A Operação Casmurros – um nome de grande simbolismo – tem uma origem, ainda que involuntária, lá atrás, no início do primeiro governo de Renan Filho.

(Até agora, está claro, nada implica a participação do secretário Luciano Barbosa no suposto esquema investigado.)

Mas vamos à origem da “espécie”.

Logo após suspender o transporte escolar, numa medida de habilidade administrativa, ao modo do “analista de Bagé”, o vice-governador e secretário inventou a roda – mais até do que o ônibus escolar.

Depois do embate com os estudantes em frente ao CEPA, em que até o Bope foi acionado,  Luciano Barbosa elaborou com sua equipe (?), rapidinho, um Projeto de Lei criando o Passe Livre para todos os estudantes da rede pública estadual (em fevereiro de 2015).

Uma beleza!

A matéria foi aprovada pela Assembleia em 24 horas, graças ao empenho do então líder do governo, Ronaldo Medeiros.

Só então o governador Renan Filho foi alertado que o tal projeto luciânico não atendia a toda comunidade escolar: quem morasse em áreas distantes das paradas de ônibus regulares, crianças e adolescentes vulneráveis, alunos com alguma deficiência, todos seriam prejudicados. Muitos não teriam condições de frequentar as aulas.

O projeto criava novos problemas para o que já era problemático.

Sensatamente, o governador – ao fim e ao cabo -, recuou e vetou a automatéria.

Gerou-se, a partir de então, a obra machadiana, apontada ontem pela PF.

É claro que é preciso explicar o papel do Judiciário na decisão que beneficia a empresa Bioética – desde que isso não seja “crime de hermenêutica”, ok?

Ao fim e ao cabo, o governo teve tempo demais para resolver o problema. Não o fez, e só piorou o que já era ruim.

Sobre a 'perseguição política' da PF e da CGU ao governo de Alagoas
Secretaria de Educação é alvo de outro inquérito sigiloso
  • JEu

    Quem dá os seus nós, precisa desatá-los…afinal, quem está acostumado a impor leis que prejudicam o povo, tendo como único objetivo o benefício das finanças do governo, precisa, também, encontrar as soluções para cumprir a lei, como no caso do transporte escolar… agora quero saber, também, dos problemas na saúde pública… construir novos hospitais, ao que parece, foi tarefa fácil (principalmente em ano eleitoreiro), agora espera-se que os tais hospitais passem a funcionar e atender condignamente o povo alagoano e, de preferência, sem a participação das tais OSS e sim com médicos e enfermeiros concursados… é esperar para ver…

  • Porfirio

    Muita coisa escabrosa ainda vais acontecer nesse governo de RF.

  • Estudante do Passe Preso

    Cadê a Dra Cecilia Carnaúba? A mulher era a besta fera. Nos últimos 5 anos sumiu, não ficou ao lado dos estudantes… Cadê a Promotora Cecilia Carnaúba?