Estudo da consultoria Tendência, publicado hoje no G1, afirma que Maceió é a capital do país em pior situação fiscal.

Na análise feita, considerando o endividamento, poupança corrente, liquidez, resultado primário, despesa com pessoal e encargos sociais e investimentos, a capital de Alagoas recebeu nota zero – a maior é dez, que ninguém atingiu.

Entretanto, Rio Branco, que obteve a melhor avaliação, no conjunto, recebeu 9,06.

A situação de Maceió é ainda mais grave pelos gastos com pessoal, que superam os 52%, e pela capacidade de investimento: 1,19%, tudo que sobra para a prefeitura gastar “livremente”.

Ou seja: a dependência é quase que total da União – e, em tese, do estado -, mas quem assumir o lugar de Rui Palmeira terá uma missão espinhosa, e sem grandes expectativas de melhora em um tempo breve.

É abacaxi da casca grossa e faca sem gume.

Abrahão Moura constrói a ponte entre Rui e Renan Filho
Lógica de Bolsonaro transforma as PMs em exércitos partidários
  • Há Lagoas

    “É abacaxi da casca grossa e faca sem gume”.
    Diante de um quadro tão tenebroso, só com muito altruísmo e resignação para ser candidato a prefeito!
    É pensando em tirar Maceió deste triste cenário que temos figuras “salvadoras” como: JHC, Alfredo Gaspar, Ronaldo Lessa, Davi Davino, Cabo Bebeto e Cícero Almeida.

  • JEu

    E olhe que tem muita gente reclamando do prefeito por causa da não concessão de reajustes salariais… não tem saída, não, é preciso reduzir a máquina pública e reduzir ao mínimo do mínimo os cargos comissionados e acabar a festa das “boquinhas” dos vereadores… deve-se priorizar, no município, a saúde e a educação… o resto, é o resto mesmo… agora é esperar para ver se o próximo prefeito vai ter coragem para fazer a “reforma previdenciária do município”… ou a vaca vai pro brejo de vez… uma coisa podemos, no entanto, afirmar: até o presente momento não se tem ouvido falar ou suspeitar de “malversações” do erário público na gestão atual… diferentemente da gestão anterior (é só lembrar a “máfia do lixo”)…

    • Fernando

      A mosca que pousa no mel não consegue voar ou seja queria só vê esse sonho se tornar realidade (diminuir comissionados) e priorizar saude, educação…vivemos um pesadelo nos dias atuais.

    • Mercia

      NÃO TEM?
      É SÓ VER OS CONTRATOS DO LIXO QUE INCLUSIVE AUMENTOU E MUITO!

    • Mercia

      SE VOCÊ NÃO SABE FIQUE CALADO, FOI FEITO UM LEVANTAMENTO (AUDITORIA) PELOS SINDICATOS, E SE CONFIRMARAM QUE EXISTE SIM….E MUITO DINHEIRO PARA DAR AUMENTO AOS SERVIDORES. HÁ QUASE 3 ANOS QUE ELES NÃO RECEBEM UM TOSTÃO DE AUMENTO E VEM FALAR QUE NÃO TEM DINHEIRO? PUXA SACO!

    • Mercia

      JEU, ACHO QUE VOCÊ TEM ALGUM CARGO PARA DEFENDER TANTO!

  • Mário

    Lamentável essa situação da outrora cidade sorriso. O quadro tende a se agravar pelas picuinhas políticas que estamos vivenciando no país.
    “É de pior a pior
    É de pior a pior
    A cantiga da perua é uma só
    Andam dizendo
    Que o progresso vai chegar
    Que a coisa vai melhorar
    Quando o homem for pra lua
    Mas a verdade crua
    Que a situação da vida
    Ta ficando parecida
    A cantiga da perua
    É de pior a pior
    É de pior a pior
    A cantiga da perua é uma só…”
    Trecho da música: Cantiga da Perua – Composição: Elias Soares / Jackson Do Pandeiro.

  • Henrique Jr.

    Ué? Mas o cara não é bom? Bom para a família palmeira, que está muito bem alocada nas tetas da prefeitura(vide portal da transparência), é só colocar o filtro com o sobrenome “palmeira”.

  • Nonato

    Ricardo, seria interessante verificar como o Prefeito recebeu as contas em 2013 e em qual colocação estava Maceió entre as Capitais.