esse vírus de ricos, não irá embora do mundo concreto amigo.

  • Laskdo

    Hoje percebo que é quase impossível conter o Covid-19, acredito que nenhum protocolo seja capaz de conter a contaminação em massa. Cheguei na loja que respeita rigorosamente o protocolo, um funcionário me orienta a não sair do carro, pois serei atendido ali mesmo. Um outro se aproxima e pergunta o que eu quero, digo e ele vai até o seu monitor de consulta ver se tem o produto, confirmado chega com um papel com o código do produto e o preço. Logo em seguida me dirijo a um caixa para fazer o pagamento, tenho que descer, pois o caixa não pode vir até mim. Aguardo uma pessoa ser atendida até minha vez. Chegando entrego o papel, o caixa pede meu cartão digita o código e o valor, depois me entrega a maquineta de pagamento pra eu digitar minha senha. Logo em seguida sou orientado a ir ao deposito pegar o produto, onde fico com várias pessoas esperando o produto chegar, porque nesse setor, o número de funcionários é bem menor do que o número de vendedores, lá na frente da loja. Além do mais, o produto precisa ser encontrado entre milhares que estão no galpão. Depois de muito tempo sou atendido, concluí uma compra aparentemente segura, só que tanta gente contaminada circulando em Maceió, não foi uma compra segura. Pois se nessa cadeia de atendimento, um funcionário ou cliente esteve ali assintomático com a doença, em algum momento fui exposto. Quem sabe quando ficou a 50cm do vidro do meu carro pra pegar o pedido, quando me entregou o papel com o código e o preço, ou quando me entregou a maquineta para digitar em teclas que foram tocadas centenas de vezes naquele dia e um dedo contaminado, talvez tenha deixado mais do que sua impressão digital. Ou lá no deposito, no manuseio do produto alguém o tenha contaminado, mesmo sem querer, pra logo seguida me entregar. Coloquei na mala do carro, entrei no carro e antes de ligar procuro o álcool em gel que está no consolo e lambuzo as mãos até o antebraço e sigo tenso para casa, preocupado, pois lá no depósito soube que dois funcionários que atendiam no depósito morreram de covid-19 a pouco tempo atrás. Tudo bem estávamos todos de máscaras, mas quem NÃO está de máscara nos hospitais? No entanto quase todos os profissionais da saúde, em algum momento foram contaminados e muitos foram a óbito. Portanto, não resta a menor dúvida, seguro só vamos estar quando todos nós estivermos vacinados.

    • jbond

      Perfeito, mas que tenha vacina sempre e efetiva amigo. Assim todos estarão seguro.

  • Pedro

    Nos bares se embriagando, nas igrejas evangélicas berrando, nos ônibus se aglomerando e o vírus se espalhando. Os dias difíceis tendem a se prolongar. E pensar que a solução seria vacina, mas o MONSTRO reteve o dinheiro público e não fez aquisição prévia. Agora é esperar o que a natureza nos reserva. O genocida fez “darwinismo social” segundo cientista americano. Salve-se quem tiver sorte!

  • Carlos A Toncelli

    AO INVES DE FOCAREM NISSO, QUE SE UM NÃO PRESTA O OUTRO É PIOR. O GOVERNO E A PREFEITURA DEVERIAM FOCAR EM IR PARA IMPRENSA CHAMAR OS IDOSOS PARA SEGUNDA DOSE DA VACINA. PRECISAM ESCLARECER DAS CONSEQUÊNCIAS. A FALTA DE INFORMAÇÃO ESTA FAZENDO COM QUE O POVO NÃO RETORNE. FICAM DIZENDO QUE A PESSOA NÃO PODE BEBER, NÃO PODE FUMAR CONTRA INDICAÇÕES PASSADA NA HORA DA APLICAÇÃO QUE FAZ O IDOSO NÃO VOLTAR. VÃO ESCLARECER ISSO NA TELEVISÃO, OU VÃO PREFERIR UMA 3,4 ou Sei LÁ QUANTAS ONDAS.? Pq A VACINA DEVE PERDER A EFICÁCIA. SEM CONTAR O PREJUÍZO FINANCEIRO PARA O ERÁRIO.

  • Observador

    Decreto muito FRACO, vai diminuir ou acabar NUNCAAAA!

  • Oliveira

    Esses negacionistas com certeza não tem casos de infecções na família peço a Deus misericórdia pra família deles

  • INUTILIDADES

    BESTEIRAS PÚBLICAS – Com a publicação dessa inócua lei , como é fácil prever, uma grande parte da população não irá obedecer a exigência do uso de máscaras. Os mentores dessa bobagem, os desocupados deputados, deveriam ir passear na orla marítima e aplicar as multas inventadas por eles, ocasião em que iriam constatar a perda de tempo com tamanha falta do que fazer.