A dor sempre dói mais quando começa. Depois, até o organismo se acostuma e aprende a conviver com ela.

Após quase perder a presidência da Casa de Tavares Bastos, o deputado Luiz Dantas já entrou na fase de entendimento com a nova Mesa Diretora da Assembleia.

Ele e Marcelo Victor, o cérebro do Grupo dos 12, já iniciaram com sucesso o diálogo de aproximação.

Detalhista, Victor apresentou um relatório completo da gestão anterior.

O que viu e o que disse não vazou – por enquanto.

Levy Fidelix nega pedido de Calheiros para tirar ação contra Almeida no TSE
Em busca do voto perdido, Renan pai reativa até redes sociais
  • ex-eleitor

    Decepção com L.Dantas.

  • Amaro do Ferrão

    Luiz Dantas tenha cuidado com as veredas do sertão.

  • Joao TT

    Aqui no SERTÃO ensolarado gostamos do @-mundo da poesia de LUA Gonzagão
    * Tenho visto tanta COISA – nesse mundo de meu DEUS
    – Coisas que prum SERTANEJO – NUM existe explicação
    * Qualquer pinguinho de chuva – fazÊ uma inundação
    – Vocês cá da capital – M’adesculpe esta expressão:
    .. no SERTÃO num tem disso NÃO!
    * Nem que eu fique aqui 10 anos – Eu NUM m’acostumo não
    – Tudo aqui é diferente – Dos costumes do sertão
    https://www.vagalume.com.br/luiz-gonzaga/no-ceara-nao-tem-disso-nao.html
    E assim St’ANA desde 1875 caminho rumo SESQUICENTENÁRIO em 2025, 150 anos pós-TRAIPU, de “ytira ypu” (fonte d’ÁGUAde morro) nos 1600, Séc XVII, pelo mestre de campo Pedro Gomes que o chamava de Porto da Folha até 1870.
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Traipu