A boa notícia sobre a escolha de Alexandre Ayres para a Secretaria de Saúde é que o governador se comprometeu a ser “secretário” com ele.

E, já de saída, o ex-titular do Meio Ambiente vai precisar de paciência e muito verbo (além de verba, é claro).

Os cobradores vão bater à sua porta, com a expectativa de que possam, pelo menos, receber uma parte do que acreditam ter direito.

Entre os credores – vejam só! – está a UNCISAL, que administra a Santa Mônica e o Helvio Auto, que vivem permanentes crises de desabastecimento.

Ayres fala, já, de licitações para garantir que as unidades funcionem dignamente, sem sustos.

Acontece que o ex-secretário Christian Teixeira também tentou, e inúmeras vezes, comprar via concorrência o que os hospitais públicos estaduais mais precisavam.

Muitas dessas tentativas resultaram em licitações desertas – sem concorrentes (e por motivos óbvios).

Só mesmo o governador Renan Filho, participando cotidianamente da gestão da Saúde, cobrando e dando o que ela precisa, pode atenuar o quadro – que é grave em todo o Brasil.

Mas, cá pra nós: pelo menos por um tempo, Ayres vai ter de repetir: “Devo, sim; pago quando puder”.

Jó Pereira sobre secretaria: "Se houver o convite, o convidado pode não aceitar"
Melina ainda não foi anunciada para não "queimar" Inácio Loiola na Assembleia
  • Indignado

    Mas um pra dizer: ” assumo a partir daqui pra diante…para trás não é minha responsabilidade.” E os fornecedores ficarão mais uma vez sem receber. Olha o desastre da gestão do papagaio de pirata…chegou tão empolgado, tão cheio de si…a resposta para todos os problemas, mas veja como saiu… tremendo que nem vara verde no discurso de despedida…porque sua exoneração “a pedido” foi uma surpresa pra ele e toda equipe. Agora é a vez do “sabe tudo sobre a SESAU” segundo falou em outro blog… e agora em tempo de OSCAR só nos resta gritar: SOCORRO O PILOTO SUMIU…OU 2000(número da SESAU)uma odisseia no espaço.

  • Carlos

    A velha história e o buraco afundando. Toda Secretário que assume diz…. Preciso de um prazo maior para tomar pé da situação e aí os problemas que são muitos aumentam muito mais obrigado. Deve ser o discurso da novo secretário.

  • Fornecedor quebrado

    EIS A QUESTÃO. SERA QUE ELE VAI PAGAR, EU JÁ NEM ACREDITO MAIS RENANZINHO PAGUE OS FORNECEDORES DA SESAU LÁ NEM TODOS OS PROCESSOS ESTÃO MAL INSNTRUIDOS, AGORA A EQUIPE DO DR. CRISTIAN TEIXEIRA SIM SÃO INCOMPETENTES.

  • SE ILUDA NÃO

    VENDER A SESAU A GENTE VENDE AGORA SÓ RECEBE OS CHEGADOS DELES COM OS ARRUMADINHOS OS PEQUENOS SO EMPRESARIOS NÃO MORRERAM DE FOME PORQUE CORRERAM DE LÁ E FORAM VENDER BANANA PARA SOBREVIVER.

  • GEL

    Não é bem assim, caro Ricardo. As licitações nem sempre são desertas, elas na verdade não acontecem.
    É mais ou menos assim: Se tem gente “interessada” em algum item e outra empresa ganha a licitação, eles não pedem e compram através de permuta da empresa que querem. Outro método usado corriqueiramente na SESAU é atrasar os pagamentos das empresas que NÃO são “parceiras”, aí essas empresas ficam descapitalizadas, não têm como fornecer. Aí eles notificam a empresa e através dessa notificação eles ficam acobertados pela lei para fazer as compras emergenciais de quem eles querem. Aí já sabem ,não é? Compram de quem querem. Ah…esse emergencial sempre recebe antes das empresas que participaram das Licitações. Ex; Eu ganho uma licitação para fornecer abacaxis, eles me compram 200 mil em abacaxis e não me pagam, aí eu fico descapitalizado e não tenho como fornecer mais. Eles me notificam e ficam comprando de quem querem, sendo que a empresa que forneceu no emergencial e depois, recebe primeiro. As empresas das licitações são diversas, mas as dos emergenciais são sempre as mesmas. Claramente as cartas são marcadas e os atrasos são propositais. Fazem assim também: Se eu ganho uma licitação de agulhas e não sou “parceiro” e uma empresa “parceira” ganha a licitação de soro fisiológico, eles compram agulhas e soros da empresa de soros, mas nas notas fiscais vem agulhas. O nome disso é permuta, fato corriqueiro na SESAU. Por isso as vezes nas auditorias vêm dizendo que o HGE comprou soros para abastecer São Paulo por dez anos, mas a verdade não foi soro, foi permuta por outros produtos. Mas claro, essas permutas são só com parceiros, pq as outras só se ferram ali dentro. O ponto é: Quem tinha ou tem esquema não fica sem receber, quem não recebeu foi quem abasteceu as unidades. FATO: PARCEIRO RECEBE ADIANTADO NA SESAU.

  • Pedro

    É nisso que dá, botar uma pessoa com a carteira profissional sem nenhuma ficha, uma pessoa que nunca deu um dia de serviço. Pasmem, virou Governador!

  • Ricardo

    Vamos ver se os credoes têm que pagar uma comissão a um escritório de advocacia para receber seus créditos.

    • GIL

      Não, Bruno, na certa pagão só a você mesmo.

  • Rasteira

    Casal gera briga de foice entre Governo e engenheiros.Relatórios descartam necessidade de empréstimo 6 bilhoes do BNDES para ‘salvar’ companhia; Executivo contesta.Dois relatórios assinados por engenheiros da Casal, porém, derrubam a defesa do Governo pelo dinheiro. fonte:Extra

  • JEu

    Deve sim paga quando puder e tudo vai continuar como está: é só sofrimento e morte nos corredores dos hospitais alagoanos… por isso o Alexandre Ayres vai ficar muito mal na “foto”… e como o carnaval já está chegando, ele já pode ir nas lojas do comércio para comprar o “nariz”…

  • Zé MCZ

    Impressionante como esse governo é bem avaliado! Coitado dos credores! Acho que é por isso que eu
    quando passo pela praia da Avenida vejo um monte de gente olhando para o cais. Vendo não sei o que….
    A realidade é que cada administrador público tem suas artimanhas para burlar (não devo mencionar o óbvio) e ainda paga muito alto para ficar bem na fita! Cala a boca das mídias. A mim não surpreende! Governa melhor que quando em Murici. Afinal, Alagoas tem maior arrecadação.

  • RENATA

    Se existisse punição pelos órgãos competentes das barbaridades que acontecem no nosso estado aí sim as coisas podiam melhorar. Veja a história da alimentação inadequada denunciada HGE. Existe um portal que diz os milhões que são gastos.Existe um profissional de nutrição que poderia acompanhar mesmo que não seja feito no hospital,afinal é para os servidores… existe uma gerente que certamente sabe de tudo que é fornecido e que por coincidência já havia criticado uma outra gestão do hge por fornecer esse tipo de alimentação. Enfim existem muitas situações e nada é feito. É preciso que as pessoas denunciem ou continua do mesmo jeito.O pior de tudo a resposta que é dada a sociedade: “A empresa fornecedora foi notificada e a refeição foi mudada” Até quando isso vai ser necessário???

  • Fornecedor desesperado

    Seja bem vindo Alexandre Aires a SESAU, mais pague aos fornecedores, 2014, 2015, 2016 em nome de Jesus por favor não enrole a gente como Cristian Teixeira e sua equipe de incompetentes fez foi muito sofrimento, pague o que a SESAU nos deve.