O deputado federal Marx Beltrão dá entrada, hoje, em um requerimento ao diretor-geral da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) pedindo a prorrogação (para todos), até o final do ano, da resolução que proibia o corte do fornecimento de energia dos consumidores inadimplentes.

Desde o início deste mês que as distribuidoras estão autorizadas a deixar às escuras quem não pagar a conta (desde que não seja beneficiário da tarifa social), depois de quatro meses de vigência da decisão, com forte impacto social.

O argumento do deputado – considerando a situação local: “a Equatorial Energia anunciou em maio de 2020 um lucro líquido de R$ 1,312 bilhão, mais do que triplicando o resultado apurado um ano antes, conforme dados disponíveis na Comissão de Valores Mobiliários (CVM)”.

É lembrar que a crise atinge todo mundo, com cortes de salários e renda.

Militares nas urnas: comandante da Lei Seca quer ser vereador em Maceió
Só a deputada Tereza Nelma poderia dar sobrevida ao PSDB em Maceió
  • Laskdo

    Qual o benefício dessa medida? Hoje com duas ou três contas atrasadas, havendo um eventual corte já é difícil pagá-las, imagine 5, 6 ou 8 contas atrasadas? Vai vender a casa pra pagar a conta de energia. O ideal a equatorial já faz, dilui, sem juros, nas contas futuras os valores atrasados. Essa medida só adia a execução.

    • Carlos

      Pois é Laskado, só que aqui em Coruripe, onde eles são os “donos”!Cadê que ele pediu o Tio prefeito Joaquim Beltrão,que não concedesse o reajuste da água e do IPTU e também para não cortar a água dos pobres dos pobres de Coruripe. Não que não esteja em parte concordando em não cortar a energia e depois ele via fazer o que com as contas atrasadas?… O Ministério Público estar apurando a denúncia de improbidade administrativa onde parentes do prefeito não assinam o ponto e foi dispensado pelo prefeito .

    • Thiago

      Suponha que o tempo até o final do ano, o mercado reaja e uma grande porcentagem volte ao trabalho. Assim conseguindo quitar seu débito. Agora não cortar juros e multa com o povo desempregado. Tempo, é dinheiro! Então quanto mais tempo, melhor

  • Carlos

    Apesar do ciume do deputado Marx Beltrão, em relação a Equatorial , ex – CEAL, onde era manda chuva onde ajudou e muito a fundar a empresa. Não deixa de ser justo em relação aos cortes que a flexibilização , não significa que a crise financeira que foi imposta pela crise mundial sanitária pode deixar a Equatorial livre para pressionar os consumidores pagar a conta de energia.

  • Diego

    Ótimo pedido! A Equatorial já faturou muito.

  • Lion

    A Equatorial já dando lucros. Saiu das mãos dos “espertos”, e voltou ao seu status natural: Dar resultados positivos. Enterrou de vez os políticos oportunistas, que faziam uso da mesma, e a narrativa da imprensa marrom, que defendia a manutenção do morto na UTI….

  • Lima

    Muito bom mesmo Deputado nessa situação que estamos passando isso ajudaria muita família pode se equilibra, pq muitas vezes com duas conta já queres corta ai daria um pouco de tempo para as pessoas paga a Dezembro seria o ideal como esta o decreto federal que a crise da pandemia vai até o mês de dezembro.

  • MARIA VICTÓRIA SANTOS MOREIRA

    Ótimo pedido!muitas gente foi afetada financeiramente

  • José Edson

    Acho corretíssima a atitude do deputado Max Beltrão acho que todos deveriam olhar para a classe mais vulnerável que estão aí passando pôr esse momento difícil . Parabéns deputado pela atitude

  • washington sotero

    E muito justo pq as pessoas ainda nao estao em condiçoes de arcar com contas pesadas. O deputado ta certíssimo em tentar barrar os cortes de energia a população.

  • Professor

    O fato é que não é ua discussão política, ao menos não deveria ser, e sim uma questão finaceira. A EQUATORIAL, deveria estabelecer uma negociação de débitos ligados diretamente à possibilidade de pagamnto declarada pelo consumidor. O plano executado é de caráter irrazoável, para muitos. Impondo valores de entrada de 50/65%, o que colide com a capacidade finaceira da maioria dos cidadãos alagoanos. Tendo em vista, dois pontos, o retorno às atividades econômicas de modo gradativo e a necessidade de muitos no período de isolamento trabalhar em casa, aumentando o consumo da unidade. Acredito ser um objeto de discussão muitíssimo pertinente!

    • Laskdo

      Professor, hoje o consumo minimo de um consumidor monofásico é R$ 25,00 (vinte e cinco reais) e de um trifásico é de R$ 72,00 (setenta e dois reais), para consumir esses valores, basta abrir mão de um pouco de conforto, como ar condicionado e não passará desses valores. E como vc falou, muita gente aumentou o consumo porque está trabalhando em casa, então estão trabalhando $$$$, não estão desempregados. Se eles não conseguem pagar suas contas agora, não vejo como pagarão 8 contas atrasadas.

  • Carlos

    Lima, Sotero, Edson, Lima e Maria Vitória, pede também o seu deputado para as cidades de Coruripe, Jequiá da Praia e Piaçabuçu, Penedo e Feliz Deserto, onde a família Beltrão são os prefeitos para não cortar a água atrasada e revogação do aumento do IPTU, que foi acima da inflamação de 2019… A população agradeçe

  • Deni

    Interessante uma empresa, depois de privatizada, dar um lucro tão grande assim, comparado ao ano passado e outros anos anteriores a esse. Isso só mostra que a empresa poderia dar bons frutos, se fosse bem administrada. O que esse governo, e outros anteriores, fazem é sucatear ao máximo a estatal, mostrando rendimentos baixos e depois vender a preço de banana para a iniciativa privada, assim, gerando e concentrando riqueza. Quem perde é sempre a população. Onde foi parar o dinheiro que o governo ganhou com a venda? Alguém sabe? `Pois é!
    No mais, a iniciativa do deputado é muito boa, nada mais que a obrigação dele com a população que o elegeu e paga seu salário. Só é necessária a fiscalização das cobranças após o fim da pandemia.

    • Carlos

      Ótimo o seu comentário Deni, o deputado que está pedindo pra não cortar anergia é um dos que mandou e muito ajudando em afundar a companhia energetica que foi vendida e o dinheiro até presente data não se tem conhecimento o que foi feito.

    • Fernando

      Deni, a Equatorial é um grupo energético que atua em grande parte do território nacional, inclusive na área de telecomunicações. Equatorial Piauí, Equatorial MA, Equatorial Pará, Equatorial Alagoas, Equatorial geração e transmissão. A 55 soluções (empresa), além da Sol Energias. Por isso o lucro de R$ 1,3 bilhões, mas não deixa de ser um grande lucro.

  • Pedro filho

    Muito boa a sugestão do Laskdo: diluir as contas atrasadas em contas futuras.

  • Professor

    Laskdo, quando falo em razoabilidade, flexibilidade, não me refiro a não pagamento e sim, ao momento exigido, pandêmico. O trabalho domiciliar, determina em muitos casos a mesma renda, mas o aumento do consumo. Isso não implica em renúncia de conforto ou determinações de comportamentos em meio à crise. Viver um isolamento, uma pandemia, requer conforto, de fato, é inexistente, sob o aspecto simplório das imposições retirar a escolha. O que defendo, não é a inadimplência,mas sim uma maneira proporcional de reestabelecer o equilíbrio das contas. Defendo, a proteção em meio ao retorno! Devemos pensar, que temos uma diversidade de realidades, e cada uma deve ser auferida ao devido contigente de respeito e proporção. Lembremos do binômio, Laskdo, necessidade e possibilidade! PAGAMENTO DENTRO DE CONDIÇÕES E POSSIBILIDADES DOS CONSUMIDORES. Em certas situações, quando não sabemos, ou vislumbramos de modo individual as realidades, tendemos a tecer argumentos técnicos e superficial do alheio, o que nem sempre é real! O assunto é pertinente e objeto de debate mais amplo!

    • Laskdo

      “professor”, o fato é: dividas acumuladas tendem a não serem honradas! Quem consegue pagar é exceção a regra. Só uma coisa eu concordo, com a prorrogação da tarifa social, aí sim é lavar em conta o binômio NECESSIDADE e POSSIBILIDADE, porque ao final não haverá nada a pagar. Desconheço ao longo dos meu quase sessenta anos, a TRADIÇÃO de acumular dividas para pagar depois. Isso aqui na nossa cultura não existe! E olha que eu lido com dividas dos outros há mais de 40 anos. Não teoria é até possível, mas na prática, não se realiza.

  • Diego

    O Sr. trabalha para a Equatorial ou é acionista dela?