(Corrigindo: os dados publicados anteriormente são de 2015. O avanço nas notas é pequeno, mas tem uma simbologia importante para a Educação em Alagoas.)

O cenário nacional é desastroso, segundo o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica, cujos resultados – de 2017 – foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério de Educação.

Nenhum estado brasileiro alcançou a média considerada satisfatória em português e matemática – entre os alunos de escola pública – mas a situação de Alagoas permanece lamentável.

Apesar de ter avançado de 27º para 20º em português (comparando com 2015), a pontuação continua abaixo do satisfatório – 248 para 300 . Em matemática, Alagoas também saltou para o 20% lugar – era 0 26%, mas a nota permanece bem menor  do que seria o satisfatório para o próprio MEC.

Esta é uma construção histórica, e o tema deveria virar prioridade no debate eleitoral.

Mas quem topa fazê-lo?

Conhecimento gera consciência crítica, que gera eleitor mais exigente, o que faz uma sociedade avançar.

Poucos, entre os que estão postos na disputa eleitoral, haverão de se interessar por uma mudança que pode tirar o poder de muita gente.

Disputa ao Senado pode definir nova correlação de forças em Alagoas
"Cadastro" de eleitores pode garantir até 400 mil votos a compradores
  • Há Lagoas

    Já disse e repito: O rateio do fundeb deveria levar em consideração a nota do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica. Com a palavra os nossos mestres. E se possível, verifiquem a nota do Piauí …
    Mais comprometimento, é isso que esperamos de todos.

  • Alagoano sem esperança

    Uma retórica falsa que é utilizada ano após ano na terra dos marechais, uma falatório visando apenas o enriquecimento de alguns “ricos mortais” no “mais pobre entre os pobres”, a estrela radiosa tem um desempenho pífio quando o assunto é educação e “de cinema” quando o assunto são as mágicas realizadas no país das maravilhas. O patrimônio de certos candidatos(o patrimônio real, não o surreal) é de assustar qualquer auditor fiscal da receita federal, embora alguns ainda afirmam que não têm nenhum patrimônio, pobres candidatos! Só de assessores fantasmas lotariam um ônibus com destino à felicidade. Deus cuida dessa terra.

  • Descrente

    O estado ocupa sempre as piores posições quando se trata de educação, entre outras. O que dizer de um governador que realiza um concurso público para a educação cujo o único intuito foi arrecadar dinheiro dos pobres professores? Pois o número de vagas por GERE beira o ridículo,todos sabem da real carência de professores que existe na rede estadual e que são todas preenchidas por “monitores” nem um nome adequado é dado ao professor contratado com um salário de fome, sem o menor repeito. Numa checagem bem apurada é possível constatar que o número de professores contratados deixou de ser exceção, virou uma regra, existe escola que de professor efetivo só existe uns três e o resto é tudo professor contratado. O que dizer de um sindicato omisso que não briga pelos trabalhadores da classe? Existe “monitor” que já trabalha nessa condição há mais de dez anos. Tem professor aprovado no último concurso mas que ficou fora do número de vagas ofertadas, sem nem poder ter a esperança de ser convocado pois não existe cadastro de reserva, vendendo pipoca e confeito na rua,não que ser vendedor seja vergonhoso, vergonhoso mesmo é um professor ter que chegar a essa condição,ser mais um trabalhador informal, fazendo parte da estatística cruel do desemprego.Desafio esse governador e seu maior concorrente a debater sobre a educação no estado e que esse governador pare de falar apenas em asfalto, pista daqui, dali e viaduto para lá e para cá. Trate da educação senho,r governador a população principalmente a jovem precisa estudar com dignidade e não fazer parte de uma estatística perversa que é a da violência que a cada dia ceifa a vida dos garotos dessa Alagoas miserável que a cada fica mais miserável graças a toda essa corja que não tá nem aí com o povo. Que tal matricular seus filhos numa escola pública,tens coragem?

  • Descrente

    *respeito

  • Alagoano

    Rapaz é bom verificar a fonte. Eu vi os resultados no site do MEC e alagoas nao ficou em ultimo em nenhum quesito. E foi o estado que mais evoluiu em português tanto no 5º ano como no 9º ano, do país. Outro ponto é que foi bastante elogiada as melhoras dos índices de alagoas, durante o pronunciamento do Ministro.

  • Natércia Lopes

    Faz-se mister, como comunicador, saber o que se fala. Interpretar bem os dados, e repassar as informações verídicas para a população. Afinal, parece-me que é de interesse jornalista (assim como de todos nós professores) uma comunidade esclarecida.
    Sou professora de Matemática, e digo que analisando os gráficos emitidos pelo MEC, o crescimento de Alagoas foi sensacional. Nunca visto. Elogiado pelo próprio MEC. Eu, como educadora, estou em sala trabalhando arduamente com meus alunos, e necessito que esse crescimento, fruto deste nosso trabalho, seja reconhecido.
    Parabéns, Alagoas! Parabéns meus nobres colegas de profissão. Hoje é um dia para se comemorar. Vamos avançar mais.

  • Carlos

    Quando vejo uma matéria dessa onde educação no nosso estado é tratado com desdém pelos políticos que o único projeto que eles trabalham é de se manterem no poder. Aqui em Coruripe os professores trablahm sob pressão e o medo de reivindicações para melhor atender os nossos alunos.

  • JEu

    O texto é bem claro: houve avanços no ensino de português e matemática em Alagoas (graças, com certeza, à persistência dos professores, verdadeiros abnegados da árdua missão de instruir sem as condições necessárias)… agora, apesar do avanço, ainda estamos muito abaixo do resultado mínimo esperado…!!! é fato!!! e o outro fato que ressalta do texto é o desinteresse (generalizado no país…) pelo crescimento da educação, pois, como dito, povo esclarecido é perigo iminente para essa corja que se perpetua no poder…!!! mas, tem um instrumento muito mais perigoso, na atualidade, pelos “senhores do poder”: é a internet com suas redes sociais… escrevendo bem ou não, o povo (principalmente os mais jovens) está aprendendo a “somar” as perdas com os consequentes atrasos em suas vidas, causados pelos senhores feudais do poder politiqueiro em Alagoas e no Brasil inteiro… e em outubro o povo vai dar o troco… é esperar para ver…

  • Triste realidade

    Infelizmente, não existem dados confiáveis que permitam afirmar em 100% que essas estatísticas estão corretas. Certamente o governador, gestores, professores podem tirar proveito desses dados (Já que o MEC é um órgão de credibilidade). Lembremos que até as provas (informações) chegarem lá o processo é longo…( Inclusive anteriormente foi denunciado nesse mesmo blog), por isso prefiro não levantar nenhuma bandeira e dizer como servidor: A realidade não condiz com esses dados…Que a frase da Carmem Lucia referente a saúde sirva também para educação,segurança e etc. ”Saúde não é mercadoria.Vida não é negocio.Dignidade não é lucro”-Carmem Lúcia

  • Guilherme

    Governo que investe em educação (como o atual governo) colhe os frutos! Acredito que em breve subiremos mais ainda!

  • Lucia

    50 ESCOLAS EM TEMPO
    INTEGRAL IMPLANTADAS

    •Reforma de mais de 100 escolas
    •Implantação de laboratório de robótica em 95 escolas
    •Entrega da reforma do CEPA em Maceió

    • Realização do concurso público da educação (850 vagas);
    • Eleições diretas para coordenadores das Gerências Regionais (GERES);
    • Implantação do Programa Escola 10 para melhoria do IDEB;
    • Entrega do novo Centro de Educação Integral -CEI Arapiraca;
    • Construção ou reforma de 71 ginásios de esporte;
    • Implantação do Programa #escoladahora (autonomia financeira aos diretores para realizar manutenção e pequenos reparos nas escolas);
    •Recuperação de 15 escolas em andamento;
    •Inauguração de 01 Centro da Juventude

  • Gustavo

    A educação avança em Alagoas do mesmo jeito que os protocolos que inventaram no HGE não impediram que o paciente saísse pela porta da frente com a roupa e pulseira do hospital e ninguém sabe onde o mesmo se encontra ou no HU onde os bebês foram trocados e interrados por familiares diferentes.Sem falar no número de mortes em ações policiais que quase dobraram ou o número de notificações de estupro que tiveram um aumento de 158%….

  • Joilson Gouveia Bel&Cel RR

    PIADA: “AVANÇOU” sem sair do mesmo lugar ocupado! (?) 😀
    “Passou de série” sem ter sido aprovado; ascendeu, mas não aprendeu!
    Ou simplesmente “aprovaram” os que obtiveram notas diferentes de zero; antes exigia-se acima da média 5.0!
    “Evolução rabo-de-cavalo” quanto mais cresce se aproxima do chão!
    Essa é “pátria educadora” urdida no “escólio” de Paulo Freire! 😀
    Abr
    *JG

  • GENI

    RM o seu blog é mesmo de muita credibilidade tanto que colocaram meia dúzia de acessores para falar bem do governo. Pelo que parece os comentários sem importância já fazem muito a diferença para esse governo mimimi. Ainda bem que seus leitores conhecem bem a verdade do povo alagoano.QUE COMECEM OS JOGOS!