Há uma silenciosa inquietação no Tribunal de Contas por causa da demora na nomeação, pelo governador Renan Filho, do novo conselheiro do paládio de vidro da Fernandes Lima.

Lembrando que o procurador do MP de Contas Rodrigo Cavalcante já passou pela fase mais “difícil” do processo: a sabatina pelos deputados estaduais e foi aprovado, formalmente, pela Casa de Tavares Bastos.

Resta apenas, agora, a nomeação pelo governador Renan Filho – o que ainda não aconteceu.

A curiosidade, óbvia, é saber se essa demora tem relação com o julgamento recente, pelo TRF da 5ª Região, que anulou a nomeação de Cícero Amélio.

Se a dúvida tem lógica?

Lembremos que este não é o território da lógica – pelo menos para o senso comum.

Resposta

O secretário Fábio Farias, do Gabinete Civil, garante que não há qualquer problema quanto à nomeação de Rodrigo Cavalcante para o TC.

“Falta apenas detalhes burocráticos, mas isso deve acontecer ainda esta semana”, afirmou.

 

Heloísa Helena será candidata a deputada federal pela Rede
Maurício Quintella ataca Joesley Friboi e esquece o seu próprio caso
  • Ricardo

    “Detalhes burocráticos”?…kkkkkk…esse secretário do gabinete civil é uma piada…fraco, fraco…não entende nada do verdadeiro papel do gabinete civil. Essa justificativa não diz nada..kkk.

  • Carlos A Toncelli

    Ele está demorando, pq quer ver se implaca de uma vez só os 2 o certo que está aguardando e o errado “filho” do Ministro Humberto Martins. E esse Fábio Farias é quem segura tudo no Palácio e o Governador só faz o que ele quer. Pois ele também recebe ordens do Ministro.

  • André

    Ao TRF5 caberá responder uma questão curiosa… a decisão diz que a vaga é do membro do MPC!! A curiosidade é quanto a não observância – pelo Desembargador Rebelo do TRF5 – de uma fato superveniente aos votos dos outros dois desembargadores que compõe a 3ª turma. Explica-se! Do pedido de vistas até o efetivo julgamento realizado em junho último, houve o trânsito em julgado do outro processo que discutia acerca da vaga do Cons. Luiz Eustáquio, cujo desfecho se deu em favor do MPC (vaga que foi indicado e aprovado Rodrigo Cavalcante), fato este que, no que pese constar nos autos, não foi apreciado pelo Des. Rebelo. Daí, indaga-se: Ao MPC caberá 02 vagas no TCE/AL contrariando a Constituição?!

  • wal

    RENAN FILHO do PAI e do TIL,está demorando, porque sabe que; ter o não ter conselheiro,é a mesma coisa, principalmente para o povo,esta vaga bem como este órgão é um verdadeiro TRIBUNAL DE FAZ DE CONTA,não significa nada com coisa nem uma. Está certo o REINANZINHO…

  • JEu

    Talvez ele, o mininim, esteja esperando que o procurador do MP de Contas vá lá “pedir” sua nomeação… era só o que faltava… tá querendo garantir algum “favor” no futuro… essa é a política brasileira e caeté… tem jeito não… é tudo podridão…

  • ricardo

    Outra coisa Ricardo, o Governador tem o prazo de 15 dias úteis após receber o ofício da Assembleia para nomear, ou seja, até o dia 14.07.2017, após esta data o Presidente da Assembleia pratica o ato e vale para todos os efeitos. Está lá no art.95, parágrafo 5º da Constituição Estadual.