Ou a equipe de “propaganda” do governo federal é muito esperta ou nós somos muito tolos.

Terceira opção: as duas alternativas estão certas.

A apresentar um pacote de pacotes na sua Reforma do Estado brasileiro, Paulo Guedes e equipe inflaram  uma PEC – Projeto de Emenda Constitucional – propondo a extinção de municípios com menos de 5 mil habitantes.

Bobagem. Ou melhor: bode na sala.

A matéria, em meio a tantas outras que mudam radicalmente o Estado brasileiro, com consequências ainda imprevisíveis, não tem a mínima importância – não passa pelo crivo do parlamento, além de tomar tempo e energia de um debate que se faz necessário.

O Pacotão do Guedes, ressalte-se, segue o caminho do Estado mínimo, num país em que 21% da população vivem abaixo da linha de pobreza.

O Brasil precisa, sim, de reformas que melhorem os gastos públicos, que acabem radicalmente com as mordomias em todos os poderes, que entreguem aos cidadãos os serviços de tanto precisamos.

Mas a conta não pode cair sempre no colo de quem menos precisa do Estado brasileiro. Nem mesmo a tabela de imposto de renda dos assalariados foi reajustada, uma das principais promessas da campanha eleitoral de Bolsonaro.

Aliás, Guedes também acenou para a tributação de lucros e dividendos e nunca mais falou nisso.

Mas nos presenteia, de novo,  com o pai de chiqueiro.

Cai para R$ 190 milhões o valor que Alagoas receberá do leilão do pré-sal
Operações da PF vão sangrando governo de Renan Filho
  • Maria

    É apenas a continuidade do retrocesso no nosso país. Eu só queria ver a extinção dos privilégios.

  • JEu

    Concordo, RM, que tem algumas coisas que precisam ser muito bem avaliadas pelo congresso no caso das reformas administrativa e tributária… no entanto, creio, que tudo foi feito com esse objetivo: deixar que o congresso “desidrate” a proposta e diga que “trabalhou” a favor do povo… e principal da proposta, de real interesse para o governo, passe incólume, pelo menos uma vez… porque, até agora, tudo o que fizeram foi diminuir, em alcance e amplitude, tudo o que o governo enviou para aquela “casa dos horrores” (para não usar um adjetivo mais negativo)…

  • Carlos

    Será que essas medidas vai atingir os duodécimos dos poderes legislativos e judiciários ? …É uma boa pergunta no novo pacote…

  • Nonato

    O que justifica a Paraiba ter 223 municípios com 3.5 milhões de habitantes e 50 mil Km2, Pernmbuco tem 184 munivipios com 9 milhões de habitantes e 98 mil km2, Ceará tem menos municipios que a Paraiba, tem 3 vezes mais população e 3 vezes maior?A Paraiba e o Estado do Nordeste com maior número de Municipios, exceto Bahia e Piaui que tem 1 a mais?Imaginem a distorção em todas regiões, em São Paulo tem uma cidade,Borá, com 900 habitantes, nos últimos Censos a cidade está perdendo habitantes, será que chegará o dia em que haverá a cidade com 9 vereadores, prefeito, Vice, Secretários e toda estrutura de uma prefeitura?

    • breno

      Verdade caro Nonato, isso tudo é porque os deputados estão com medo de perder os seus cabos eleitorais de luxo (prefeitos, vereadores, secretários etc).

  • Luis Lins

    Tudo q o Bolsomari tá fazendo é corretamente certo.
    Pergunto qual a necessidade de um município ter 10 vereadores um monte de cargo público se não avança nem na educação.
    É curral eleitoral.
    Fico impressionado como muitos mudaram de opinião por causa do Bolsonaro.
    O governo já melhora muito o Brasil.
    Menor índice do risco Brasil
    Maior lucro da caixa e Petrobras.
    700 mil empregos gerados.
    Obras avançando.