Os partidos – grandes, inclusive – estão à caça de militares que queiram ser candidatos este ano.

O prazo de filiação de policiais militares e bombeiros com o novo calendário se encerra no próximo dia 15, sábado.

Vários militares já são por candidatos por opção ou desejo.

Os que as legendas desejam agora é filiar e colocar nas suas chapas a vereador militares sem chance de eleição, mas que podem ser ótimas escadas para os que são candidatos que pretender conquistar um mandato.

É difícil reproduzir o que aconteceu com o Cabo Bebeto, deputado estadual, que além de surfar na onda do bolsonarismo explícito teve o mérito pessoal de agregar a tropa em torno do nome dele – o que historicamente não é nada fácil.

A boa notícia: vários militares procurados pelos caciques partidários rejeitaram a proposta, inclusive de tirar umas “férias” de dois meses, até a conclusão da eleição.

Novo decreto tirou Maceió da Fase Amarela Azulada para a Fase Azul Amarelada
Marcelo Victor diz que não abre mão de indicar sucessor de Amélio no TC
  • Sampaio

    Se os militares fosse unidos hoje não estariam nessa situação de pobreza, depois do saudoso Cel Rocha a polícia só teve perdas em todos os aspectos, seja ,espeito, saúde, é batalhões. Ninguém respeita a polícia militar o CMT tá limitado. Só esperando o tempo passar,o hospital deixaram virar sucata. Os acordo dos salários viraram fumaça esse governador faz gato é sapato com a tropa em troca de força tarefa ou ronda de bairro. Onde homem já cansado tem que voltar ao trabalho para completar seu salário tirado por uma política nojenta. Não conheço hj nenhum representante legal para representar essa categoria tão sofrida. Hj vejo meus companheiros perdendo plano de saúde ou abrindo mão de seus remédios porque perderam 14% dos seus vencimento. Onde tava esse deputado que diz se representante dos PM. O projeto chegou na assembleia legislativa é até hj seus deputados não viu esse roubo do Al previdência. Funcionários público vamos nós unir,eles já tão contando com a vitória. Só depende de nós.

  • Eduardo

    Eu e minha família já escolhemos nosso candidato a vereador por Maceió.
    Sargento Moura homem de bem e do bem, prestou serviço à população Alagoana 34 anos de efetivo serviço à Polícia Militar do Estado de Alagoas, saindo em 2016, foi um dos fundadores do programa ronda no bairro, saiu da PMAL no comportamento excepcional e com vários elogios, nunca respondeu nenhum tipo de processo Civil ou Criminal, vem desempenhando trabalhos sociais na região Abc Fernão e Rio Novo, onde muitas das vezes o Estado e a Prefeitura não chegam.
    Conquistou toda minha família.

  • Carlos

    Pois é o Brasil é país de temporada dos políticos atores de televisão, repórteres polícias e agora na onda Bolsonaro militares.

  • Tony Santos

    É preciso aprovar uma lei para que servidores públicos efetivos de todas as áreas, principalmente da segurança pública, ministério público e do poder judiciário, só possa se candidatar à cargo político depois de 5 anos que se aposentar ou pedir exoneração do cargo público.