Independentemente do atraso nas obras, da inauguração com plateia organizada pelo governo, o Hospital de Mulher é, sim, uma obra importante de Alagoas.

São 127 leitos e um atendimento a gestantes que de há muito o estado precisava, pela carência de maternidades no interior e, claro, na capital.

O desafio para o governador Renan Filho, que apresenta a nova unidade como uma ‘revolução’ na Saúde Pública de Alagoas, é fazer com que o hospital não passe pelos mesmos problemas das unidades existentes.

O FECOEP, como já destacou o secretário George Santoro, foi projetado nessa nova fase para financiar a construção de duas unidades de saúde e a manutenção de ambas.

Ou seja: os hospitais e demais estruturas já existentes não serão beneficiados com esses recursos.

É importante observar como o governador Renan Filho vem seguindo – com as devidas diferenças – a cartilha de Eduardo Campos, que atacou com sucesso, em Pernambuco, a Segurança Pública e a Saúde.

Não por acaso, ele havia se credenciado para ser candidato a presidente da República.

Em tempo

A festa de ontem é a largada para a disputa pela prefeitura de Maceió. Só falta mesmo o candidato do Palácio.

Eleição para reitor da UFAL vive dilema ético e democrático
Janot e Alexandre de Moraes: dois erros que não resultam em um acerto
  • Miguel Cintra

    Ricardo. Não sou eleitor de Renan e nem da política. Mas veja que apesar de ter razão sua crítica versa mais para o viés político de interesse na campanha presidencial do que pelo feito em si. Não interessa a motivação. O governador fez o que seus antecessores nunca fizeram. Esse é o foco. O cara tá realizando e as críticas de oposição se enfraquecem. Se ele almeja ser presidente, que se candidate. Desculpa mas sua crítica hoje lembrou muito a turma da Gazeta collorida rsrs

    • Justiça para Alagoas

      Vê que vc não sabe de nada. Realizar é uma coisa manter é outra. De onde virá o recurso para manter? As custas da miséria dos funcionários públicos que não recebem aumento desde que o governador entrou? Deixa de ser puxa-saco. Venha conhecer antes de falar titica de galinha.

      • Noêmia Cardoso

        Funcionário público e sempre pensando só em si: aumento, aumento, aumento. Detalhe: sempre mais que as médias de emprego-função regionais e nacionais!

    • Carlos

      Senhor assessor Miguel Cintra, desconfiança do nobre jornalista é um sentimentos real do discurso perfeito e na pratica às ações é um desastre se o atual desnaturado governador Renan Filho, não vendo dando conta das unidades existente é natural o povo de Alagoas que não deixa se enganar por discurso de laboratório de MARKETING POLITICO , usar o desconfiômetro. Espero que o hospital da mulher seja no minimo de 50% do discurso do governador “já está de bom tamanho”

    • Maria

      Não devemos confundir movimento com ação.

    • Ricardo Martins

      Parabéns governador, pra os imbecis, Alagoas deveria viver como antes……. Trabalgar servidor pra ter aumento……

  • Maria

    Apesar de toda “dissimulação” e do discurso “patético” é preciso parabenizar o governador, pois estava muito bem representado no papel de “rainha virgem”: Dê esperanças, jamais satisfação e por mostrar a seus “súditos”,”desprezíveis” e “insignificantes” que eles são apenas “úteis” como figurantes do grande espetáculo e que”manda quem pode,obedece quem tem juízo”.O governador sabe muito bem que” quem saciou a sede,da logo as costas a fonte”.O recado foi dado: Ele continua no controle ou acredita que esteja e aos faltosos deve ter sido por nervoso mesmo. A saúde pública precisa desses hospitais e espero que funcione sem atropelos e carências. Assim seja!

  • Maria

    A minha sugestão é que o governador valorize as qualidades e as conquistas do seu próprio governo e deixe de fazer comparações.”A comparação é o ladrão da alegria”

  • JEu

    Gostaria de saber quais profissionais vão trabalhar nessa nova unidade de saúde do Estado… afinal, o que existe é uma carência muito grande de médicos e de pessoal de enfermagem na estrutura da saúde pública em Alagoas… o que vão fazer para que funcione: contratar OSS, com terceirizados, ou vão transferir dos hospitais existentes, cujos quadros são escassos, para lá? depois, quero ver como vai ser a questão dos remédios, material de limpeza e manutenção, alimentação, etc, etc, se, como dito no texto, os demais não conseguem funcionar a contento, pois falta de tudo, precisando, muitas vezes, do mínimo do mínimo dos materiais necessários… e, uma vez que, como também dito no texto, os recursos virão do FECOEP, quem vai fornecer os materiais e remédios necessários, se os fornecedores estão há tanto tempo sem receber o que lhes é devido há bastante tempo… será que tudo não vai passar de mais um “truque de ilusionismo?”

  • Thiago

    A construção de um hospital nunca poderá ser condenada, MAS a gestão do Renan Filho pode no mínimo ser chamada de IRRESPONSÁVEL. Como nos hospitais existentes faltam médicos, luvas e gases e ao invés de melhorar os atuais com material e profissionais, o governador resolve construir mais 4 hospitais pelo Estado. Isso é política para daqui há 10 anos quando estiverem funcionando ele poder abrir a boca para falar que ele que construiu, mesmo sendo no momento inadequado.

  • Pedro Antônio

    Como pode funcionar esse e outros hospitais, que não irão funcionar, se o que tem falta de tudo. Essa é a pergunta.
    Quanto ao hospital da mulher, só virou realidade, com atrado de mais de um ano, por causa de várias denúncias. Que continuem as propagandas enganosas…

  • Zil

    A obra foi um marco para nosso Alagoas, no que pese ter custado o dobro! O governo foi malandro, vai colocar serviços que não comprometam a gestão! Haverá consultas, sim, só não haverá resolutividade dessa demanda! Haverá alguns exames, sim, e ponto. Vai ter gente sem trabalhar, sim, com certeza, 30 a 40%! O governo sabe que não tem capacidade técnica e não quer gastar seu orçamento com saúde! Um hospital desse para funcionar na gestão pública precisa de servidores concursados, isso não tem! Licitar a aquisição de todos remédios e insumos, isso tbm não tem, todos os contratos de limpeza a manutenção de gerador, elevador, autoclave e demais equipamentos! Já procurei no portal da transparência e não vi nada empenhado sobre essa demanda!

  • Tarcísio

    É esperar pra ver, de fato, a política tem mudado e o acompanhamento dela também, estamos vivendo na era das redes sociais onde as promessas são relembradas a todo o tempo, não esquecemos mais o que foi prometido, ou ao menos temos como buscar e relembrar. Vamos fiscalizar e torcer para que de certo modo o hospital “exista” e funcione de fato e que não seja apenas uma propaganda para futuras candidaturas.

  • Carlos Ferreira

    Uma pena que Rui Palmeira tenha prometido desde 2012 um hospital municipal e não tenha feito. Se o governador usa a estratégia do Eduardo Campos de “matar a cobra e matar o pau” o Rui Palmeira usa a estratégia da Kátia Born que é não fazer nada e terminar como pior prefeito da história de Maceió.

    Maceió é a única capital do Brasil que não tem hospital municipal o que ajuda a lotar o HGE que é o único hospital construído por um governo seja estadual ou municipal nos últimos 40 anos. Collor até tentou em 1988, mas não conseguiu terminar. Seus sucessores também não conseguiram concluir a obra e o que seria um grande hospital virou a atual sede da justiça federal.
    Nada disso consta no texto que prioriza a ironia e o demérito.

    Se a eleição começou ontem no evento do hospital eu não sei, mas aqui no blog começou faz tempo!

    Em tempo: O atual governo já entregou duas UPAS (Trapiche e Benedito Bentes), o hospital da mulher ontem e entregará mais duas UPAS (Jacintinho e Tabuleiro) e o hospital metropolitano até o ano que vem.

    • Há Lagoas

      É deveras interessante o ponto de vista do bajulador. Além de amar comparações – até aí tudo bem – sempre defende com unhas e dentes o seu cacique.
      Ninguém em sã consciência vai criticar a construção de um hospital, entretanto, sabemos que a área da saúde está na UTI faz tempo, mas o marketing do governador e os aduladores de plantão não enxergam isso.

  • José Márcio Ribeiro

    Passa pra Uncisal, Rozângela, Rosemeire, Marcelo e cia para administrarem o hospital! Vai funcionar que é uma beleza! #SQN

  • Joca

    VEJAM PELAS FOTOS E FILMAGENS, QUEM LÁ ESTAVA NA INAUGURAÇÃO DO AMBULATÓRIO DA MULHER, HOSPITAL NÃO, POIS NÃO FUNCIONARÁ COMO TAL POR MUITO TEMPO…SÓ GENTE PRECARIZADA, QUE FOI OBRIGADA A IR, QUE RECEBERAM UMA CAMISA COLORIDA COMO ORDEM, OU RUA!
    GOVERNADOR NÃO DISSE QUE OS SETORES DA SEDE FORAM SAQUEADOS NA ÚLTIMA SEMANA, LEVARAM COMPUTADORES, IMPRESSORAS, CADEIRAS…TUDO ISSO FOI PRA ONDE? PRO NOVO AMBULATÓRIO DA MULHER, DESCOBRIRAM UM SANTO PARA COBRIR O OUTRO. OS APROVADOS NO PSS, MAIORIA CARTA MARCADA, NEZINHO RECHEOU, TEM GENTE COM 5 VÍNCULOS DENTRO DA PRÓPRIA SESAU, SEMANA TEM 200 HS PRA ESTAS PESSOAS, COMO FUNCIONARÁ A GENTE SABE, PRECARIAMENTE COMO SEMPRE…
    O QUE VAI OCORRER DAQUI A UNS DIAS? ANOTEM…ALGUMAS ALAS DA SANTA MÔNICA PASSARÃO A FUNCIONAR NO NOVO PRÉDIO, PRA OCUPAR O ELEFANTE BRANCO!

    • Francisco José

      Mentira! Todos os equipamentos para o hospital foi adquirido e saiu direto do almoxarifado para a unidade. Aceita que doi menos. Quanto aos setores da sesau, todos tem que passar por uma avaliação de necessidade muita gente pra pouco resultado . Chora!

      • Zil

        Aí mente! Quem vive dentro sabe a agonia que essa administração tá passando! É duro viver com as críticas reais! A culpa não é de vocês e sim do sistema corrupto que rodeia a saúde de Alagoas! Hospitais de Arapiraca e Maceió que é administrado pelo estado é amostra dessas práticas ilícitas! Visite o Hge e verás a realidade da saúde de Alagoas! O discurso de que já pegou assim, não cola mais pq o governo já está no comando 5 anos e as coisas só pioram pra saúde, no que pese ter mais concreto hoje e oferta de menos serviço. Me diga o setor que você trabalha que lhe darei os nomes! 25 anos de saúde pouca estadual, conheço tudo e todos!

  • Silva

    O secretário falou em seu discurso que iria fechar as lacunas deixadas pela prefeitura na saúde. Foi isso mesmo?

  • Sérgio Eduardo

    Sonho dos Calheiros é renazinho ver presidente da república. Como disse sonho. Primeiro terá q eleger o próximo governador e se eleger senador em 2022. Aí em Brasília o velho Renan tentará movimentar esse sonho.

  • Carlos

    O HOSPITAL DA MULHER É UNCISAL OU SESAU ?….