Por enquanto, ficamos assim: Alfredo Gaspar bate em João Caldas, em Kátia Born, em Ronaldo Lessa.

JHC bate em Rui Palmeira, em Renan pai, em Renan Filho.

No guia eleitoral, os personagens citados são dominantes na desconstrução de cada um dos candidatos pelo opositor.

Não há de se dizer que há novidade nesse caminho adotado pelos marqueteiros.

O problema é que o fica é só isso – muito pouco para estimular o eleitor ausente do primeiro turno a comparecer às urnas no segundo turno.

O único bom ator, de ótimo desempenho, nas urnas de 2020 em Maceió, foi Davi Filho.

Se Gaspar e JHC têm mais a dar, e creio que têm, que o façam. Esqueçam as estratégias belicosas e estúpidas dos “profissionais do ramo”, que por aqui passam, ganham dinheiro e vão embora.

Vale a pena, ainda que na última curva, ser um homem que tem alma – e que não lhe foi emprestada.

Urnas indicam Marcius Beltrão e Fátima Canuto para secretariado de Renan
Para onde vão os 210 mil votos descartados no 1° turno em Maceió?
  • Fernando

    Está difícil escolher… o próximo debate deve seguir o mesmo caminho. Até direito de resposta eles usam para atacar e não justificar.

  • Maceió

    Quem assistiu ao primeiro ataque no guia e ao debate na TV Mar, sabe quem começou a baixaria. O sujeito em questão tem um talento destacável nessa arte, que é sempre acompanhada por um sorrisinho de desdém. Se dependesse dele só faria isso, pois foi apenas isso que ele fez na TV Mar, estando muito à vontade e confiante com o ringue que levantou. E olha que ele era líder nas pesquisas, antes estivesse em desvantagem como o Crivella, faria mais sentido. Mas parece que a rinha é um gosto pessoal mesmo.

  • Tony

    Se os marqueteiros orientaram seus candidatos a agirem como estão agindo, erraram feio.

    O despreparo dos candidatos é notório, apesar de serem pessoas que ocupou/ocupa cargos importantes no cenário estadual e federal, nesse pleito faltou a ambos, sobriedade, educação e principalmente comedimento. A população está cansada de agressões pessoais, o que mais se viu nessa eleição.

    Não vou votar nulo ou em branco, mas certamente vou procurar votar no menos agressivo.

  • Carlos

    A corrupção se tornou tão vulgar que não tira mais voto dos citados e no entanto os Coronéis da polícia do sertão, região norte e sul. Continua forte e firme.

  • neto bala

    Lembrai-vos dos 14%…

  • Petrucio

    Ainda bem que depois dessa degradação moral eles na próxima eleição estarão no mesmo palanque.
    E o eleitor?
    Também!

  • Interiorano

    O guia eleitoral, assim como o bom debate, é para apresentar propostas e melhorias para o bem da população e do Município e não para querer atacar/atingir/ofender o adversário! Quem assim procede, já perdeu meu voto! Eu só digo uma coisa : “ninguém muda seu jeito de ser, da noite pro dia”! E esse mudar radicalmente de repente, dando uma de bonzinho, prometendo que vai fazer o tudo e até o impossível, não cai no agrado desse matuto velho e calejado da vida!

  • Oliveira

    Conforme já foi dito e é sabido (mas não pelos candidados) os debates são para debater propostas e não se acharem que estão uma “luta por quem ofende mais”.
    Esse tipo de marketing é arcaica, coisa do dito “velha política” que afirmam não serem, todavia, os dois praticam essas modalidades.
    Não votei no primeiro turno porque não estava em Maceió, se aqui estivesse teria um candidato, mas agora ainda não sei depois de tanta baixaria, e a minha antiga escolha do primeiro turno, se aqui estivesse para votar, continua no páreo no segundo turno, mas não tem mais minha preferência depois do que vi e ouvi.
    Esse domingo será sombrio.

  • Aninha

    ALfredo tem maturidade e preparo para o grande desafio que é governar Maceió