No dia em que o Brasil – ontem – superou mais uma vez o resto do mundo em mortes pela covid-19 -1.104 –, o presidente Jair Bolsonaro consolida o sucesso da sua comunicação sobre o tema.

Concentrando, quase que exclusivamente, o noticiário nas sucessivas crises que ele cria, com método, o presidente consegue fazer com que os cadáveres da pandemia se tornem meros coadjuvantes da tragédia brasileira.

Viram “sujeitos ocultos”.

É claro que as instituições não podem e nem devem ignorar todo e qualquer ataque à democracia ou em favor da autocracia.

Perder o foco principal é tudo não podemos admitir. Quando assim o fazemos, a estratégia da comunicação da família Bolsonaro comemora mais um êxito, por óbvio, mantendo mobilizada a sua turma de seguidores fiéis.

Ser o segundo país do mundo em casos de covid-19, o primeiro em mortes pela doença no planeta em um só dia, tudo isso há se dito e repetido, ainda que pareça natural ou banal.

Não é.

Falar em lockdown em Alagoas agora é pura bravata
O dia em que um ataque de robôs tirou este blog do ar
  • Jobson

    O STF entregou a responsabilidade aos estados e municípios, se ambos não estão conseguindo , por que aceitaram a responsabilidade?, onde grande parte não sabe nem administrar o lixo urbano.E é tão simples , apenas receitar e entregar o remédio tão divulgado. Vejam o exemplo de Minas Gerais, com mais de 20 milhões de habitante, com poucas mortes em relação aos demais.

  • Carlos

    Bolsonaro, o ocultando os cadáveres da COVID 19. A estrema esquerda alimentando o jogo do presidente e filhos. São os coveiros…

  • Antonio Carlos Barbosa

    Com a declaração de hoje do capitão golpista Bolsonaro, afirmando que não respeitará mais decisões judiciais, que sejam contra seus amigos e seus filhos criminosos, o golpe está em marcha e teremos muito mais cadáveres fruto dos assassinatos cometidos pelo futuro ditador e seus milicos e milicianos, do que o da Covid-19. O filho presidente Eduardo, afirmou que a ruptura ocorrerá nos próximos dias. o ministro da deseducação de forma ignorante ou para confundir, e de forma desrespeitosa ao povo Judeu, cita os fatos ocorridos na infame e monstruosa e conhecida “noite dos cristais” que foi um verdadeiro genocídio contra os Judeus. Pior que não vejo um líder nacional, defender a democracia, contra o golpe em curso. O Senador Alagoano Rodrigo Cunha, está em quarentena eterna, até o longo final do seu mandato, jamais falará, pois se fizer um pronunciamento em favor da democracia, poderá contrair a Covid-19, diz que tem recomendação médica para tal, pois sua ida para Brasília, foi fazer turismo, indicar para os alagoanos, um roteiro de bons restaurantes, hotéis inesquecíveis, trilhas, museus, diversões aquáticas e etc., Enfim, foi para conhecer o planalto central e nada mais.
    Vida que segue, golpe que se avizinha.

  • Patrícia

    Nosso país desmoralizado mundialmente e ainda existe quem defenda esse governo.

  • Vítor

    Martin Luther King disse: O que me preocupa não é o grito dos maus e sim o silêncio dos bons.