A pressa/sofreguidão do governador Renan Filho terminou por criar um problema desnecessário para ele e para a Secretaria de Saúde.

Comportamento típico de redes sociais, ele fez questão de dar a informação – na frente de todos – sobre a primeira morte por Covid-19, ontem.

Publicou na sua conta do Instagran a triste notícia, quando parece que o caminho natural para isso seria  uma nota oficial da Secretaria de Saúde, formal, detalhada, explicativa,  já que o tema requer informações técnicas, que ele não domina.

Estas só foram divulgadas depois pela Sesau, em meio a notícias falsas e informações desencontradas.

Eu tenho defendido, inclusive entre colegas de profissão, que toda e qualquer notícia mais séria sobre o coronavírus – e o tema já é sério – deve partir da Secretaria de Saúde, que tem um excelente Departamento de Vigilância Epidemiológica, ou do próprio Palácio, mas seguindo um protocolo mais responsável e menos midiático (apenas).

A Assembleia Legislativa convocou a gestão da UPA do Trapiche para explicar o que aconteceu por lá. Até mesmo para passar a limpo a informação de que a família da vítima só teria sido avisada da tragédia – e é uma tragédia – pelas redes sociais do governador.

Renan Filho vem se comportando bem, ressalte-se, na crise. Mas este é um momento de crescer, amadurecer e superar a ansiedade e a sofreguidão próprias da juventude (ele não é mais adolescente).

Que aprenda com o erro e crie um padrão, um protocolo responsável, para se manifestar sobre as consequências mais graves da pandemia.

A Secom e a Sesau saberão fazê-lo com conhecimento e serenidade (o que tanto deveremos valorizar, hoje).

66 moradores das áreas de risco da Braskem se negam a deixar suas casas
Covid-19: Conselho de Enfermagem protesta contra salários oferecidos pela Sesau
  • um ALAGOANO

    Parecia que o governador estava entusiasmado pra informar sobre a vítima do Corona vírus, incrível.

  • Maria Maria

    Certamente estava na torcida por uma baixa dessas. Os dedos já estavam nos teclados só esperando. Falta de respeito não tiveram a capacidade de avisar para a família. Primeiro vem as redes sociais depois e só depois…. tempos loucos.

  • Idosamente MONGE no Sertão: busca SUS sem úi nem Ái!

    A pressa teria sido avoada pel’Ayres na SAÚDE pneumática? [31mar20 às 11h50]
    https://www.tnh1.com.br/noticia/nid/governador-comunica-primeira-morte-por-covid-19-em-alagoas/

    E o AR num tá pra peixe fresco NEM chapa quente, viu? [31mar20 às 20h37]
    https://www.tnh1.com.br/noticia/nid/entendemos-os-familiares-mas-nao-tem-o-que-discutir-com-relacao-ao-teste-diz-ayres-sobre-morte-por-covid-19/

    A família da vítima mantém a lucidez embora INDIGNADA
    … ‘Meu PAI morreu porque é POBRE’ [64 anos, diabético e hipertenso]

    > 4 dias entre a UPA (Pronto Atendimento) do Jacintinho supra-GROTAS,
    – HGE (Hos Geral do Estado) e UPA Trapiche da Barra … SEM equipos!
    – Barra pesada em Maceío: SEM vaga em UTI d’Hosp Hélvio Couto. [01abr20 às o8h49]
    https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/04/01/primeiro-morto-em-al-por-coronavirus-esperou-4-dias-por-uti-diz-familia.htm

  • Diego

    Ricardo, essa história está estranha. Sendo verdade, teríamos o paciente zero no BR em Alagoas. A família informou que o Sr. esteve em tratamento por 17 dias, falecendo, infelizmente no dia 30/03. Desta forma, os sintomas teriam começando no dia 13/03. Sabe-se que a incubação se dá em torno de 14 dias, logo, a contaminação ocorreu em 29/02. Ricardo, o primeiro paciente no BR foi diagnosticado em 26/02 oriundo do exterior. Não faz sentido que o paciente de AL tenha COVID19 se não teve viagem ao exterior. O secretário de saúde não tem gabarito para lidar com uma crise dessa magnitude e o Sr Governador terá um pepino muito maior logo adiante por conta disso.

    • Sertanejo ENLUTADO esperando Justiça e PAZ com FÉ

      Paciente ZERO no Brasil, Diego? … – Todo ano é um doidinho viu
      … onde tu leu ISSO, rapaz? … rsRs # Quero bem a minha doida
      … tu tá [email protected], ‘[email protected]? … Kkkkk * Ñ troco a minha pu doida d ninguém

      # Eu gosto tanto de doido Q fiquei doidinho também
      – Nós doido pur amor doido, doida e doido, 1 vai outro vem

      # SejE que o que quiser, oidinho jeitoso c’a doidinha bela
      – Endoideceu pru mim, endoideci pur ela … bota, botei doidice nela

      > Q’o remédio d’uma doida é um doido no rastro dela sim
      – Ela doida por amor, eu doido por mô benzinho num só caminho

      # Eu dou um beijo na doida a doida me faz carinho
      – Toda noite é um abraço e todo ano é um doidinho sim
      EM o2’ 47″ desde 1983 _ https://youtu.be/wOQAvSQvKQI

  • Nelson

    Governador Renan Filho Paraguaçu !!!!

  • ROBERTO PAIVA

    CARO MOTA.
    FATO: TÁ TODO MUNDO MUITO ESTRESSADO.
    A PRESSÃO É MUITO GRANDE SOBRE O GOVERNADOR.
    MAS NO GERAL ACHO QUE EM ALAGOAS, AS COISAS
    ESTÃO SOB CONTROLE.
    A QUARENTENA TÁ SENDO RESPEITADA.
    A IMPRENSA TÁ FAZENDO UM EXCELENTE TRABALHO.
    E O SECRETÁRIO ESTADUAL DE SAÚDE ALEXANDRE AYRES
    É UM EXEMPLO DE DEDICAÇÃO E SUA EQUIPE É SIM
    GABARITADA PARA LIDAR COM ESSA SITUAÇÃO.
    OS CUBANOS FORAM CHAMADOS PARA ITÁLIA.
    O QUADRO É ESSE, É UMA PANDEMIA CAUSADA POR
    UM VÍRUS QUE AINDA NÃO TEM VACINAS NEM REMEDIOS
    PARA COMBATÊ-LO.
    MUITA CALMA. MUITA FÉ, MUITA PRUDÊNCIA.

    • Democracia ao PONTO: garçon + 1 cana, tira gosto SARDINHA péÓóRrrrr sem ELA!

      E nem adianta pegar um ITA no Norte em 1945,
      em 02′ 55″ embolachados a 78 rpm caro Roberto.

      > Ai, ai, ai, ai … adeus, Belém de Pará, peguei um ITA no norte
      – Pra vim pro Rio morar … adeus, meu pai, minha mãe … Ai, ai, ai, ai
      > Vendi u$ troço Q tinha … o resto dei pra guardá, talvez volte pro ano
      – Talvez eu fique por lá … mamãe m’deu conselhos n’hora d’embarcar
      # Meu filho ande direito … Q é pra Deus lhe ajudar.
      – Tô há tempo no Rio, nunca + voltei por lá, pro mês intera 10 anos

      ALERTA o intrépido Doriyval Caimmy na BahÊa, amigo Paiva
      Uma ITAIPAVA? … _ https://youtu.be/vcnl1eK9pkQ

  • Antonio Moreira

    Uma pessoa conhecida minha me disse que o fulano estava doente(cheguei até postar aqui).
    Ontem, vi o suposto doente e ele está com aparência saudável, normal… Apenas lhe perguntei se estava bem e ele respondeu com bastante firmeza: Sim, seu Antonio.
    Aqui para nós, o SIM dele causou um bem enorme em mim – Maravilha – Saúde.
    //
    Mudando de assunto:
    Já vi grupo de Policial montado a cavalo andando na ciclovia das praias de Maceió.
    O Ciclista é capaz de dizer ao grupo de Policial que aquele espaço é somente para Ciclista?
    Lembro-me de 2 Ciclistas – aqui é só para Ciclista, Corredor(disseram para mim)!!!
    Também já me disseram isso individualmente.
    Das casas deles a todo percurso percorrido, foi só em ciclovia?
    Hoje, na ciclovia do Barro Duro, vi a maldade humana. Pulei para não ser atropelado…
    Não foi a primeira vez. A ciclovia estava congestionada? – Não! – Não! – Não!
    Ainda prefiro palavras a atitudes …!
    Em vários lugares da cidade, calçada de pedestre é normal – quase sempre congestionada pelo o pedestre, assim como as vias para automóveis, mas a ciclovia, não! Tenho observado isso há muito tempo.
    No primeiro mundo deve ter espaço para toda categoria, mas aqui a gente devia usar o bom senso – Educação de percepção.

  • Carlos

    Uma governador que promoveu a mais cruel da reforma da previdência do Brasil ferrando com os pensionistas e aposentados. Vai ligar pra os sentimentos da família do morto ou seja lá quem for. Anunciou como troféu a suposta vítima do coronavirus. Pisou na bola

  • Pedro Costa

    É o verdadeiro Odorico Paraguaçu das Alagoas, ansioso para inaugurar o cemitério com o primeiro caso de COVID19

  • Servidora do HGE-na uti

    Enquanto o governador tiver certos assessores que quer aparecer mais que ele e o secretário, na base da mentira, vai ser só o começo das [dores].
    Não é mesmo secretário de ações na saúde? Como tu podes estar, ao mesmo tempo, em duas instituições diferentes. Que te acoberta nesse erro?

  • KBÇÃO

    ACORDA ALAGOAS .

  • Paulo

    Renan Paraguaçu foi pra galera com a morte do rapaz.

  • Luiza

    Ricardo, esta ansiedade não só aconteceu em Alagoas. Já tinha visto a ocorrência em outros Estados e fiquei angustiada com o desrespeito com os familiares. Eles deveriam ser comunicados até porque precisam ser avaliados para confirmar se estão infectados ou não. Os governantes parecem que estão vibrando. A primeira morte… não tem motivo nenhum para colocar em redes sociais. Lamentável e me solidarizo com a família. Só para lembrar. Foi um ser humano que veio a óbito em virtude de uma pandemia.

  • Carlos

    Agora a oposição que é muito forte e os aliados, que são muito independente . A assembleia Legislativa de Alagoas,vai colocar o governador Renan Filho, no seu devido lugar. Acredite se quiser.

  • Pedro

    Temos um presidente que é um desatre e um governador, em escala menor, também um desastre. O primeiro, estupidamente estúpido; o segundo…, deixa pra lá!

  • Jeu

    Lamentável! Na verdade um absurdo. Todos essa celeuma precisa ser apurada e os mentiroso descobertos. Esses testes que demoooorrraaammmm a ficar prontos. Esse paciente sendo jogado de unidade em unidade, sabe-se lá quantos foram contaminados durante essa peregrinação. Considerando o número de profissionais de saúde contaminados nos hospitais organizados e abastecidos como os do sudeste (Albert Einstein e Sírio Libanês) imagine aqui. Na verdade tanto o governador quando o secretário são dois bosais que só querem mídia, com discurso bonito para iludir os bestas. O pior foi a denúncia da médica ao relatar que a sesau notificou outro caso suspeito como sendo H1N1. Um espanto! Quando ao desmantelo administrativo da Sesau agora de porteira aberta. PF e CGU que fiquem de olho. MPE esquece que e nada é a mesma coisa. Só protege o chefe!

  • Interiorano

    O Governador “pisou na bola”, como se diz no popular! Para que tanta pressa em informar uma coisa em que os próprios órgãos de saúde e nem a família da vítima tinham certeza e/ou conhecimento?

  • Eduardo Costa

    Renan Odorico Filho Paraguaçu

  • niv_mace@hotmail.com

    Eu acho é tome, esse REInão não tem assessoria de imprensa não é ? Epa ,esqueci que ele quase dava um cascudo num repórter no palácio um dia desse.

  • Fernando Ávila

    Pressa não, é estado de urgência e emergência mesmo. É o medo de dezenas, centenas e até milhares de mortos. Alagoas nunca se preparou para saúde pública, o HGE é praticamente um Pré-Velório… tudo velho e acabado; A coisa tá pior do que se imagina. Governo Federal deixou as porteiras abertas pra o povo se lascar, ele mesmo com sua comitiva trouxe doença pra o país.

    Se a [email protected] taiar… deu ruim pra gente… Alagoas não vai suportar casos tão graves. Se no passado tivessem investido em Sa´úde, talvez hoje a situação diferente.

  • Fernan Lins

    Caro Ricardo;

    Compete à Secretaria de Estado da Comunicação:

    “VI – coordenar e integrar as atividades do Governo nas áreas de jornalismo, publicidade, internet e redes sociais”

    Esta pressa se reflete em tudo. A atual SECOM está à deriva e em prol de uma continuada campanha política.

    A propósito, nunca se posicionaram sobre a atual marca do Governo…

    $$$

  • Jailson Magalhaes

    A questão mais grave não é a maneira q foi informado sobre o óbito, e sim a denuncia da família do paciente sobre a peregrinação do senhor de hospital em hospital e não ser detectado q ele estaria com o corona vírus e vir a falecer em uma upa que ao meu ver não tem estrutura para internação de pessoas com este tipo de vírus.
    E o mas grave não terem feito o exame para detectar o vírus e ser diagnosticado com panehomoni segundo afirmou a nora do senhor.

  • Jailson Magalhaes

    O lugar mais próprio para q o senhor teria de ser levado após o HGE seria o hospital HDT já q se tratava de um doença contagiosa concorda comigo?
    E porque foi transferido do HGE pra UPA.

  • MINI MIM, O IMPIEDOSO!

    Foi uma atitude insensível, desumana e desprovida de qualquer traço de piedade pelo sofrimento alheio o Governador de Alagoas Mini Mim (MDB) divulgar em suas redes sociais a primeira morte por Coronavírus (COVID – 19), sem autorização da família, que só ficou sabendo através das redes sociais do Pequeno Polegar, que a cada dia fica menor.
    Alguém ter que ensinar ao Mini Mim (MDB) que a vida não se resume as redes sociais!
    A continuar assim, o Governador Mini Mim (MDB) vai terminar o mandato com a alcunha de Mini Mim, o impiedoso.

  • CRUELDADE, UM TRAÇO DE MINI MIM!

    Soma-se a divulgação da primeira morte do Coronavírus (COVID – 19) em Alagoas, através das redes sociais e sem qualquer sentimento de piedade pela família do falecido, a brutal reforma da previdência, evidencia-se que a crueldade é um dos traços característicos da personalidade do Governador Mini Mim (MDB), o Pequeno Polegar!
    Pelo visto, o que falta em estatura na miniatura de Governante, em diversos sentidos, sobra em insensibilidade!
    Saia das redes sociais, Mini Mim, e governe, coisa que você não fez nos últimos cinco anos!

  • Jorge Barbosa

    E agora a prefeitura decidiu apagar os refletores das praças, é um prato cheia para a bandidagem. Governantes, a eleição vem ai.