Se há algo que motiva e envolve o governador Renan Filho são as redes sociais – garantem os seus (dele).

Território conhecido da infantilização de adultos, elas mantêm o principal nome do Palácio República dos Palmares ocupado e preocupado.

Esta semana, ele caiu em mais uma sofreguidão própria do território: chegou à frente na trágica corrida pelo anúncio da primeira morte da Covid-19 em Alagoas. Anunciou-a no seu Instagran, esquecendo a Sesau e a Secom.

Criou uma crise que ainda não cessou na mesma seara em que nasceu.

Apesar de ser necessário reconhecer que ele tomou medidas importantes na prevenção, principalmente, ao coronavírus – engasgou-se com um “mosquito”. Ainda que contabilize um crescimento expressivo no seu Instagran (100 mil seguidores, comemora).

Uau!

Mas não foi a primeira vez em que ele se perdeu no tempo ao fazer uso do seu brinquedo preferido.

Em julho de 2017, ele postou que havia baixado o preço da gasolina em Maceió, graças ao “dedo fiscalizador do Estado”.

Nada disso: havia sido a “mão invisível do mercado” – agora, de férias – que alcançou a proeza. Moveu-se pela pressa e pela confiança no aplauso do entorno.

Ao ver, então, que havia cometido um erro, disse apenas que o “povo logo vai esquecer”.

Ele também.

As trevas têm inveja da luz no Planalto Central
Cacau se filia ao MDB e tira Cristiano Matheus da disputa em Marechal
  • Carlos

    Assim que se faz a entrevista dos últimos boletim do coronavirus ! Uma infectologista de gabarito e do hospital Escola Hélvio Auto. Doutora Luciana Pacheco. O governador Renan Filho, pisou na bola e reconhecer o erro. Vamos olhar pra frente e combater o vírus, com o melhor remédio…. Isolamento social e muita higienização das mãos.

    • Sertanejo ENLUTADO esperando Justiça e PAZ com FÉ

      ‘Tamo junto, Carlos … #EleNÃO!
      > A situação é grave? … – 15 (quinze) perguntas sobre o surto
      – E minhas encomendas da China? … – Mas isso é muito ou pouco?

      # Quem for infectado uma vez pode ter a doença de novo?
      – Quando vai ocorrer o próximo surto?
      – Qual será o impacto na economia global? [04abr20]
      https://www.bbc.com/portuguese/internacional-51297005

      > A decisão de Pequim (CHINA) de redirecionar material … máscaras, respiradores
      – Q poderiam salvar vidas no Brasil ‘t´á no contexto das ofensas q’a família presid’ANTA
      … dirigiu CONTRA o governo chinês.

      # Agora pedindo PENICO … BolZonaro # filhXs + seguidores agem MALIGNA à mente.
      – É esnobado por Pequim AMARELA como por Washington LOURO aLLaranjado. [04abr20]
      https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2020/04/04/bolsonaro-esta-colhendo-o-que-semeou-com-a-china-diz-ricupero.htm

    • Jose

      Um desafio para os políticos, empresários e os que se acham é QUEM PODER FIQUE EM CASA! O desafio é liberar serviçais,governantas, motoristas,cozinheiras,lavadeiras que são da área de risco e ou que tem crianças e idosos em casa que estão trabalhando sobrecarregados e com o psicológico abalado pela incerteza do emprego e ainda sim manter seus salários. “Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”. “Lavem as mãos,mas também a alma”

      • Telma

        Não é justo os trabalhadores terem que fazer essa escolha impossível entre se expôr a contaminação e os seus entes ou perder o ganha pão.

  • paulino lopes

    Acreditar em noticias dada por pessoa descreditada fica muito difícil.

  • Patrícia

    O que “parece” é que estão usando o vírus como campanha política e nada mais. Enquanto leitos estão sendo disponibilizados em hospitais (marketing) aqui em Maceió, pacientes morrem nas upas sem nenhum direito a um possível tratamento sem contar que as pessoas enfartam e tem outras enfermidades que não tem relação com o vírus. Pessoas em estado grave estão morrendo aguardando o resultado do covid quando na verdade estão morrendo talvez por outras enfermidades. Socorro!

  • Realidade

    Quem está monitorando e acompanhando a utilização desses leitos? Não devemos esquecer que já existiam contratos anteriores de leitos retaguarda Quem está fiscalizando isso tudo? Quantos respiradores tem no estado? Sem hipocrisia nesse momento tão difícil né? O isolamento é importante,mas qual os planos A,B,C e D do governo para os mais carentes?

  • Pereira

    Prevenção é tudo governador, mas alguém viu a situação do mercado da produção? Um infectado alí é efeito dominó. Todos os comerciantes precisam trabalhar,mas qual é o plano diante dessa situação?Espero que o nosso estado entre para a história,mas salvando vidas e disponibilizando condições e tratamento para toda a população independente da enfermidade. Quantos infectologistas tem no estado?Parece que só tem dois rsrsrs.Chega de cimento na veia . ..o momento é de ação e respostas.

    • Jose

      Quando acabar a semana santa vocês vão ver o resultado, pois o povo é quem sofre. A empresa de limpeza BRA contratada pela prefeitura de Maceió cortou as cestas básicas que os funcionários recebiam todo o mês

  • Deus proverá!

    Sr. Jornalista, eu gostaria entender uma coisa: Vi um informativo do hospital Arthur Ramos que dizia ter pacientes com suspeita de corona vírus internados em apartamentos aguardando resultado de exame de confirmação.Suponho eu com toda minha ignorância que seja pacientes de plano de saúde. Se o governo destinou leitos em tais hospitais sem distinção de: com plano ou sem plano e sim de pacientes, então porque os que estão em estado grave nas upas não podem utilizar os leitos contratados que suponho está desocupados e aguardar os resultados tendo um acompanhamento. Esses apartamentos são exclusivos de planos de saúde é isso? Vão ser cobrados dos planos de saúde exclusivamente ou irão entrar como leitos e despesas contratados posteriormente pelo SUS? Casos suspeitos do SUS estão sendo mandados para aguardar o resultado em casa…

    • Jose

      É nas horas de desgraça da população Deus proverá que arranjam um jeitinho de tirar vantagem em tudo ou já esqueceram da operação Dama da lâmpada? Vai demorar para os serem evoluírem

    • Telma

      É o corona capitalismo” O lucro acima da vida”

    • FREIRE

      O tratamento tem que ser igualitário para ricos e pobres na pandemia independente das desigualdades sociais existentes. Os desafios devem ser enfrentados coletivamente ou uma hora alguém vai ter que pagar a conta. Ninguém vai sair ileso.

  • FAGUNDES

    AGUARDANDO O GOVERNADOR FAZER A SUA DOAÇÃO DE SANGUE JUNTO AO SEUS SECRETÁRIOS E PARCEIROS. É A MELHOR LIVE! A POPULAÇÃO AGRADECE! NAO ESQUECENDO QUE ESSE BELO GESTO DE AMOR É DE 3 EM 3 MESES.

  • Pedro

    Uma coisa de cada vez,mas eu queria saber do secretário de saúde sobre a possível falta de medicamentos para pacientes com câncer que o Brasil vai passar já agora por esses dias. Isso é verídico? Alagoas não deve passar por isso não é mesmo? O secretário falou antes do covid que fariam estoques de medicamentos para um ano para evitar as compras fracionadas ou seja não devemos nos preocupar.

    • Marcos

      QUANDO FOI MESMO QUE EXISTiU O ABASTECIMENTO 100 POR CENTO EM ALAGOAS DE MEDICAMENTOS. NUNCA TEVE E NUNCA TERÁ. AGUARDO A CHEGADA DE REMÉDIO CONTROLADO A 3 MESES.

  • Pedro

    Não é preciso entrar em pânico o governo de Alagoas está preparado para tudo que possa acontecer fora dos parâmetros esperados e os órgãos de fiscalização também.