A deputada Jó Pereira, do MDB, surpreendeu a muita gente, esta semana, com um discurso altivo na sessão ordinária de abertura do ano legislativo, na Assembleia.

Pois bem.

Convidada do Ricardo Mota Entrevista desta semana – domingo, às 10h30, na TV Pajuçara –, a parlamentar estadual mais votada no ano passado repete e ressalta o que disse então:

– A Assembleia tem consciência, hoje, de que precisa atuar com independência e unidade. Não se trata de fazer oposição ou ser governo, mas cumprir aquilo para o que fomos eleitos.

O discurso é um lugar-comum?

Pode parecer, mas no caso de Jó Pereira vai mais além.

Ela já exerceu esta independência no primeiro mandato e faz críticas duras à atuação do governo em áreas essenciais como a Saúde e a Educação?

E se Renan Filho convidar um integrante da família Pereira – Fernando – para reassumir a Secretaria de Assistência Social?

– O governador pode convidar, e o convidado pode ou não aceitar.

Ela considera, e assim disse, que o fato de que o governador disputou sozinho, praticamente, a reeleição trouxe “prejuízos à democracia”.

E a deputada quer ser governadora de Alagoas?

A resposta foi dada – é conferir.

Ricardo Mota Entrevista

Domingo, às 10h30, na TV Pajuçara

Convidada: deputada Jó Pereira (MDB)

As laranjas podres do cesto de Bolsonaro
Ô de casa! São os credores batendo à porta de Alexandre Ayres
  • Freitas

    A deputada Jó Pereira, para mim, está sendo uma grata surpresa. Reúne em si, várias qualidades essenciais num politico. Assistirei o programa.

  • GEL

    Conheço a Deputada e sua irmã Pauline desde a adolescência. Moças ricas, mas sempre humildes e muito trabalhadoras. “Acho” apenas acho, que a família Pereira quando dividiu os votos entre Renan Filho e Biu de Lira, causou a derrota de Biu e isso não foi justo. Faltou a Biu a integralidade dos votos dos Pereira. Biu sempre foi fiel aos Pereira, grande parte do sucesso deles vem dos recursos provindos de Biu e Artur. Erraram feio e perderam muito. Não têm mais um Senador e um Deputado Federal para chamar de seu. Os Beltrão e os Pereira são os grupos políticos mais fortes de Alagoas, cometeram o erro de não fazer oposição ao Governo e se continuarem fazendo “cara boa” para os Renans serão massacrados. Essa turma joga pesado, não brinquem. Tramitação de processos com agilidade britânica e lentes de aumento para o MP contra os inimigos são especialidade deles. Achei o máximo a Assembleia declarar sua independencia a e colocar o mimadinho no lugar dele. Vcs não vêm mas quem acompanha a vida política falta soltar fogos quando a ALE toma posições independentes.

    • Freitas

      No tocante ao apoio as candidaturas de Benedito de Lira e Renan Calheiros, não vejo divisão nenhuma, já que eram duas candidaturas ao Senado Federal e o apoio conquistava votos para os dois candidatos. Para mim, Benedito de Lira perdeu a eleição na divisão de votos com Mauricio Quintella, que também saiu derrotado no pleito.

      E por falar em Benedito de Lira, como ficará a situação dos comissionados que apoiaram Mauricio Quintella para o Senado nas eleições de 2018? Mauricio Quintella, mesmo sendo candidato pela chapa do Governador Renan Filho, continuou com cargos na Prefeitura de Maceió (e muitos), que votaram contra a orientação do prefeito Rui Palmeira (mas continuaram nos cargos).

      Agora Mauricio Quintella é anunciado como secretário de Renan Filho, mas continua com dezenas de cargos na Prefeitura de Maceió, na SEMINFRA, SIMA, Gabinete do Prefeito e diversos outros órgãos da Prefeitura de Maceió. Falam que nem todos vão sair, principalmente aqueles que recebem, mas nunca deram um só dia de trabalho.

  • JEu

    Gostaria mesmo é de ver os deputados da ALE/AL cumprindo o preceito constitucional de “fiscalizar o emprego do erário público” pelo governo… e reprovar as contas do governo, mesmo que “aprovadas” no TCE/AL… aí sim, logo, logo, o governo do mininin teria que aplicar o índice constitucional na Saúde e na Educação… o resto é balela de parlamentar para aparecer…

  • Pedro Antônio

    A culpa é do Collor, por se afrouxar. Mas pahou com a derrota do filho.

    Se a deputada, o clã dela, aceitaro reconvite, pode considerar numa desmoralização.
    E qualquer deputado ou parente que era secretário de estado retornar, será um desmoralizado.

  • Jônatas Marinho

    Uma deputada de fibra!
    Pena tá junto dessa calheiragem toda!

  • Jônatas Marinho

    UMA DEPUTADA DE FIBRA E PALAVRA!

  • Alagoano

    Isso sim é deputada e não o desmoralizado do Deputado Inácio que a sobrinha vai correndo atrás do Governo no primeiro grito.

  • povão

    Pessoal nem sou Calheiros e nem Pereira e muto menos Beltrão só vou falar uma coisa essas duas famílias pereira e Beltrão que trabalhar nas prefeituras q eles governam sabem o q essas famílias fazem não pagam adicional noturno e nem horas extras nenhum pra eles trablhador não tem direito algum imagino essas famílias no governo só jesus pra nós salvar pergunte aos verdadeiros trabalhador e de campo alegre e Teotônio Vilela . Junqueiro e coruripe e jequiá da praia e outras cidades q eles governar pessoal abram os olhos não tem bonzinho na política não

    • Pedrão Radar

      Povão,
      concordo como seu comentário os Pereira tem um porém em relação aos Beltrão…Não tem fama de violentos e o chefe de clã dos Pereira,já falecido nunca foi acusado ou respondeu por crime de morte. Já a turma de Coruripe,o ex-deputado João Beltrão o mentor de projeto de expansionismo da região sul e é acusados de vários crimes contra e vida e de corrupção.

  • João

    Realmente, eu não votei na Deputada, mas realmente é uma brilhante parlamentar.
    Se mostrar independência e fazer política em prol de Alagoas será a 1 mulher governadora de Alagoas.

  • Onofre da Pindorama

    Concordo com e comentário do Pedro Radar.