A ordem no Palácio República dos Palmares é evitar o embate, e de forma tão antecipada, na eleição da futura Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

E o sentimento, diz um palaciano, é de tranquilidade quanto ao futuro da Casa de Tavares Bastos.

Motivo:  Marcelo Victor, pelos cálculos governistas, tem votos mas não o suficiente para se eleger presidente do Legislativo.

Solução: uma composição que mantenha MV como 1º secretário e Olavo Calheiros como presidente.

Nas contas do Palácio, o governo tem, pelo menos, 14 votos entre os novos e antigos deputados – é maioria.

Renan bate-boca com colega e sinaliza que vai brigar pela presidência do Senado
Para onde vão as operações da Polícia Federal em Alagoas?
  • carlos

    Quem tem o diário ofical na mão faz o que quer da assembléia legislativa de alagoas. Cargos na máquina pública e recursos dos pobres dos pobres para bancar os deputados não falta.Já para os demais nada.

  • JEu

    Resta saber como é que o mininin sabe que tem tantos votos e, se confirmado, como foi que os conseguiu… porque depois, a “conta” chega para o povo pagar… o que o povo precisa mesmo é de um presidente da ALE/AL da oposição, para poder dar um pouco mais de equilíbrio na balança do poder por essas bandas caetés… agora, tem que ser alguém de coragem e capacidade de liderança, além de demonstrar amor pela terrinha e pelo povo alagoano, pois as consequências serão muitas… afinal, o mininin tem as chaves do “cofre”…

  • Até quando?

    Alagoas não possui deputados estaduais, com a rara exceção de Rodrigo Cunha, o resto é povo que se vende por dois centavos.

    Até quando vamos continuar sustentando essa corja?

  • Carlos

    Exatamente JEu.