O PT já decidiu que vai disputar a eleição para a Assembleia Legislativa sem qualquer coligação.

O partido vai repetir a mesma estratégia das últimas, mas agora sem os “puxadores de votos”.

A ideia é similar à posta em prática pelo PRTB, de Adeilson Bezerra – eleger deputados na soma de votos (quociente eleitoral).

Lembrando que o PT elegeu dois parlamentares para a Casa de Tavares Bastos, em 2014, e os dois migraram para o PMDB, dos Calheiros – a quem os petistas devem apoiar nas eleições majoritárias.

Outra decisão petista: os que saíram não podem mais voltar. O que vale até para o “verde” Izac da Cut.

Renan antecipa bombardeio a possíveis adversários de 2018
Dois irmãos
  • wal

    Prefiro pagar a multa, do que ser obrigado eleger pessoas em quem não posso confiar…

    • Plinio Cesar

      Entendo sua revolta que já tive igual. Porém escutando muito Ricardo Mota durante anos amadureci. Hoje não voto nulo, branco ou me ausento para pagar multa pois agindo assim estarei ajudando estas “figuras” a se elegerem com mais facilidade, já que se elegem com votos válidos (que não se aplica aos citados anteriormente). Mesmo agindo assim, um ou outro irá nos administrar através da escolha dos outros. Então se for para administrar minha cidade, estado ou país, que seja com minha participação. Na eleição passada votei no Golbery Lessa que na minha opinião seria o mais sensato para esta cidade. No segundo turno, Rui criticou Almeida por ter os Renans a seu lado mas escondeu para a população que tinha os De Lira (pai e filho) junto ao seu. Se votasse nulo um dos dois iria administrar Maceió. Então após uma análise votei em Rui como o menos pior para Maceió. Senão fizer uma gestão que mereça elogios na próxima estarei atento para votar em um que na minha visão atenda meus anseios. Independente o certo seria que votássemos sempre em pessoas que jamais ocuparam cargos públicos pois não é coerente uma pessoa possuir vários mandatos nas costas e Maceió, Alagoas e o Brasil se encontrarem do jeito que está.

  • JEu

    Finalmente, o que é o PT?!!! Igualmente às outras agremiações partidárias, não passa de mais uma “formalidade” para um candidato poder concorrer em uma eleição… “os fins justificam os meios”, nesse caso… todos os partidos se tornaram em meros “locais de reunião” de pessoas sem quaisquer afinidades de princípios… o PT, para o povo, antes da eleição de Lula e Dilma para o cargo maior da nação, era o “último bastião” contra a corrupção… era o defensor da “ética” na administração pública… era o “sentinela” vigilante dos interesses e direitos do povo, principalmente os mais carentes… e agora, o que o PT é?!!! simplesmente junto-se aos outros… só mais um na vala comum da desonestidade…

  • Lion

    O PT não ganha mais nada. Nem coligado ou não. O povo precisa excluir de suas votações partidos envolvidos em falcatruas. Não pelos candidatos, mas pelos que compõem sua direção. O PT tornou-se um partido podre. O povo precisa levá-lo para o ostracismo, juntamente com aqueles que viveram e usufruíram desses desmandos de corrupção patrocinados por ele.

  • Luís Lins

    Ricardo,acho q os Petralhas vivem no mundo da lua.
    Não fizeram vereador em 2016 e a mesma coisa será em 2018 o Paulão só foi eleito por causa da ajuda dos Calheiros.
    Hj o PT sozinho só tem votos pra eleição conselho tutelar e a lhe lá.
    Vão fazer igual ao PPS e PDT quem der mais cargo eles apoiam.

  • Afrânio França

    Ainda acredito no Partido dos Trabalhadores. Diante do que podemos analisar, acerca dos demais partidos políticos, o PT ainda é o único que representa a parte de baixo da pirâmide social.

  • carlos

    É charme é só o senador Renan Calheiros,chamar para um bete papo sem “compromisso”,os teleguiados Joaquim Brito e Paulão,muda o discurso…

  • Maria Santos

    Uma pena que o Partido dos Trabalhadores, não seja representado pelos trabalhadores, por isso o Psol vem ganhando cada dia mais força.

  • Williams Roger – ex filiado

    Kkkkk é quem quer voltar!
    O partido perdeu a identidade, perdeu a autenticidade.
    Virou balcão de negócios. Não tem credibilidade, é golpista contra si mesmo.
    A partir do momento que fez parte do governo do PMDB, saiu, e agora quer voltar, participou do golpe contra Dilma!
    Não tem mais ideologia.
    A única “bandeira”, é a pessoal, por CARGOS!

    Não é nem de longe um partido de esquerda.

    É uma aberração “sui generis”!

    Se apequena a cada dia!
    Os militantes estão se desfilando. Os filiados saíram e estão saindo.
    O partido está vazio.

    Muitos sindicatos e sindicalistas ligados ao PT e CUT estão sem moral, sem credibilidade para com os trabalhadores.

    Parece até uma piada. Kkkk
    Eu e muitos, não queremos voltar!

    Haverá alternância de poder!
    Mudanças!

  • carlos

    Afrânio França, você acredita mais no PT,local ou no nacional,que escolhei com festas e loas,a dobradinha Dilma e Temer! Não me diga foi os paneleiros que escolheram o Teme,.para ser candidato a vice-presidente,por duas legislatura ….Eu particularmente não acredito em partido nenhum…Acredito sim,que deve ter nos partidos homens de bem….Porem eles são ouvidos e por ser minoria não tem peso…

    • Afrânio França

      O PT, Carlos. Esse partido ainda é o melhor para defender a parte mais fraca da sociedade.

  • carlos

    Porem eles não são ouvidos por serem minoria*

  • Joilson Gouveia Bel&Cel RR

    A RES PUBLICA TABAJARA OU TUPINIQUIM DOMINADA PELA TESOURA

    Joilson Gouveia*

    I – Proêmio.
    Desde que os socialistas/comunistas foram derrotados no contragolpe ao golpe escarlate (anelada ditadura do proletariado que se espraiava em toda América Latina, após a cruel, sanguinária e sangrenta batalha na Sierra Maestra cubana, em 1959), mormente após fragorosas derrotas acachapantes das guerras de guerrilhas rural e urbana havidas no Brasil, na década de sessenta. Desde 1964 a 1985, quando tivemos vinte e um anos de progresso, desenvolvimento e crescimento econômico, financeiro, educacional e social, além de um vida civilizada, pacata e pacífica tranquilidade, ordem e segurança para ir, estar, vir, ficar e permanecer incólumes física e psicologicamente nas ruas, parques e logradouros públicos, especialmente no asilo inviolável do cidadão e cidadã protegidos em seu lar – a casa era o seu asilo inviolável: sem cercas elétricas, grades, muros altos e vídeo-monitoramentos.
    Entretanto, os vencidos escarlates mudaram suas astúcias, planos, programas e estratégias leninistas/stalinistas/trotskistas/marxistas ou os ardis belicistas e passaram às do escólio gramscista: dissimulando, escamoteando e ludibriando até mesmo os bravos, brilhantes, serenos, sérios, honrados e honestos governos militares, que se deixaram lograr pelos engodos de “uma reabertura política, ‘redemocratização’ e até mesmo concedendo anistia ampla, geral e irrestrita” aos facínoras criminosos covardes derrotados e evadidos, que se diziam exilados políticos, os quais “criaram”* em 1980, a maior e mais perigosa ORCRIM travestida em partido dos trabalhadores – nessa época havia apenas dois grandes partidos: ARENA e MDB – O que reputo como o maior e mais grave erro do estrategista Golbery do Couto e Silva, a saber:
    a) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/10/o-nascimento-do-pt.html;
    b) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/05/patria-ultrajada-ou-32-anos-espoliando.html, e;
    c) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/06/quem-foi-que-inventou-o-brasil-ou-o.html.
    · *“O PT foi fundado por um grupo heterogêneo, formado por militantes de oposição à Ditadura Militar, sindicalistas, intelectuais, artistas e católicos ligados à Teologia da Libertação, no dia 10 de fevereiro de 1980, no Colégio Sion, em São Paulo.” In https://pt.wikipedia.org/wiki/Partido_dos_Trabalhadores.
    II – Debacle redemocratização
    Eis, pois, que, após a transição democrática ou falsa redemocratização que culminou com o movimento “Diretas, Já!”, para eleições a presidente, os esquerdistas “civis” alçaram ao Poder Central, mormente aqueles ditos pseudos exilados ou aduzidos “presos políticos” do regime constitucional castrense, que jamais fora uma ditadura-militar, como apregoado pelos canalhas esquerdistapatas coadjuvados pela então “imprensa-livre”, “entelequituais” e os simpatizantes e adeptos da “teologia da libertação” ou comunistas de batinas, infiltrados na Igreja Católica, especialmente pela CNBB, desde então tem-se mais de 31 anos de achaques, assaques, assaltos, desvios, espoliações, doações de nossas riquezas, tesouros e Erário, além de perdões de dívidas aos inadimplentes de sempre de simpatizantes “democracias escarlates” mundo afora: “o socialismo só funciona graças a grana brasileira” – Olavo de Carvalho. Ver mais in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/10/redemocratizacao-fracassada-direita.html e http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/11/eramos-felizes-ah-como-eramos-felizes.html.
    Com efeito, os sequazes e séquitos do escólio gramscista não somente alçaram ao Poder central mas, sobretudo, sorrateira, paulatina, escamoteada e dissimuladamente, já haviam sido incrustados, arraigados e aparelhados em quase todos os Órgãos, Instituições e Poderes republicanos, mormente com pseudos defensores de ideias, ideais e ideologias de democracia e estado de direito na nossa nova república, principalmente com o plurarismo partidário de ideias e político-partidários de todos matizes, cores e bandeiras esquerdistas, mantidos pelos inescrupulosos, oprobriosos e, por que não dizer, criminosos FUNDOS PARTIDÁRIOS, com verbas e recursos públicos do Governo Central ou da União – vejam mais aqui: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/05/os-fundos-sem-fundos-dos-fundos.html – como se os tais partidos tivessem interesses na defesa dos objetivos permanentes da nação, do país e da nossa combalida república tabajara, quando só buscam alçar e se manter eternamente no Poder. É fato!
    Ademais, se não fora bastante o conluio mancomunado desses tais partidos, que aviltam, espoliam e achacam ao nosso Erário (o qual é mantido apenas por quase 30 milhões de contribuintes ou pagadores-de-impostos, que pagam cinco dos seus 13 salários anuais em impostos, tributos, taxas e contribuições) ainda há 17.700 sindicatos, confederações, federações, forças ou centrais sindicais (que sequer defendem aos mais de 14,3 milhões de desempregados demitidos no último triênio) juntamente com aqueloutros movimentos sociais dos SEM (terra, trabalho, teto e, principalmente, VERGONHA), além dos miseráveis mantidos por bolsas de todos os gêneros (da Rouanet à família) e as milhares de ONG’s – por que, como e para quê auferirem recursos e verbas do governo se são organizações-não-governamentais? – UNE, UBES e etc. etc. ainda há as inúmeras fundações, institutos e organizações fundacionais ou quejandos.
    – ora, apenas 30 milhões de pagadores-de-impostos não podem nem devem sustentar os 210 milhões brasileiros e de brasileiras “dessepaiz”! É o que temos dito, repetido e reiterado: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/03/intervencao-marcial-federal-ou.html e http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/01/brasil-urgem-reformas-fiscal-financeira.html e http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/01/para-endireitar-e-salvar-nossa-patria.html.
    Afora, tudo isso acima citado, há uma legião incomensurável, monumental, gigantesca e descomunal de comissionados nos Três Poderes e até o terceiro-escalão dos referidos poderes na paquidérmica máquina administrativa, que mantém funcionando a tecida, tramada e urdida tesoura-escarlate, implantada desde o professor fabianista, de Sorbonne, mas que não passam de instituições criminosas, no bem esposado, esmiuçado, minudente, contundente, procedente e percuciente dizer de Olavo de Carvalho: http://www.dcomercio.com.br/categoria/opiniao/instituicoes_criminosas!
    III – Democracia social ou socialdemocracia: afiadíssimas lâminas da tesoura
    De lembrar que a estratégia da “tesoura escarlate” ainda vige, viceja, vinga e corta tanto quanto antes, e que o parafuso central ou principal ponto de apoio, nesses mais dez lustros foi (é e tem sido) e será sempre o PMDB, a saber:
    a) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/11/a-cleptocracia-escarlate-viceja-vigora.html;
    b) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/10/essa-tesoura-nao-cortara-mais-que-ja.html;
    c) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/10/a-tesoura-ainda-e-mesma-e-escarlate.html;
    d) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/11/a-tesoura-escarlate-sinistra-ainda.html;
    e) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/01/os-intocaveis-infaliveis-e.html; dentre outros no Blog.
    IV – As Belas Palavras:
    “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição” – Parágrafo Único do Art. 1°, da CF/88.
    A rigor, infelizmente, na prática ou realidade, o dito poderoso-povo sequer é “representado” por tais representantes tampouco detém nenhum poder, como já dissemos, repetimos e reiteramos, haja vista que poder pôr sem poder depor é não dispor de nenhum poder, a saber:
    a) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/06/poder-emana-do-povo-e-em-seu-nome-sera.html;
    b) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/10/todo-poder-emana-do-povo-sera.html;
    c) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/03/res-publica-non-est-res-nullius-abaixo.html;
    d) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/12/sempre-seremos-os-viloes-e-elles-os.html;
    e) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/04/novos-vestais-representantes-de.html; dentre outros mais no nosso modesto Blog.
    Outra grandiloquente falácia ou mendaz e loquaz enganadora sentença reside no Caput do Art. 5°, da Constituição-Cidadã, de Ulisses Guimarães, do PMDB, o qual tem sido, é, continua sendo e sempre será o ponto de apoio central das afiadíssimas lâminas da odiosa, inescrupulosa e criminosa tesoura-escarlate: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, À SEGURANÇA e à propriedade, nos termos seguintes:”
    – Aliás, nem a lei é igual para todos nem todos são iguais perante ela, mormente quanto aos ditos “representantes” (que não nos representam) mas gozam de descabidos, inexplicáveis e injustificáveis privilégios, prerrogativas e benesses, graçolas, mordomias e bonomias que os tornam mais desiguais dentre os desigualmente desiguais: sujeitos do povo. Para estes a lei vale indistintamente; para eLLes, jamais.
    É que não é-lhes bastante a imunidade-parlamentar por atos, gestos e palavras no exercício do mandato: “Art.53. Os Deputados e Senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos.”; inclusive nos enganaram com o tal fim do foro privilegiado.
    A prova maior disso tudo se resume na sentença recente proferida por renomado ministro-relator do TSE: “não serei coveiro de prova viva; posso até participar do velório, mas não carrego o caixão”: os crimes perpetrados, que restaram óbvia, clara, cabal e amplamente provados, foram simplesmente sepultados contra legem e, sobretudo, contra a vontade do soberano povo de araques.
    V- A guisa conclusiva
    Há, pois, quem defenda a legalidade, legitimidade, razoabilidade e moralidade do feito do TSE, arguindo a soberania da vontade do povo e do voto popular, malgrado se saiba do maior estelionato eleitoral de todos os tempos, como se o voto fosse uma espécie de outorga ou salvo-conduto dados ao representante para praticar todos os tipos de falcatruas, negociatas e crimes possíveis e impossíveis, imagináveis ou inimagináveis, como se o pretendido Estado Democrático, Humanitário e de Direito ou o devido processo legal lhes fosse o valhacouto desses facínoras e guarida da tesoura-escarlate.
    Ora, se o povo não os depõe tampouco dispõe de eficientes, eficazes e céleres meios, modos, maneiras e formas de os defenestrarem de seus encastelados cargos ou trincheiras criminosas, nem as Instituições se lhes cassam as referidas outorgas concedidas pelo “poderoso-povo”, não passamos de uma falida res publica tabajara ou debacle democracia tupiniquim, que não é boa nem serve para você nem para mim: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/11/democracia-sim-cleptocracia-nunca-fora.html e http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/11/democracia-tupiniquim-nao-serve-voce.html.
    Abr
    *JG
    P.S.: E não somente ele (TSE) deve cerrar suas portas; ou não?

  • Joaquim Brito

    Ricardo Mota, boa tarde.
    É possível disponibilizar
    no site, a entrevista com
    Ricardo Barbosa?
    Grato.

    Resposta

    A partir das 17h estará disponível.

  • Jorge Silva

    Sempre votarei nas esquerdas,seja PT, PCdo B, PSOL, Rede, PSTU, apesar de ter tido muitas decepções, mostraram que na hora H, lutaram pelos interesses dos trabalhadores, tanto na reforma trabalhista, como na da previdência. Os outros partidos juntos, são o mesmo do mesmo, não tem propostas, e sua prática e de agressão aos trabalhadores e aposentados e de entrega e depredação do patrimônio publico.

    • Joilson Gouveia Bel&Cel RR

      A ideia fixa ou a “razão” escarlate de esquerdoPATAS, a saber:
      A priori, ainda que se diga “blogueiro pioneiro” caetés não nos representa, nem o Nordeste é “seu”; é nosso! E, por aqui, o aforismo é assim expresso: “quem tem razão é doido”! E a razão é aqui manifesta enquanto ideia fixa, daí se dizer só “o doido é quem tem razão”, conquanto ser a razão fonte de raciocínio! Portanto, raciocínio fixo, imutável, inflexível e inamovível tal e qual ao de fanáticos escarlates. Ou não?
      Aliás, a rigor, na prática e a bem da verdade, quem mais vociferou ou balbuciou (em suas bravatas, bazófias e carpida peroração enfadonha, ladainha, latomia e cantilena medonha) jurou ou chorou por “ter a convicção”, de quem sequer sabe o seu verdadeiro significado, durante mais de sessenta minutos de encenação atoleimada, chorosa e condoída ou ressentida de mais uma paulada “no rabo da jararaca asquerosa”, que se acha tão ou mais importante que Jesus, mais perseguido que Tiradentes e muito melhor que Getúlio Vargas e etc., em seu monótono pronunciamento monólogo sobre si mesmo e seus grandes feitos e nada dizer sobre os malfeitos.
      A convicção – que tem sido deturpada, desconstituída, destruída, escamoteada, ardilosamente ludibriada ou dissimulada, para não dizer tergiversada por quem não tem como explicar ou justificar aos seus desatinos, lapsos, falhas, enganos, desmandos e erros ou crimes -, em seu sentido, significado, aspecto ou campo comum, curial, trivial, corriqueiro e mediano é exatamente “a certeza de um fato de que apenas temos provas morais”. Já no aspecto, meio ou campo forense e no trato jurídico ou pela jurisprudência dos doutos jurisconsultos quer significar uma “prova evidente” ou o “reconhecimento do próprio crime”!
      Ademais, o arauto escarlate e todos os demais asseclas, sequazes e séquitos fanáticos da “jararaca” asquerosa, atoleimada, condoída, indignada, machucada e chorosa têm razão ainda que nada entendam ou finjam não entender sobre a convicção assestada pelos membros do Parquet e os seus porquês. Ver na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/09/certeza-de-conviccao-que-e-bem-dispar.html
      Abr
      *JG