Em ligação telefônica a este blog, o secretário Christian Teixeira apontou a evolução que tem conseguido no andamento dos processos de pagamento na Saúde Estadual.

Eram 5.840 (ver matéria aqui) – não são mais.

De acordo com Teixeira, uma força-tarefa formada pela Sesau, Controladoria e PGE já conseguiu dar andamento a 612 processos para pagamento.

“Há um problema em relação àqueles processos que não tinham empenho, por parte da Secretaria de Saúde, vindos da gestão anterior. Mas estamos trabalhando diuturnamente para responde à expectativa daqueles que têm a receber do Estado pelo que foi entregue”.

Envolvidos na Rodoleiro recebiam devolução de Imposto de Renda de dinheiro desviado
Joãozinho Pereira se prepara para ser novo vice de Renan Filho
  • ALAGOANO NATO

    BELEZA MEU SECRETÁRIO, O SENHOR É A APOSTA DO RENAN FILHO….

  • Alagoano revoltado

    Esse assunto da SESAU já encheu!!!! Nada anda, nada mudou e as coisas continuam na mesma, ou seja, os superintendentes, diretores, gerentes e supervisores estão deitando e rolando dizendo pelos corredores que o secretário não entende de saúde e não conhece ninguém para substitui-los. Tem gerentes (antigo cargo de diretor) que mal vão na SESAU, e quando vão chegam 10 horas, isso porque trabalham em outros municípios e têm a SESAU como bico certo.

  • Alagoano revoltado II

    Concordo com alagoano revoltado, ontem um determinado superintendente após sair de uma reunião importante na sesau, encheu o peito e disse que esse secretário não entende de nada e por isso mandou o mesmo ir substitui-lo com a desculpa que havia viajado. Esse é o cara!

  • Estou de olho

    Muito bem secretário, portaria para os servidores cumprirem a carga horária. Bote esse povo que pensa ser a casa da mãe Joana e cada um entra e sai a hora que quer a começar pelas superintendências e gerencias, dai ficam sem moral para cobrar dos colegas. Aqui o sujo fala do mal lavado.

  • Decepcionado

    Não mudou e não vai mudar.e político quer saber de pobre,é como dizia o personagem do Chico Anísio,pobre que se lasque. No dia que teve a festa do início da obra do novo hospital na serraria,apareceu uma senhora no chão do hge sem a atenção necessária como vem sendo corriqueiro. E hoje foi divulgado um vídeo,feito de celular por algum parente, de outro paciente sem atendimento ortopédico correto pois precisa de cirurgia e com a família mesmo comprando DIPIRONA pois não tinha para ele ser medicado. É só conversa e enrolação desses governos.TODOS,estaduais e municipais.

  • Antena Ligada

    Fraquíssimos. Governador & Secretário. Só lero-lero, como tudo nesse governinho de aparências. Na UE do Agreste até os pães deixaram de serem servidos aos pacientes e funcionários. Calote dos grandes nas padarias. E o menininho de fraldas ainda fica iludindo os desavisados, assinando ordem de serviço para construção de hospital com 180 leitos. Se não consegue manter os leitos atuais…Pura lorota.

  • Anny

    Mudou o gestor, mas, não mudou a gestão,ou seja, não mudou naaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaada.

  • Anny

    Uma vergonha, gente morrendo na rua, servidores abastecendo a viatura para poder retornar de viagens, etc…

  • Williams Roger

    Ricardo Mota, o secretário de saúde e a PGE, decidiram erradamente contra os servidores que percebem insalubridade nas férias. Desrespeitando o regime jurídico único dos servidores do estado de Alagoas e as várias jurisprudências sobre o caso, favoráveis aos servidores.Tá errado, é ilegal. A pge agiu com maldade. O documento trata de aposentadoria. As jurisprudências acostadas, versa sobre a aposentadoria, dos direitos que os servidores perdem, que não se coadunam com quem está na ativa.
    Em todo o serviço público, em qualquer esfera, federal, estadual e municipal, de todo o país, paga nas férias. É lei, já tá pacificado.
    A pge não é legislador!!!
    O governador não pode acatar isso. Ele está sendo induzido ao erro. Não se pode saber que tal ato é ilegal, nulo, e aplicar essa aberração. Não se pode fazer isso é depois dizer: recorra, dê seus pulos… É por ser nulo, tem que ser, de pronto, de ofício, ser corrigido rapidamente. Para os servidores, é um prejuízo enorme. O Estado não precisa disso, e não tem necessidade de fazer isso.
    Se ele concordar com isso vai comprar briga com os servidores sem necessidade.
    É direitos constitucionais, tem várias jurisprudências a favor do servidor.
    Tenho um processo, que a pge decidiu errado, fundamentando norma, que não versava no meu caso. Ela errou!
    Isso que estão querendo fazer, é apropriação indébita.
    Estou aqui fazendo esse protesto de repúdio.
    São dois anos sem reajustes e ainda tenho que pagar pra tirar férias. Isso é um absurdo. Um retrocesso.
    Contrariando a Constituição brasileira.
    Isso é uma vergonha. Os servidores estão com ódio. E não vamos perdoar e nem esquecer no dia das eleições.

  • JEu

    Pois é, sai uma secretária incompetente, entra um inconsequente… e a Sesau permanece no mesmo passo: o errado… por outro lado, pelo que entendi, tem servidor de nível, com cargo de chefia que só faz o que quer: só comparece ao trabalho no dia e no horário que quer… isso tem que ser corrigido… doa em quem doer… agora, que o problema maior deve ser o de salários desvalorizados… ai não tenho dúvidas: vai ter muito desvio de conduta… vai faltar médicos e enfermeiros para o serviço… muita gente com dispensa médica… muita gente de licença (de saúde, maternidade, especial e até sem vencimentos)… aí a coisa não anda… é preciso valorizar os funcionários, garantindo-lhes, pelo menos, o reajuste da inflação previsto na lei para, depois, cobrar o comparecimento no local de trabalho… quem não quiser, processo neles e demissão por abandono ou por prevaricação… e ainda por cima, vem o fanfarrão, o mininin peralta dizer que vai construir hospitais… para funcionar como?!!!

  • Decepcionado

    Impressionante como se trocam 6 por meia dúzia! A saúde do nosso estado esta num caminho sem volta, infelizmente entregue nas mãos de pessoas despreparadas para assumirem cargos. Esse secretário mal para na secretaria acompanhando o governador e quando pará não recebe ninguém, nunca vimos isso com Dr. Zé Bernardes, Dr. Humberto Gomes, Dr. Mac Dowel, Dr. Wandreley, Dra. Kátia Born, Dra. Jacy Quintela, Dr. Jurandir Boia, Dr. Alvaro Machado, Dr. Jorge Vilas Boas… Hoje vivemos numa situação deplorável todos insatisfeitos. Servidores competentes estão escanteados apenas observando aqueles que chegam arrotando saber desvalorizando concursados com domínio na rotina do serviço. Deus, onde iremos chegar? Até quando esse jovem ficará no comando? Será apenas mais um que veremos passar? Esse jovem até pode ser competente mas não na pasta da saúde. Estou de acordo com todos os comentários acima.

  • SERVIDOR HGE

    Construir hospital da mulher? Como? Se não estão dando conta do HGE, Hospital de Santana fechado e demais hospitais! HGE esta faltando tudo pessoal e esse secretário não ver ou fecha os olhos! Hoje o HGE é comandado por pessoas incompetentes que só querem tirar proveito, como por exemplo a compra de matérias para ortopedia não é mesmo superintendente? Nós plantonistas cansamos de ver essa dobradinha que tem apenas conversa bonita! Não é apenas nas funerárias que acontecem absurdos, mas é necessário investigar de onde se arrumam dinheiro para desfilarem em carros possantes, quando a um tempo atrás não se tinham onde caírem mortos! Será que o salário de superintendente é tão bom assim? Principalmente quando se trata de um profissional desconhecido e que surgiu do nada!

  • Atenta

    Nossa!!!!!!!!!!!!! Só um cego mesmo não enxerga os absurdo que acontecem no HGE. Muitos servidores têm filho, irmão,esposa,sobrinho que são contratados no HGE que não tem dinheiro para comprar insumos, correlatos e alimentação, mas tem uma folha que é um absurdo. protegidos do ex Dinarte, Marcelo Santana, Rogério, etc, que no final do mês têm o salário superior ao nosso que somos da casa.

  • Fernando

    Fornecedor. Em quanto isso os nossos processos lá parados a três meses para serem pagos. Esperando essa análise a passo de tartaruga e os Emergênciais q foram feitos para abastecer o HGE q Tb não saíram do canto. Em quanto isso o HGE agoniza e os pacientes morem. Sem falar no restos a pagar de 2014 q foi deixado pelo vilela e ninguém dá satisfação nem uma Queremos resposta SR. Governador.

  • Tô de olho

    O secretário só sabe viajar. Secretário de vitrine!

  • António Lopes o

    O Renan tá caindo em desespero
    Perdendo principais assessore.
    Primeiro Luciano correia que foi pro Porto bater continência ao Marx Beltrão
    Depois Alexandre Murta que reatucanou e está com Rui Palmeira.
    Agora veio o ‘braço direito’ tido como homem forte Ricardo Santa Ritta. Que se aposentou da política.
    Renan Calheiros tá sozinho para sua reeleição ao Senado

  • Paulo Araújo

    Esse secretário é só conversa furada, na verdade ele tá perdido e não sabe como prosseguir, ninguém se iluda com esse mimimi,trocaram seis por meia dúzia.

  • WELLINGTON

    É bem verdade que muitos fornecedores tem que receber pelo que foi entregue, só NÃO devemos esquecer de conferir o preço dos produtos e a qualidade com relação ao preço de mercado. essa prática ADOTADA de comprar sempre em caráter de emergência pela gestão anterior PODE ter lá seus interesses escusos. Em tempos de lava jato, Rodoleiro, Navalha, Taturana… e tantas outras operações, nunca é demais conferir. Entendem que dinheiro público, é dinheiro de ninguém…
    Afinal, não podemos pagar pelos possíveis desmandoS administrativos que se repetem por anos…

  • Servidor

    E eu que pensei que não podia piorar ainda mais a saúde. A gestão passada estabeleceu um retrocesso imenso, a gestão atual chegou “cativando” todos os servidores… achatamento financeiro, descontos na insalubridade por motivo de férias e licença entre outros. Tem servidores que estão sem dormir, afundados em dívidas já na situação atual, a saúde estadual quer exclusividade, dedicação em tempo integral e os profissionais recebendo um salário de miséria? Uma das principais pastas de qualquer governo, que é a saúde, está totalmente desrespeitada e desvalorizada. Em nosso estado quem trabalha na saúde estadual lotado na sede, pasmem… recebe menos que SALÁRIO MÍNIMO! O que salva esse cenário é a constituição federal que não permite que nenhum cidadão brasileiro receba menos que salário mínimo, por isso no contra-cheque entra um complemento constitucional para elevar o valor para o piso nacional. Na secretaria de saúde estadual estamos vivendo momentos de terror! Todos desesperados com as várias medidas adotadas pelo rapazinho de terno bonito que adentrou ao gabinete. Sim… Respondendo a pergunta da colega esse pessoal que vem de fora ou assume um cargo comissionado do governo recebe muito bem, se pegarmos a lei delegada um superintendente recebe R$8.000 só de cargo comissionado fora outros benefícios e o tráfico de influência. Governado leve esse seu engravatado pra onde o senhor quiser, só não deixe na saúde. E outra, faça cumprir os nosso deveres e direitos. Cobrar é muito bom, pagar também é. Cadê as progressões que não saem? PCCS? Mudança de letra (desde que ingressei no estado continuo na letra A)? Mudança de nível? Sem contar os reajustes seletivos e segregatórios das categorias.

  • Inconformado

    Infelizmente, muitos dos nossos companheiros não querem sair da sua “zona de conforto”, muitos demonstram estar satisfeitos com o extra que já foi incorporado como um segundo salário. Outra dificuldade é que alguns companheiros apresentam um discurso de conformismo, de derrota antecipada, tipo “fazer o quê nessa manifestação, não vai mudar nada!”. Nada vai acontecer a nosso favor se continuarmos com esse pensamento. A questão talvez seja se você quer ser um bravo ou um audaz. Bravo para brigar por uma escala extra completa. Audaz para lutar por um salário digno e, agora, pela manutenção dos nossos direitos. Portanto sejamos audaciosos; a força do conjunto, de uma equipe pode e faz a diferença.

  • carlos

    Oxalá que seja verdade e coisa ande! Quando secretário de gestão pública foi muito lero lero e os processos de mudança de letra,não anda e o pior só faz aumentar! A comissão que cuida para analisar os processos,faz uma trabalho ridículo na gestão pública exemplo:O servidor solicita através de um processo desnecessário mudança de letra por tempo de serviço. A documentação está lá na ficha funcional do servidor o dia em que ele tomou posse e o ano! Tudo o governo moderno criou esta dificuldade!O pior o processo para e é solicitado o diploma do qual servidor só tomou posse no cargo porque já apresentou e a documentação está na gestão pública publicado no D.O! Ridículo pedem de novo a mesma documentação e haja papel e lá mais de 2 anos e nada….

  • Luis Carlos

    este secretário esta matando os pobres de alagoas. Ele não paga nenhum fornecedor que estão passando dificuldades, por isso falta até luvas nos HGE. Nenhum fornecedor quer fornecer porque sabe que vai tomar calote. GOVERNADOR COLOCA UMA PESSOA TÃO SEM NOÇÃO NUMA PASTA COMO A SAUDE. Eleições 2018, chegue logo…….