O secretário Fábio Farias, do Gabinete Civil, se reuniu hoje pela manhã com representantes dos artistas/músicos, que querem a retomada das atividades.

Lembrando que o novo decreto de Renan Filho proíbe música ao vivo, nos bares e restaurantes até a primeira semana de janeiro.

A medida gerou protestos dos músicos, que têm o final do ano como o período de maior atividade profissional, principalmente pela presença de turistas na capital.

Farias disse ao blog que “é preciso ouvir todo mundo”, mas ressaltou que a decisão sobre o tema caberá ao governador Renan Filho.

Ele adiantou que vai repassar os argumentos dos artistas e da Abrasel (que representa os bares e restaurantes) para o secretário da Saúde e para o governador.

Assegurou, no entanto, que a decisão passa, também, pela equipe técnica da Sesau.

PDT define Lessa como "único porta-voz" na negociação com JHC
JHC pede e vereador João Catunda muda de lado na eleição da Câmara
  • Bernardo

    Só mexe com pobres, vai mexer com os grandes. Kkkkkk

  • Carlos

    É uma sinuca de bico e no entanto é preciso achar um caminho seguro para os músicos, que vive de suas apresentações ganhar dinheiro!
    Colocar o palco distante dos clientes e com a proteção da barreira de vidros ou acrílico!
    E distância entre eles e tem muitos que se apresenta só!
    Entre outras sugestões que podem surgirem.

  • ALAGOANO DE DIREITA

    Equipe técnica da Sesau? Secretário piadista esse.

  • Modido do poico

    Me digam uma coisa … Qual a diferença em proibir os músicos de tocarem , liberando a musica eletrônica??? Aglomera gente do mesmo jeito .. Os músicos e quem vão sair prejudicados com este decreto imbecil do governador que durante as eleições pediu para não votar em candidatos que aglomeram.. Sendo o Alfredo boca mole um dos aglomeradores..

  • ZIL

    Os bares continuam lotados, pessoal sem máscara, até pq ninguém consegue tomar cerveja de máscara, sem distanciamento social e com música mecânica! Não existe meio termo ai, agora ferrou tudo! O problema é que a turma que está no isolando social é que sofre, pq se todos tivessem obedecendo a regra ninguém ia tá aqui pedindo para músico trabalhar, pq não era pra ter ninguém pra escutar! Espero que quem esteja no isolamento tenha sua vaga no hospital!

  • Pedro

    Situação muito difícil dos músicos: além da covid, têm que concorrer com a bêbada Marília Mendonça, o traseiro da Anita e sotaque hororozo de banda sertaneja!

  • JOAO ACIOLY LINS NETO

    Essa era a turma do “fique em casa”, a turma dos artistas que sempre se posicionou pelo isolamento social, acontece que existem artistas ricos e artistas pobres, aí não tem outro jeito a não ser trabalhar.