A Braskem marcou para o mesmo horário – às 9h da manhã – duas reuniões importantes e com o mesmo objetivo: apresentar o Plano de Evacuação do Mutange, cujos problemas geológicos a empresa assumiu como sendo de sua responsabilidade.

Assim, técnicos da Braskem vão se reunir com a Defensoria Pública e com a prefeitura de Maceió – Defesa Civil – para apresentar a sua programação para a retirada de 1500 pessoas – 400 moradias – no bairro do Mutange.

Acredita-se que os trabalhos de retirada das famílias sejam realizados nas primeiras semanas de dezembro.

(Faltam os outros bairros.)

CPRM visita casas do Bom Parto que apresentam alterações nas paredes
Autofagia: clandestinos x transportadores complementares
  • JEu

    E não somente faltam os outros bairros, falta, principalmente, falar sobre as negociações das indenizações… agora pela manhã está tendo uma manifestação popular na região, e os cidadãos falam exatamente isso: cadê as indenizações? que a Braskem fale alguma coisa à respeito, e não somente fale em retirar os moradores, porém deixando-os inseguros sem qualquer informação sobre as necessárias e justas indenizações de seus imóveis… falar só em evacuação é pura safadeza e canalhice…

  • Morador de Bebedouro

    Essa empresa do INFERNO BRASKEM. Está deitando e rolando com as vidas desses 3 bairros. Seremos expulsos de nossas casas sem nenhuma garantia. Infelizmente temos um poder judiciário covarde e comprado. Como também toda a classe politica alagoana, covarde e comprada pela braskem. Inclusive o Governador e Prefeito. Ninguém faz por para obrigar essa empresa a reparar todo esse dano causado nas vidas dessas pessoas. Vem agora oferecer um AUXILIO ALUGUEL. Apenas para prolongar todo o sofrimento causado as pessoas. Já era para os diretores dessa empresa. Estarem todos na cadeia, para eles sentirem o que estamos sentindo.