Nos meses de março e abril – até contrariando a tendência nacional -, o desemprego em Alagoas cresceu.

Foram fechadas, no bimestre mencionado, mais de 14 mil vagas de empregos formais no estado.

Foram 9.636 vagas a menos no mercado local, em março; 4.692, em abril (a taxa de desemprego chegou a 16%, segundo o IBGE).

É claro que esta é uma sinalização importante para qualquer pessoa que olhe o cenário da economia de Alagoas, ainda que alguns setores se mostrem otimistas.

Para o setor público, mesmo que não seja a única preocupação, a tendência é de maior arrocho fiscal, mesmo que as contas pareçam “equacionadas”.

Até o Tribunal de Justiça já teme que no final do ano não chegue a já tradicional suplementação (o que eu duvido que se confirme).

Fato concreto: o orçamento está sendo tratado com maior rigor, ainda. Para algumas pastas isso significa falta de oxigênio a um padrão próximo do afogamento.

Alfredo Gaspar não será candidato a prefeito de Maceió pelo MDB
Defensoria vai continuar atuando no caso da Braskem na Justiça Federal
  • Luiz

    Caro Ricardo.

    Fale alguma coisa sobre a viagem à China do governador com uma “ruma” de secretários às custas do erário público, cujos objetivos são totalmente desconhecidos.

  • WAL

    Resultado de um BRASIL; FALIDO, QUEBRADO, Alguns dos nossos representantes, ( políticos ), carrega muita culpa nesse senário.
    Mesmo quem venha tentar mudar um pouco pra melhor, ainda aparecem quem não queira, pois já estão com APARTAMENTOS CHEIOS DE DINHEIROS, e também uma massa ( população ), desenformada, e com uma lavagem cerebral, ou seja acostumados a sofrerem e depois votarem nos mesmo camaradas.
    OS CAMARADAS EM BRASÍLIA, Conseguiram falir os estados mais ricos do Pais. Os pequenos sofrem .
    O que diz: RENAN PAI, MAX BELTRÃO, CIÇO ALMEIDA, PEDRO VILELA, BIL-PAI, BIL FILHO, MAURÍCIO QUINTELA, COLLOR, sobre esses desempregos ????????????????????????

  • JEu

    Pois é, quando se tratou de conceder um reajuste bastante polpudo para os outros poderes, o governador mininin logo se adiantou e assinou em dezembro do ano passado… agora quando se trata de conceder o mísero reajuste constitucional do IPCA do ano findo (2,96%) aí vem com toda essa lenga, lenga, de conversa fiada, tentando enganar a todo mundo… pode enganar até alguns setores da “mídia” local, porém, não engana o funcionalismo não… greve já…

    • Carlos

      Concordo como seu lúcido comentário JEu, é só fazer uma retrospectiva toda data base do reajuste do servidor o jovem governador é velho, na ,maldade de fazer politica , sempre lança um fato de incerteza da economia do pais e do estado “pobre entre os pobres” e o ladainha é a se sempre. Se curva diante dos poderes Legislativo , Judiciário e contemplam às policias civil e militar e num gesto de covardia fica num silêncio ensurdecedor assistindo a dor e o desespero dos servidores públicos….ABAIXO O CORONELISMO DA POLITICA ALAGOANA

  • Carlos

    KKKKKK…..Será que os bichos papão dos duodécimos do estado, pobres entre os pobres,não estão gastando na certeza do além mar do poupudos reajuste acima da inflação dos seus duodécimos, na certeza de que os discursos de sempre de crise só tem um foco os servidores públicos, o alvo preferido do governador desnaturado Rena Filho. Crise nas terras dos coronéis da politica só existe para os de sempre, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas e o Poder Judiciário são vacinados anualmente e o atual governador é o mais atento foi logo no mês de Novembro, de 2018, anunciando o reajuste em cerca de 9%, para esses poderes.

  • Johann Sebastian Bach

    É tu, acha que esta turma quer o desenvolvimento do nosso Estado???
    Ahhh, socialismo???
    KKKKKKKKKKKKKKKKK…

  • marcelo

    É, queria falar em diminuição dos duodécimos dos outros poderes… mas deixa prá lá. Tem jeito não mesmo.

  • Lima

    E os servidores que estão, se existe, a disposição de outros estados volta quando ao trabalho…. trabalho diário e com relógio de ponto!!!

  • Carlos

    JOHANN SEABSTIAN BACH, Realmente a turma do atraso liderada no momento pelo desnaturado governador Renan Filho, não tem interesse no desenvolvimento do estado com educação e emprego. Olha um fato concreto onde o coronelismo da politica é mais presente aqui na Região Sul, no município de Coruripe, onde se concentra o quartel General dos Beltrão, o Turismo cresce em Alagoas sendo puxado pela capital Maceió, as cidades de Maragogi, São Miguel do Milagres, Japaratinga e toda sua região norte e até o longínquo município de Piranhas, tem vários empreendimentos turístico com nova pousadas e hotéis. Já Coruripe, corre na contramão de ladeira abaixo onde o desespero pela falta de apoio fecharam hotéis e pousadas e tem mais tivemos um Ministro do Turismo.

  • José Márcio Ribeiro

    Prezado Ricardo,

    procura nas constantes milionárias propagandas que o governador torra anualmente (R$ 17 mi salvo engano ano passado!) se há mais que duas ou três em todo esse tempo de governo que fala sobre geração de renda, empregos, novas indústrias, enfim!

  • Donizete

    Eu só vejo promessas, promessas e promessas e propagandas enganosas. Nada muda…Cansada de ouvir falar nos tais hospitais e o caos na saúde só piorando.

  • Tomas

    A barriga vazia e as contas pra pagar não podem esperar…

  • Antonieta

    O trabalho é uma forma do homem/mulher se sentir parte a sociedade em que vive. É senti-se útil. É muito preocupante esse crescimento o desemprego por diversos fatores… inclusive é muito prejudicial a saúde. O desemprego gera estresse, insegurança, desamparo e sensação de incompetência. A ameaça a integridade financeira leva o individuo a tristeza que pode agravar e se transformar em depressão,insônia,ansiedade,alcoolismo,violência domestica, vícios diversos e etc. SE LIGA!