O Republicanos é o partido político ligado à Igreja Universal, do Bispo Edir Macedo.

O partido é presidido e pelo deputado Marcos Pereira, que além de ser um fiel aliado do presidente Bolsonaro, é candidato a presidente da Câmara Federal.

Só que no meio do “caminho tem uma pedra” chamada Arthur Lira, o candidato declarado do presidente da República à sucessão de Rodrigo Maia.

Resultado: o parlamentar do PP de Alagoas virou parte da intriga entre o Republicanos – a que está filiado o prefeito Crivella – e o Palácio do Planalto.

Maioria confirma Galba Neto (MDB) como novo presidente da Câmara de Maceió
Saiba quem são os candidatos a presidente da Câmara em 1º de janeiro
  • Há Lagoas

    Partidos políticos no Brasil, em sua maioria, não passa de agremiações espúrias…
    Mas existe algo pior, quando tais agremiações tem DNA de cunho religioso.
    Política e igreja não se misturam!
    É só verificar o histórico dos políticos filiados as igrejas, a grande maioria tem problemas com o judiciário, e mesmo assim são eleitos! Que coisa triste!