Como o jovem prefeito do Pilar, Renato Filho, vai administrar no próximo ano a própria candidatura à eleição, a candidatura da sua esposa, Cecília Rocha, à prefeitura de Atalaia, além de montar chapas do PSC, partido que ele agora preside, em todo o estado?

Convenhamos que esta é uma tarefa e tanto, mas ele garante que não está sozinho nessa empreitada. Além de contar com o apoio da mãe dele, deputada Fátima Canuto, Renato Filho aposta na parceria com o governador Renan Filho, a quem acompanhou na viagem à China.

Sofreguidão, excesso de juventude?

Ele garante que não. Convidado do Ricardo Mota Entrevista desta semana, o prefeito do Pilar já tem o que mostrar como resultado do primeiro mandado: avanços na área de educação, agricultura familiar e, principalmente, na Saúde (o Pilar, diz, é um município rico de uma população muito pobre).

O Hospital de Nossa Senhora de Lourdes, no município – que ele encontrou fechado quando assumiu –, realiza cerca de 100 cirurgias a cada mês: “papai” Renato Resende, incansável cirurgião, e “mamãe” Fátima Canuto, da Rede Feminina de Combate ao Câncer, são peças fundamentais nesse trabalho.

Mas que ninguém se engane, ele tem suas próprias ideias e investe nelas. Criou o Banco Pop, que já liberou R$ 500 mil para pequenos empreendedores, atuando em parceria com o Sebrae, atrelou os programas sociais da prefeitura ao projeto de Educação para adultos, ajudando a superar um crônico analfabetismo (mas ainda falta muito), e investe em programas ambientais no município.

Agora, mira regularizar a situação da Previdência Municipal, que tem um déficit de R$ 500 mil/mês: “Para que se tenha uma ideia, a prefeitura do Pilar recebe R$ 800 mil de royalties da Petrobras. Mais da metade vai para previdência”.

Está querendo ser governador?

Ele responde a provocação.

É conferir.

Ricardo Mota Entrevista

Domingo, às 10h30, na TV Pajuçara

Convidado: Renato Filho – prefeito do Pilar e presidente do PSC

 

------------------------------------------------------
O dia em que Bolsonaro acusou o Titanic de 'tacar fogo' na Amazônia
  • JEu

    Parabéns, ao Renato Filho (finalmente sei de quem ele é filho…) por sua gestão à frente da prefeitura do Pilar, lembrando que tudo o que faz é com recursos do erário público, e que é sua responsabilidade bem gerir esses recursos para o bem de todos (resta saber quem financiou sua viagem à China junto com a equipe do Reinãzinho…), afinal, creio que a maior virtude de um administrador público é a honestidade, pois tudo o que faça depende sempre dos recursos recolhidos dos impostos públicos, ou seja, dinheiro seu, meu e de todo mundo… por isso, repito aqui o que li em um post: “Aplaudir um político por realizar uma obra é o mesmo que aplaudir um caixa eletrônico quando ele lhe devolve o seu dinheiro”…!!! então, o que pode ser mais virtuoso, em um administrador público que honestidade, transparência, ética e respeito aos valores cultuados por uma comunidade?!!! alguém aí me responda… eu diria que, além destes preceitos, uma boa gestão, com inteligência, dedicação e busca incessante do bem do povo e da administração pública completam o quadro…

  • Ricardo Martins

    Caro Ricardo, sou servidor público deste estado, moro em Rio Largo e olho de perto este prefeito,que totalmente diferente do daqui, merece respeito credibilidade e apoio, quero apoiar vc em 2022 pra o que for….

  • Thyago

    O prefeito do pilar Renato filho e sua esposa são diferenciados dos demais políticos do Brasil vocês estão de parabéns.

  • Carlos

    Não esqueça prefeito Renato, na sua cola e na fila da sofreguidão por poder tem Marx Beltrão, colecionador de prefeituras da região sul,onde já se considera um grande da politica pois pelos padrões já reponde processo por aplicação muita confusa de 40 milhões de reais da prefeitura de Coruripe e atá presente data que tenho conhecimento o senhor não responde nenhum processo e nesse caso se considere um pequeno do herdeiro politico do ex-deputado João Beltrão. Segundo se comentam aqui em Coruripe,ele tem a simpatia do governador e só falta o aval do senador Renan Calheiros. Bom muita águas vai passar.