Ainda há tempo para o governador Renan Filho tomar uma medida preventiva em relação aos servidores aposentados – e pensionistas – do Estado.

Lembrando que estão neste grupo os mais vulneráveis ao coronavírus.

Começa em abril a cobrança da alíquota de 14% para os funcionários inativos – eles não pagam nada, até este mês – de contribuição ao AL Previdência.

De 0% para 14% é um tombo e tanto.

Um servidor aposentado e que recebe R$ 2 mil/mês, além de não receber reajuste salarial há dois anos, vai ter uma retirada da sua parca remuneração R$ 140,00 (o desconto incide sobre o que excede um salário mínimo). E assim progressivamente: R$ 4 mil/mês, R$ 420,00 de transferência de renda para o AL Previdência.

O MP já se manifestou pela inconstitucionalidade do corte, seguindo, aliás, o que os procuradores de Estado – que não foram consultados sobre o projeto de reforma do AL Previdência.

Há um projeto na Assembleia (do deputado Davi Maia) suspendendo a cobrança enquanto durar a “calamidade”, uma medida que atenua a pancada, ainda que não a resolva.

Se o governador se sente incomodado pela iniciativa ser do Legislativo, que ele mesmo assuma a medida, como parte do pacote de ajuda a quem mais precisa.

Eu sei que a turma da área econômica é da mesma escola de Paulo Guedes – liberais sem freios -, mas o governador sabe que eles são obedientes.

É exercer a autoridade que ele tem e faz questão de ter.

Bolsonaro quer fazer do coronavírus seu aliado político
Deputados se preocupam com a distribuição de cestas básicas, mas e a fome?
  • Traira

    Ricardo,os Médicos já convenceram mais de 70% da populaçao a importância de ficar em casa,agora só falta os vererinários convencer o restante!

  • Marcos Vinicius

    Faltou a palavra Não, no parágrafo…. além de NÃO receber reajuste há dois anos..,.

  • Zé indignado ,

    Ser mais cruel do que a turma do Bolsonaro e ainda superar a escola do Paulo Guedes. Sem comentários.

  • Valdemir Barreto

    Mesmo com posição contrária da PGE, MP, temos a omissão do governo, e imprensa se cala.

  • Chegando a hora

    Esse governo é uma piada,e agora pra piorar se juntou a Rui Palmeira,a população de Maceió é Alagoas tá só esperando a eleição pra banir de uma só vez os dois

  • Mundo cruel

    Por que pros MILITARES da reserva (aposentados), o desconto da Previdência já começou esse mês?
    Isso é muito injusto, cruel e desumano!!!

  • Claudio

    Falar num momento desse de pessoas que tem emprego garantido ou aposentadoria em receber beneficios quando uma grande parcela da populacao esta perdendo o emprego por conta da Pandemia, outros estao no mercado informal para sobreviver e agora foram proibidos de trabalhar e a fome aparecendo nas areas mais vulneraveis. As pessoas deveriam ser mais humanas e pensar nos mais necessitados, tenho vergonha dessa nossa sociedade egoista.

    • Zé indignado ,

      Não se combate a miséria , provocando miséria. Olha os que tem pouco não pode financiar que não tem nada. Os gestores tem que alternativa para ajudar os que precisa.

  • Arapiraquense

    Além de modificar o índice de cobrança do AL-Previdencia com um projeto “de reforma da reforma”, deve suspender a cobrança dsse índice já aprovado enquanto durar esse período de quarentena.
    O governador deveria também, para ser mais justo, estender a antecipação do décimo terceiro para os servidores com 60 ou mais anos de idade que continuam ativos e enquadrados na primeira faixa salarial. São servidores da área de risco e estão tendo despesas redobradas com a compra de produtos de prevenção.

  • Zé indignado ,

    Cadê David Mais, cabo Bebeto, Bruno Toledo e jovem David Davino e quase independente Jô Pereira.

  • Revoltado(a)

    Contracheque dos militares aposentados já está esse mês com o lindo desconto de volta! Absurdo!!!

  • KBÇÃO

    MUNDO CRUEL AS NOSSAS ASSOCIAÇÕES E NADA E A MESMA COISA.

  • Ricardo

    Meu Caro Ricardo
    A reforma da previdência concluída no governo Lula instituiu a taxação do inativos, obrigando-os a contribuir novamente para a previdência social para assim possibilitar que aqueles que estão ou estavam em plena atividade laborativa pudessem ingressar na inatividade e desde feita, usufruir dos proventos de aposentadoria, sob pena de inviabilizar todo o sistema previdenciário do `Pais. Esta nova reforma, novamente coloca a cidadão seja da iniciativa privada ou servidor público na condição de bode expiatório, ou seja, as principiais e únicas vítimas de um sistema corrupto e sanguinário, e definitivamente não resolverá o problema do deficit previdenciário como outrora restou evidenciado com a primeira reforma. É de se lamentar a crueldade impingida aos mais vulneráveis. Que venha outra reforma para nos sepultar de vez.

  • JEu

    Duvido que o malvado mininim peralta se deixe “amolentar” pelo sofrimento dos funcionários públicos, sejam ativos ou inativos… já o disse aqui e repito: o governador Reinãozinho odeia funcionário público… assim, tudo fará para fazê-los sofrer por simples prazer de vê-los na humilhação e dor… tudo o que quer é vê-los debaixo de seus “nobres” pés, pedindo-lhe perdão por terem opinião própria… eis a dura realidade… não quero dizer que sou totalmente contra o desconto para o AL-Previdência, pois o sistema tem mesmo problema de caixa, mas bem que poderia ser melhor distribuído e mais humanizado… é só mudar a lei e estabelecer que todos da primeira faixa estão isentos da cobrança… e que a partir do início da segunda faixa, as alíquotas seriam distribuídas entre 5%, 8%, 10%, 12% e 14%, por exemplo… do menor ao maior salário ou pensão… mas isso é querer demais do nosso “malvado favorito”…

  • Traira

    Ver gente defendendo Miliciano,nao dando um pio de quem começou essa barbarie que é a reforma previdenciária e metendo a lenha no Governador,chega a ser hilário,esse povo é tao bisonho que é bem capaz de achar que o Governador,daqui ou de outro Estava,faria essa Reforma se nao fosse a reforma Federal,ô povo Leso ou será só mau caratismo mesmo!?Acho que os dois!

  • CICERO FREDERICO DA SILVA

    O pobre se vira com o pouco que ganha.
    No Brasil mostre uma lei que veio prá trazer alegria ao servidor público, nenhuma.
    Só vem uma caixa de maldade, pois essa gente só pensa, dorme criando coisa ruim.
    Os GOVERNADORES do nordeste ficaram brigando com o presidente, contra a reforma, depois só porrada no servidor.
    Gente a classe política brasileira só vê o poder, e locupletar.
    Nada mais.

  • Carlos

    Traíra, o seu nome traíra, pelo seu comentário sem sintonia com os comentários não tem nada haver com o seu sentimento de revoltada. A reforma do Bolsonaro onde os pensionistas e aposentados segue um índice do fator previdenciário acima de seis mil reais. Já o desnaturado governador Renan Filho, numa maldade sem precedente massacrou os servidores que estão numa defasagem salarial mais cruel da história do servidores. A sua sofreguidão de criticar o governo federal deixa vc sem foco da matéria em tela.