O prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar (PSB), é um personagem improvável na história política de Alagoas, com notório sucesso até agora.

Cria do tucano Téo Vilela, que o colocou como candidato a sucedê-lo, facilitando a eleição de Renan Filho em 2014, ele aproveitou muito bem a publicidade que ganhou na campanha de governador.

Agora, como sói acontecer por essas bandas – e não só –, Júlio Cezar virou amigo de infância do governador Renan Filho, que o recebe em palácio com direito a foto e aprovação recíproca.

Filiado ao partido do adversário de Filho em Maceió, o PSB, ele trata de cuidar da sua reeleição em Palmeira dos Índios.

Segue a máxima de todos e de qualquer um do meio: primeiro eu, segundo…

 

Assembleia aposta que pode ter candidato no segundo turno em Maceió
Guerra das pesquisas preenche vazio de ideias nas redes sociais
  • Carlos

    A politica nada vai mais surpreender quando se trata : ” primeiro eu, segundo…”
    Na região sul e principalmente em Coruripe, os primos e amigos de infância!
    Marx Beltrão e Marcelo Beltrão , que diz que é Beltrão, mais não é o Beltrão, dos Beltrão!
    estão agora no nível dois da baixaria e tem até às claques!
    Onde está se travando uma gincana de quem tem mais processos!
    Maykon Beltrão ou Marcelo Beltrão!
    Onde o dinheiro do FUNDEF e da Educação!
    Dos Munícipios de Coruripe, Feliz Deserto e Juquiá!
    esta no debate de quem foi que levou mais o menos1
    que sendo apurado pelo Ministério Público Federal….

  • José Márcio Ribeiro

    Homiiii! Esse é cria de poder e dinheiro!
    Conversador mole!
    Sesau o conheceu bem!

  • ZIL

    Ele é doido! Se juntar com Renan Calheiros! Rei da rejeição! Melhor ficar só! Alfredo Gaspar só afunda nas pesquisas, o melhor está por vim, as denúncias de dentro do MP irão aparecer! Deus é bom com o povo de Maceio e de Alagoas e nos livrar dessa família!!

  • Sérgio Bossa

    Se juntar Beltrão, Calheiros, Tenório, Albuquerque, Collor e misturar tudo, acho que já dá meio diabo ! Quem for acabrestado com essas lástimas que votem.