A saída de Rui Palmeira do PSDB, como sempre, um ato unilateral – apesar de esperado –, deixou seus aliados mais próximos feito “baratas tontas” (inclusive Davi Maia, deputado estadual do DEM).

Para onde vão os vereadores do PSDB (são três)?

Vão esperar que o prefeito defina o seu destino ou cada um vai buscar o próprio caminho?

Na verdade, Palmeira nunca foi efetivamente um presidente regional do PSDB.

Assumiu o cargo aqui porque Téo Vilela, como sempre acontece na política local, não conseguiu emplacar um sucessor do seu grupo (apesar da permanente desconfiança de que Renan Filho era mesmo o seu preferido a governador).

Rui não projetou ninguém, assim como na época de  Vilela no comando do PSDB , Rodrigo Cunha construiu sua própria candidatura ao Senado empurrada pelos fatos – que lhe eram favoráveis.

Resta saber se o senador tucano vai reproduzir o mesmo comportamento de Rui, Ronaldo Lessa, Téo Vilela, Renan Calheiros, Paulão e tantos outros dirigentes de partido em Alagoas – que não fizeram nem fazem sombra para ninguém e se comportam como o Rei Sol (partidário).

Para começar, é ver se Cunha – que deve fechar mesmo com JHC – vai tentar conter a previsível debandada dos vereadores (ainda) do seu partido.

Não há nada estranho ao jogo jogado, cujas regras são a do momento em que as peças são movimentadas: nem amigos nem inimigos – apenas aliados de ocasião.

A hora e a vez do senador Rodrigo Cunha
Equatorial virou parâmetro para a privatização da Casal
  • JEu

    E continua a mesma politicagem de sempre… melhor seria perguntar onde está o benefício para o povo maceioense e alagoano… já que as figuras politiqueiras vão sempre procurar uma “sombra” onde montar novo “acampamento”… afinal, nesse meio sempre sobram “boquinhas”… agora, o bem do povo, a melhoria da situação dos mais carentes, o crescimento do emprego e da renda, o aperfeiçoamento da saúde e da educação, que são coisas realmente importantes para o povo, isso ninguém fala… que caia um, dois, três ou mil politiqueiros, em nada farão falta… agora, a merenda escolar, o bom livro didático, a formação técnica, o crescimento da indústria e do comércio, a diminuição da violência e da criminalidade, etc, etc, essas coisas, sim, são importantes para o povo…

  • Há Lagoas

    Não posso condenar Rodrigo Cunha por esta jogada – ele é um ser político e se porta como tal – isso é natural, mas tenho a sensação de que o marketing do “novo” desbotou de vez!
    De qualquer forma, o cadáver do PSDB alagoano já cheira mal, é preciso que seja sepultado sem demora na próxima eleição.

  • Fernando

    Existe esperança na escuridão e Rodrigo Cunha vai fazer um excelente trabalho a frente do partido… esperar para ver! Quando se trata de politica o povo é o que menos importa e do resto só estratégias e nada mais, alias as mesmas estratégias utilizadas em todos os partidos no Brasil. A união faz a força so esquecem que a maior força é a do povo.

  • Cidadão

    O negócio é o Rodrigo Cunha pular fora dessa barca furada, PSDB é mais um partido cheio de politiqueiros que não querem o bem do estado e nem do país, Não trabalham, só comem caviar e usam perfume caro, burgueses medíocres de caráter.

  • João

    Rodrigo Cunha é mais do mesmo ! E bem pontuado …ele será ou terá o mesmo comportamento que todos os mencionados pelo blog. Aguardem e veremos.