O senador Renan Calheiros demonstrou que está disposto a enfrentar os seus opositores no Senado para disputar, mais uma vez, a presidência da Casa.

Ontem, num embate com o senador Lasier Martins PSD/RS), que fez questão de dizer que era contra a candidatura de Calheiros, o senador alagoano reagiu ao estilo: bateu pesado e deixou claro que vai à luta.

Apresentou-se como porta-voz da instituição, o que, aliás, ele sempre pontuou.

Se os bolsonaristas querem distância do senador do MDB, reeleito agora – embora com dificuldades – ele mantém ótimas relações com o vice-presidente, general Hamilton Mourão, o “político” mais articulado do grupo que assumirá o poder em 2019.

Pode não ser nada, mas pode ser algo.

Renan Filho busca um nome para a "nova" Secretaria de Saúde
Palácio aposta que já tem 14 votos para presidente da Assembleia