Arthur Albuquerque, filho mais jovem do deputado Antônio Albuquerque, será o novo secretário Estadual do Trabalho.

O parlamentar já vinha negociando com Renan Filho uma colocação importante para ele no governo do Estado. Tudo foi acertado esta semana.

Arthur Albuquerque, 26 anos, que perdeu a eleição para a prefeitura de Limoeiro de Anadia no ano passado, será o quarto titular da pasta do Trabalho no governo Renan Filho, lembrando o “ronaldízio”, que caracterizou a gestão do ex-governador – e agora deputado federal, Ronaldo Lessa.

Aliás, a pasta foi oferecida este ano a Lessa, que a recusou.

Segundo a fonte palaciana que deu a informação ao blog, AA tem voo próprio. Ou seja: ainda falta a parte que cabe ao Grupo dos Doze, na Assembleia.

Christian Teixeira: "Dinheiro não é o maior problema da Saúde"
Biu de Lira participa de sabatina informal com Alexandre de Moraes
  • Júnior

    Pronto. É assim que se resolve as coisas com a ALE. Logo logo ta tudo ok.

  • ALAGOAS

    Mais um ABSURDO do secretariado desse governo.

  • JEu

    Pois é, a campanha é em meados de 2018 e já está de vento em popa… creio que nomeação desse cidadão para a mencionada pasta já faz parte do “pacote trabalhista” do governo… quanto aos resultados para a secretaria do trabalho vai ser um zero à esquerda….

  • Ednaldo

    È muito trocadilho nesses governos, por isso que não se vai a lugar nenhum, qual é o critério para essa escolha? Resposta: Troca de favores.E

    • Carlos Ferreira

      O critério é político. Todo deputado federal da base do governo tem uma pasta (secretaria). Além de ser da base, o deputado federal Nivaldo Albuquerque – e o pai – detém o controle do PTB que é um importante partido.
      Não se faz política sem partidos políticos e não se faz política sem aliança.
      O critério, acredito eu, foi esse.

  • Gustavo

    Isso é um Absurdo, uma pessoa sem nenhuma qualificação para assumir um cargo desse tamanho, cada dia o Sr.Reinazinho vem dando tiro no pé , gestão horrível, péssima escolha para um cargo fundamental para o povo alagoano !

    • RCarvalho

      E assim e sempre vamos conviver vendo esses absurdos.Todos nós
      somos culpados, vamos rever isso nas proximas eleições.

  • Alagoas vergonha

    Esse aí nunca trabalhou, e está longe de saber o que é trabalho. Parabéns aos alagoanos que que financiam essas famílias no poder.

  • Rosane Jatoba

    será que é o primeiro emprego dele ? menor aprendiz ou secretario-aprendiz.

  • Descrente

    Isso se chama MERITOCRACIA BRASILEIRA!

  • MAURICIO

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    O RENAN PAI DISSE NA FORMAÇÃO DE CHAPA DELE QUE NÃO SE MISTURAVA,UÉ O QUE ACONTECEU ???????????????

  • Tonho ALBUMquerque

    esse “trabalha” merece o cargo. Parabéns pela escolha! Parabéns Alagoas, exemplo de gestão!!

    não vejo uma critica nas redes “sociais” se não fosse o blog do ricardo não saberia dessa “ótima noticia”

    Avante Brazil, avante Alagoas!!
    Nunca teremos salvação….

    • Ricardo

      Esses caras gostam mesmo de zombar do povo,mas me aguarde,que a resposta você vai ter.

  • Als

    Olha a Meritocracia que o Renan Filho mencionou no início do governo dele. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    mais do mesmo

  • Carlos Eduardo

    Secretário Aprendiz.
    Alagoas cada vez mais perto do fundo do poço.

  • jose Cariolando de mESENES

    È a famosa politica de pai pra filho

  • Nivaldo

    Isso se chama aristocracia,ou seja é um grupo pequeno mandando no nosso sofrido estado,eles tomam conta de tudo,sobretudo em local em que não fazem nada,tem poder,ganha e gratifica muito bem.
    O próximo passo é assembleia legislativa e tribunal de contas,a exemplo da sua irmã que na “sabatina”demonstrou notável saber jurídico e reputação ilibada,pescando.

  • Mário

    Valha-me Deus.

  • Mara

    Como se já não bastassem as mazelas existentes, ainda mais essa. Alagoas está indo pro buraco e parece que não tem mais jeito. Já dizia Boris Cazoy: “isto é uma vergonha”.

  • wal

    Pra que serve este cargo ?

  • Alagoano

    A Secretaria do Trabalho é a quota desse Governo pra o Presidente do Tribunal de Contas não incomodar.
    Quando o Presidente do TC era o Otávio Lessa, o Secretário era o Rafael, genro dele.
    Agora que a Presidente é a irmã do AA, a pasta do Trabalho foi pra o filho dele.
    Como é que a sociedade alagoana aceita isso?
    Em outro país, já tinham botado esse povo pra correr, por bem ou por mal!

  • Noberto

    …e vamo que vamo!

  • Antônio de Padua

    Eu parabenizo a competência política do Dep. AA, a família em primeiro lugar, certíssimo, senão vejamos, fez a irmã Rosa, Conselheira do TC, o filho Nivaldo Dep. Federal, a irmã Conceição Prefeita de Maravilha, e agora o filho Arthur, Secretário de Estado, que por sinal, é um ótimo rapaz, muito bem Dep. AA e familiares.

  • Edson

    Não conheço o secretário escolhido, portanto não posso opinar se foi ou não uma boa escolha. Quando começar a trabalhar, darei minha opinião. O que não podemos é condenar sem conhecer.

  • Sérgio Eduardo

    Isso mostra o dessespero q o governador está, em todas as pesquisas só dar RUi governador

  • Indignado

    Rapaz um absurdo isso, tirar da pasta um secretário altamente técnico e que estava executando um excelente TRABALHO pra colocar um pivete que nem formado é!!!
    Deve ser o prêmio de consolação pra ele já que n conseguiu nem se eleger no reduto do Papai!!

  • Alagoanoo

    Mais uma secretaria negociada. Uma pena, perde Alagoas, perde ao povo. Ao novo secretário, boa sorte, espero que não faça da secretaria tão somente um cabide de empregos.

  • CARLOS FRANCISCO DE FARIAS

    Alagoas no caminho certo!

  • ALAGOAS!!!

    Um verdadeiro ABSURDO! Um cargo tão importante sendo ocupado por uma pessoa totalmente sem experiencia para tal posição! Na hora de pedir voto o Renanzinho sabe ser do povo.. mas qundo é pra realmente pensar no melhor pra a populaçao, o interesse politico-financeiro fala mais alto!!! O antigo secretario vinha mostrando serviço e competencia, trazendo novos empregos e parcerias pra todo o estado !!! Essa troca é um verdadeiro jogo de interesse politico ABSURDO !!!

  • Leonardo Alves

    Apesar de o novo Secretário Arthur Albuquerque entrar pela mesma porta de acesso do Dr. Sérgio Figueiredo suas qualificações, nem de perto, alcançam as deste. Desde reorganização da estrutura física dos prédios dos SINES, com a excepcional melhoria no atendimento à população; além das diversas parcerias conquistadas com a empresas; somando-se ainda ao fato da busca na economia financeira através dos mais variados contratos firmados; absolutamente tudo o que passou pelas mãos do Dr. Sérgio teve sua marca estampada.
    Sinônimo de competência, humanidade, humildade, e zelo para com o erário, mormente o interesse pelo atendimento aos que mais necessitavam do trabalho da Secretaria, essa troca repentina sob o viés estritamente político, sem levar em consideração todas as melhorias realizadas, simplesmente são dignas de luto.

  • #ACORDACIDADAO

    Eu nao sei em que pais esse povo que elogia um ato desse vive, a sociedade Alagoana precisa acordar, esses politicos fazem dos cargos públivos um cartel onde eles se mantem no poder fazendo o que for preciso para almentarem seus patrimonios o povo ou é cego ou finge que é. Isso é uma vergonha para o estado ainda viver a mercê desses que são muitos e poderosos. Eu imagino se Sergio Moro tivesse um tempinho para Alagoas ele ia arregaçar com muitos..

  • Cris

    Ê a nossa política , sempre de pai para filho.Vamos mudar isso gente .

  • liberato

    O que pode ser feito pra mudar tudo isso simples,próximo ano eleição o povo tem o poder nas mãos,não adianta tá criticando e repetir o erro sempre,vamos escolher nossos representantes com sabedoria e não deixar terceiros nos influenciar,vamos fazer diferente.

  • Josa de Murici

    Colocava como coordenador da lei seca, pra prender os pariceiros kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk chupa eleitorado imbecil vendedor de voto.

    • Jonathan

      Kkkkkkkkkkkkkkkk um absurdo colocar uma pessoa que nunca deu um dia de serviço, sabe nem o que é ser secretário de Estado, um caos nosso estado!

  • Ricardo Prado

    Que lindo!!!!
    De um lado, uma prefeitura sem comando e sem critérios, criando dois cargos de subsecretarios para nada executarem, do outro, um governo pífio e sem credibilidade moral para conduzir Alagoas ao crescimento que ela merece….
    Vergonha!!!!!

  • EX ELEITOR

    O PAI DEPUTADO ESTADUAL, UM FILHO DEPUTADO FEDERAL, A IRMÃ, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS E AGORA O OUTRO DE APENAS 26 ANOS SECRETÁRIO DE ESTADO, AGORA MIM PERGUNTO TEM EMPREGO MELHOR, DO QUER SER POLÍTICO NESSE BRASIL DE FAZ DE CONTAS.

  • Alan Bulhões

    Não é só no governo do estado que isso acontece,na prefeitura é a mesma coisa, os postos sendo loteados para os vereadores,(você fica com esse, eu fico com aquele porque tive mais votos nesse bairro)é assim que esta funcionando na Secretaria Municipal de Saúde. Ricardo dá uma checada nisso, todos os diretores administrativos de postos de saúde sendo indicados por vereadores, inclusive a briga é grande pois desde janeiro nenhum diretor foi nomeado.

  • MOREIRA

    RAPAZ ORGANIZADO, SÉRIO E HUMANO, TIRO O CHAPÉU PARA O ARTHUR E SEI QUE VAI ENALTECER MAIS ESTA CONCEITUADA SECRETARIA E O SERVIÇO PRESTADO DA MESMA VAI SER A CONTENTO, PARABÊNS EXA ÓTIMA ESCOLHA.

  • Decepcionado Demais

    Certas coisa só em Alagoas mesmo. O governador,nomeia um secretário do trabalho que nunca trabalhou também e claramente para todo mundo faz parte de uma família que nunca fez nada pelo estado,mas vive da política,como a família dele também.. FORA CALHEIROS.

  • Cláudio Vilemon

    Fico estarrecido com muitos seres humano, comentários oportunistas e odiosos, eivados de invejas, ninguém na vida nasce sabedor de tudo, Arthur Albuquerque é um rapaz responsável, bem intencionado, e com certeza dará um bom nível a secretaria que estará assumindo. Politicas se faz com parceria, e o governo do estado que não é nenhum acéfalo, sabe da força de Antônio Albuquerque.

  • Juliano

    o sr governador deveria utilizar o mesmo critério utilizado para escolher os gerentes regionais no caso do secretário de educação, ideb de ensino fundamental. O Luciano Barbosa pegou diretor de escola com 4 salas de aula e coloca pra gerir uma regional. Meritrocacia da incompetência. 13 bonecos de cabeça baixa e sem competência alguma. Fora Luciano Barbosa e seus asseclas. A SEDUC pede socorro. Muito marketing e pouco resultado.

  • carlos

    QUE ABSURDO!, O QUE É QUE ESSE RAPAZ ENTENDE DE TRABALHO , SE ELE NUNCA TRABALHOU,POR ISSO QUE ESSA PESTE DESSE ESTADO NÃO VAI PARA FRENTE NUNCA.

  • Allisson

    Todas as decisões neste estado só se leva em conta o cunho político. Uma pessoa que não sabe (muito provavelmente o que é trabalho) vai ocupar uma pasta neste âmbito? Ele é formafo em quê? Ou ja trabalhou em quê ou de quê? Não se leva em conta o conhecimento técnico daqueles que o têm. Fica difícil desta forma, pois esta corja política suspira em seus próprios interesses.

  • Maria Freire

    Eu não tenho medo de falar,sinceramente é um absurdo esse rapaz ser o secretário estadual do trabalho,se o Brasil está acabado,muito pior está o nosso Estado,vivemos uma guerra e ninguém faz nada,estou falando isso porque entra ano,termina e as caras dos políticos é o mesmo,é uma pena que os sindicatos e as centrais sindicais estejam parados,pior ainda é o nosso povo,tudo o que está acontecendo no país é uma bomba e vai estourar em todos os lugares,o governador assinou o PLP 257/2016 o projeto sinaliza para o mercado com medidas de contenção de custos que vão do arrocho salarial dos servidores públicos à privatização de empresas estatais, implícita na possibilidade de a União aceitar ativos pertencentes aos Estados – empresas públicas e participações acionárias majoritárias – para futura alienação.

    As medidas terão impacto negativo na qualidade do serviço público, prejudicando diretamente seus usuários e os próprios servidores. Abrem ainda possibilidade do não cumprimento da política de valorização do salário mínimo, processo que afetaria negativamente milhões de brasileiros. Em um momento de acirramento da crise política, quando é fundamental o mais amplo apoio popular para conter o golpe do impeachment, a proposta surge na contramão dos anseios democrático-populares por ser contrária ao projeto vitorioso nas eleições de 2014.

    Caso sejam aprovadas, as medidas previstas no pacote teriam duração de 24 meses e seriam implementadas em um prazo de 180 dias. Além das medidas provisórias, com duração de dois anos, a proposta também prevê adoção de medidas estruturais, como a aprovação de uma lei nova de responsabilidade fiscal, a elevação das alíquotas de contribuição previdenciária dos servidores, a instituição de regime de previdência complementar, o monitoramento contínuo das contas e adoção de critérios para avaliar de forma pública e periódica programas e projetos.

    E inaceitável as contrapartidas impostas aos Estados e ao Distrito Federal para se beneficiarem do alongamento em 20 anos de sua dívida com a União: a proibição de novas contratações (exceto substituição, geralmente feita de forma precarizada, via terceirização) e de reajuste salarial durante 24 meses; a inclusão de terceirizados no gasto com pessoal; a possibilidade de PDV (Programa de Demissão Voluntária) como forma de redução do quadro de servidores; reduzir em 10% a despesa mensal dos cargos de livre provimento e nomeação, em comparação com a do mês de junho de 2014, entre outras medidas. Elas sinalizam a precarização do trabalho e a piora na qualidade dos serviços públicos, inviabilizando a execução do Plano Nacional de Educação ou quaisquer iniciativas visando combater o quadro dramático em que se encontra o SUS.

    Outra medida de impacto negativo, que irá além do serviço público e atingirá os brasileiros de menor renda, poderá ser a suspensão do aumento real do salário mínimo. Depois de 12 anos de aumentos reais (acumulado de 76%), a medida poderá suspender a partir de 2017 a política de distribuição de renda que vem contribuindo significativamente para redução de desigualdades sociais no país, fortalecendo o mercado de consumo e tirando milhões de pessoas da linha de pobreza. Num cenário de desemprego crescente, a medida é inaceitável. Sinceramente,eu tenho alma,muito triste com tudo.

    NÃO AO PLC 257/2016!

    DIREÇÃO EXECUTIVA NACIONAL DA CUT

    TAGs Relacionadas:

  • Nelson

    Táí seu Pedro Alvarez Cabral….quem mandou o Sr descobrir esse lixo chamado, Brasil. Tá satisfeito ?????

  • Alagoano

    Pior que isso é o gabinete em Brasilia do deputado federal Ronaldo Lessa. Varias pessoas lotadas que são do Diretório do PDT e o maior de todos os absurdo. Jurandir Boia lotado no gabinete em Brasilia. Nomeação dia 17/01/2017

  • Leo

    Conheço o Arthur Albuquerque e seu do seu potencial e com sua juventude e com seu dinamismo, irá com certeza fazer uma boa gestão à frente desta pasta.

  • Cadê a meritocracia?

    É com muita insatisfação e indiganaçáo que a população alagoana recebe essa notícia.Após décadas, abandonada, sucateada sendo tratada como moeda de troca entre polilicos de baixo prestígio, o Governador nomeia um técnico para assumir a Secretaria do Trabalho,porém quando o Secretário começa a colocar a secretaria nos trilhos, a mudar a realidade precaria que desde sempre existiu na SETE, o Governador dá mais um tiro no pé e interrompe esse trabalho, colocando a secretaria nas mãos de políticos novamente.Infelizmebtetudo voltará a ser como sempre foi na SETE, cabide de empregos para políticos e seus familiares.

  • VERGONHA

    VERGONHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA PARA TODOS OS TRABALLHADORES DE ALAGOAS. CENTRAIS SINDICAIS VÃO PARA RUA CONTA ESSA NOMEAÇÃO DE UM DESPREPARADO

  • carlos

    Vale tudo pela reeleição do pai e do filho1