É inegável que há um esforço hercúleo por parte da Secretaria de Segurança Pública para reduzir os índices de violência em Alagoas.

Mas não precisa ser um gênio para saber que a ação das polícias na redução de homicídios, por exemplo, tem um limite.

E, ao que parece, chegamos a ele.

Este ano o número de assassinatos em Alagoas, segundo o Núcleo de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Segurança Pública, já subiu – em comparação com 2015.

De janeiro a setembro, diz o respeitável órgão, já houve vinte e um assassinatos a mais do que em igual período do ano passado: subiu de 1.344 para 1.365 assassinatos.

Há queda em Maceió e aumento no interior, com destaque para Arapiraca.

É lembrar: já vivemos momentos muito piores, como em 2014, mas o resultado do levantamento só vem a comprovar que polícia só não basta! (E, empurrada pela sociedade, pode contribuir ainda mais com estes índices perversos.)

É o “óbvio ululante”, que tão bem conhecemos, mas que teimamos em esquecer.

A polícia tem um papel fundamental na repressão ao crime, ou seja, nas piores consequências da ausência de políticas sérias e eficientes de Estado nas áreas fundamentais: Educação, Cultura, Esportes, Saúde etc.

A concorrência do Estado – e da sociedade – é com o crime organizado, que espalha seus tentáculos e armadilhas, capturando sem dificuldades uma juventude sem sonhos e sem objetivos, ainda que carregue os mesmos desejos dos mais afortunados.

O senso comum há de dizer: “Queremos mais polícia”.

E aí, o que acontece hoje no Rio de Janeiro, depois da exitosa experiência das UPPs, não há de nos ensinar nada, se for este o nosso coro.

A violência, é bem verdade, é parte marcante ainda da nossa cultura, do nosso “jeitinho” de resolver conflitos – de toda ordem, inclusive domésticos.

Mas ao Estado (com E maiúsculo) cabe bem mais do que a repressão ao crime: há de ter um diálogo permanente com a sociedade – e a isso chamamos de democracia -, além de colocar na lista de prioridades políticas ações que vão além do que clama o senso comum.

É tempo, já, de os gestores públicos reassumirem o papel histórico que lhes cabe: o de vanguarda, deixando de lado a demagogia barata explicitada nos conselhos dos gurus da modernidade propagandística.

Pelo fim da pobreza de espírito dos novos governantes!

Por que defendo como princípio os pardais eletrônicos em Maceió
Ibope confirma os números do Paraná Pesquisa em Maceió
  • FELIPE ALCANTARA

    AMIGO,
    A VIOLÊNCIA NUNCA DIMINUIU.
    PERGUNTE AOS POLICIAIS QUAIS FORAM OS METODOS PARA ESSA “DIMINUIÇÃO”.
    CONCORDO COM VC. TEM QUE TER OUTRAS POLICIAS, MAS ANTES DE FALAR ISSO, DEIXA EU SER DO SENSO COMUM.
    TA FALTANDO POLICIA SIM.
    PROCURE SABER QUANTAS VIATURAS EM FUNCIONAMENTO NO BATALHÃO QUE FICA ALI DO LADO DO CEPA (OU É O QUARTO OU QUINTO BATALHÃO)
    UMA VEZ, CONVERSANDO, UM OFICIAL ME DISSE QUE NAQUELE FIM DE SEMANA SÓ TINHA UMA VIATURA. EU VI A VIATURA. TODA LASCADA, SUJA, PNEUS CARECAS.
    MAS É VERDADE QUE FALTA POLITICAS PUBLICAS.
    QUEM É CLÁUDIA PETUBA? O QUE ELA FAZ PELO ESPORTE PARA INTEGRAR COMUNIDADES E JOVENS QUE ESTÃO INDO PARA AS DROGAS?
    QUEM É A SECRETARIA DE SAÚDE QUE PODERIA DAR DIGNIDADE AS UNIDADES DE SAÚDE E ONDE ESTÃO AS SAMUS SUCATEADAS?
    QUEM É O SECRETARIO DE EDUCAÇÃO? QUE PERSEGUE, QUE INTIMIDA, QUE LEVA ARAPIRACA PARA SEDUC? SOUBE QUE LÁ TEM CELULARES A DOIDADO GRAVANDO CONVERSAS. NÃO SEI PRA QUE?
    EU FIQUEI ESPANTADO OUTRO DIA, FUI SABER DE UM PREGÃO PARA UM AMIGO MEU LA NA TAL DE AMGESP.
    QUANDO CHEGUEI LÁ TINHA UM CARTAZ QUE EU QUERIA TER TIRADO FOTO MAS NÃO DEU.
    SABE O QUE DIZIA? ALGO MAIS OU MENOS ASSIM: É PROIBIDO O USO DE CELULARES NAS CONVERSAS COM OS GESTORES E O PRESIDENTE DA EMPRESA. MAIS PORQUE?
    LÁ É CONVERSADO ALGUMA COISA QUE EVENTUALMENTE NÃO POSSA SER GRAVADO?
    ESTRANHO NÉ?
    VÁ LA E COMPROVE. É NA ENTRADA DO GABINETE DO PRESIDENTE.
    RAPAZ,
    ANDEI PESQUISANDO UNS PAISES PRA IR MORAR.
    NO BRASIL NÃO DÁ MAIS. EM ALAGOAS PIOROU.
    SERÁ QUE VAMOS REELEGER RENAN FILHO, RENAN PAI?
    É DEMAIS.

  • darlene

    também com esse secretário que não tem ação pra nada ,como é que os bandidos avisam antes fazem e não dá em nada ,nem podemos mais trabalhar em paz, pois quem define nossos horários são os bandidos não tem coragem secretário da a vaga pra outro que tenha. volta GASPAR DE MENDONÇA ai sim bandidos não tinha vez!

  • Jordan Costa

    Esta semana estava lendo a respeito do avanço do tráfico de drogas no mundo, um dos fatores mais importantes para o aumento da violência, e cada vez mais fico convencido de que o combate ao tráfico de drogas só poderá ter resultados positivos se houver um combater efetivo ao tráfico de armas de fogo. Observem o exemplo de Maceió, hoje um menor de 12 anos consegue um revólver tão fácil como comprar uma bala(leia-se doce).

  • WAL

    E quem disse que a culpa é da polícia ? Os policiais, são tão vítima quanto os cidadãos, a diferença é que eles andam armados.

  • GILSON AUGUSTO

    Enquanto as leis brasileiras continuarem como são, isso nunca mudará.
    No meu ver, esses números serão sempre alimentados pelos nefastos produtores e traficantes de drogas, que têm em suas mãos aplicação da pena de morte, muitas delas para pessoas do bem que, quando assaltadas por um viciado qualquer, muitas vezes nem reage e já é atingido por tiros e facadas. A verdade é dura: a pena de morte há muito já existe no Brasil e ela é para nós pais, mães e filhos de famílias.
    Como não podemos ser iguais a eles, assassinos, pedindo suas cabeças, acho que já está na hora de começar um verdadeiro clamor em favor de nossos filhos e netos: governantes do nosso Brasil, seus filhos e netos também fazem parte desse grupo, por favor, instituam a prisão perpétua para produtores e traficantes de drogas. Talvez assim haja uma esperança.
    Que Deus, a Verdadeira Justiça, esteja sempre do nosso lado. Quanto aos homens que fazem as leis, um dia a cobrança os visitará. Aguardem.

  • Arnaud Rodrigues

    COM ESSES POLÍTICOS VELHOS E SEUS DESCENDENTES GOVERNANDO NOSSAS CIDADES? JAMAIS HAVERÁ MUDANÇA. AGORA É QUE A COISA VAI PIORAR. O POBRE SEM POSSIBILIDADE DE ASCENDER SOCIALMENTE E AS CLASSES TRABALHADORAS SENDO ALIENADAS. AS ELITES ODEIAM A IDEIA DA POLITIZAÇÃO DO POVO BRASILEIRO. REINARÁ A CORRUPÇÃO E A IMPUNIDADE. DEPOIS QUE TIRARAM O PT NA MÃO GRANDE, IRÃO TIRAR O ATRASO.

  • Edson Bezerra

    ….claro que a culpa não é da polícia. A culpa é da montagem de uma cidade – Maceió enquanto uma cidade montada a partir de um Apartheid – a qual, de resto, use tornaria um modelo que se alastraria por toda Alagoas. Quanto ao que sobra do volume de culpa, fica por conta do baixo nível das elites alagoanas e de uma sociedade que não democratiza uma discussão de seus gargalos. E vai ficar pior viu? Enquanto mais mobilidade urbana e as camadas periféricas terem acesso ao centro, mais violência. Querem ver? Aguardem com a ampliação dos trens para Jaraguá. Anote meu caro Ricardo. No mais, abraços…

  • Rogério Café

    A falta de efetivo policial é enorme e a atual quantidade não dá conta de efetuar patrulhamento na cidade…principalmente nas periferias como por exemplo no tabuleiro novo, região totalmente desprivilegiada…onde os moradores não tem o direito de ir e vir com segurança…. o poder público tem que acabar com essa conversinha que é responsabilidade de um ou de outro e prefeitura e governo do estado trabalhar para o alagoano… não sabemos de nenhuma ação da câmara de vereadores para cobrar melhorias na segurança pública… cadê as câmeras de videomonitoramento? cadê a guarda municipal fazendo patrulhamento?

  • Claudio

    A violencia aumentou em Alagoas esse ano pq o Governador Renan Calheiros Filho, pq ele nao tem plano de governo, com o Ex Secretario Gaspar melhorou por causa da competência dele e não do governo, a prova é que quando entrou o outro os indices pioraram, na Educacão acontece a mesma coisa ta melhorando por conta do Luciano exclusivamente, agora vc vai na saúde ai ta um caos, a cultura nao faz nada. a agricultura esta parada, a da Ind e Comercio fica cobrando propina sem o conhecimento do Governo. Na verdade se o Governador fosse bom ele teria um plano de governo para todos os setores, e ai ele cobraria dos seus Secretarios, e ai o que nao tivesse fazendo o que ele determinou seria substituido, ai sim vc viria um governo competente, mas infelizmente ele nao sabe fazer isso, ai fica refém se o Secretario é bom ou ruim>

  • silva

    1.365,Nem em guerra se tem esses números, pobre alagoas, uma cidade com mais de 1 milhão de habitates, em plena eleições municipáis, um fez tudo, e o outro esta fazendo e ainda concertando o erro do outro, isso é falta de lazer na periferia, veja oque esta acontecendo com o bairro dos seres humano de maceió aos domingos, (ponta verde), invadida as tardes de domingo, pelo garotos pobres da periferia, que não tem lazer em seus bairros, e vê na ponta verde toda pintada e limpa, o local dos sonhos de quem mora na periferia, cade a secretaria de lazer e esporte.

  • Bruno

    Caro Ricardo Mota, a culpa é do Estado com E maiúsculo, pois o mesmo saber que o efetivo e insuficiente para todo o Estado, ha o remanejamento de policiais do interior para capital para tentar dar a sensação de segurança, porém o que se vê é que os índices aumentam onde foram tirado o efetivo, a própria policia se sente ameaçada pelo Secretário, o mesmo faz de conta que ta tudo bem, secretario que da uma entrevista falando que a ordem de queimar ônibus partiu do presidio e identificou os autores só demonstra a ineficiência do sistema de segurança, ora como um secretario diz uma coisa dessa quando ele deveria por ser o gestor da pasta não permitir que fatos como esses acontecessem, a policia tem papel principal de evitar que o crime ocorra seja ele furto, roubo, homicídios e não achar que já aconteceu e eu prendi então fui eficiente, ora o estado já perdeu quando o crime ocorreu a prisão e solução de cada caso é dever de um estado que se pode chamar de Estado com E maiúsculo. Secretario sabe que o maior problema hoje da violência chamasse falta de efetivo, porém para se manter no cargo jamais batera de frente com o governador.

  • Bel

    Ainda acham pouco e ficam inventando estupros. Oxe.

  • Renato Silva

    Fico olhando muitos comentários e digo a maior culpa disso parte e da imprensa que fica com pena de bandido e do menor infrator que essa lei e uma vergonha bandido não importa a idade tem que ser tratado com rigidez e autonomia e a PM e o braço armado do estado e tem que ser autoridade e ainda vem os defensores deles os direitos humanos que se preucupa quantas refeições tem no presídio se tem lanches e outra coisa são pedras ruins não tem jeito e a escoria ou mudamos nossas leis ou daqui a pouco ninguém saí na rua pena de morte já aí vão falar só vai negro e pobre isso se tiver um julgamento sério e a única solução quando o cara e pedra ruim ele vem no sangue por isso apoio Jair Bolsonaro

  • COMBATER VIOLÊNCIA? UM CHICO!!!

    A MAIOR VIOLÊNCIA DO BRASIL, É O GOVERNAR SEM DIVISÃO EQUÂNIME DAS RIQUEZAS PRODUZIDAS, SÓ EM 2016 ATÉ O DIA 17/10 (ONTEM ONTEM ONTEM) O GOVERNO FEDERAL TINHA GASTOS NO ORÇAMENTO UM TOTAL DE R$ 2,007 TRILHÕES (100%) E TORROU COM A FAMIGERADA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL ATRAVÉS DOS CÓDIGO ORÇAMENTÁRIOS 25.000 + 71.000 + 74.000 + 75.000 O ABSURDO DE R$ 1,029.41 TRILHÃO (51,29%), JÁ NO COMBATE A VIOLÊNCIA GASTOU PELO CÓDIGO ORÇAMENTÁRIO 30.000 – MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SÓ E APENAS SÓ R$ 7,71 bilhões (0,38%)!!! DESSE JEITO COMBATER VIOLÊNCIA NO BRASIL? UM CHICO, QUANTO ++++ PAPA!!! OU MUDA O BRASIL COM UMA AUDITORIA, DEVASSA NA FAMIGERADA DÍVIDA PÚBLICA PARA SABER ONDE FOI PARAR O AUMENTO DA DÍVIDA LÍQUIDA ENTRE 2003 A 2016 NOS GOVERNOS DO ‘PT’ DE LULA & DILMA EM ++++ R$ 3 TRILHÕES, A GRANDE BOLHA BRASIL, OU O PRESIDENTE TEMER ENFRENTA TUDO ISSO DE UMA VEZ OU VAMOS MUDAR O NOME DO BRASIL PARA BRASGRÉCIA!!! AÍ VOLTO A REPETIR, SÓ TEMOS ÚNICA SOLUÇÃO, INTERVENÇÃO MILITAR, FECHA A CASA QUE FOI DO POVO ONDE TEMOS 594 POLÍTICOS, QUE FUNCIONA COM 112 POLÍTICOS (28 SENADORES E 84 DEPUTADOS), AÍ COMEÇA DE FATO O BRASIL A MUDAR EM DEFESA DOS ++++ DE 206.000.000 DE BRASILEIROS!!!
    P/Domingos Correia.

    • Claudio

      Realmente com essa divida Interna astronomica se não resolver o Brasil estara perdido, O Brasil paga 14,25%, enquanto isso Japão paga 0,25% e os EUA 0,50%, a solucao tecnica é o Brasil controlar os seus gastos para ter superavit, ai com essa condicão podemos baixar muito nossos Juros Selic para por exemplo 3%,so para se ter ideia o Brasil paga de juros anual hoje 342 Bilhoes de Juros, se baixasse para 3% ai pagariamos 72 Bilhões, ai deixariamos de pagar 270 Bilhões que seria investido no País, mas ninguem abre mão de nada que sao:Governadores, Prefeitos,Deputados, Justica, Vereadores, Funcionarios Publicos, Sindicatos, Movimentos Sociais, e o coitado do Trabalhador e dos Empresarios é o que sofre pois temos 12 milhões de desempregados e a recessão é a maior da Historia do Brasil 3 anos seguidos, desde 1889 nao temos um recessão dessa, ou esses grupos organizados abrem mão dos seus interesses o Brasil vai continuar assim pagando juros absurdos.

  • Williams Roger

    Falta sabedoria aos governantes e chefes de instituições!

  • alex

    Sei o quanto o tráfico é poderoso,mas não consigo entender aonde tá o PODER do ESTADO, porque é tão difícil combater ou minimizar esse delito,onde está o veemente,possante,intenso”ESTADO” que fica latente,oculto,escondido diante de tantas barbáries provocada por esses sórdidos do tráfico, gente que não tem um pingo de amor próprio,porém com a conivência ou o medo do “ESTADO” são capazes de aterrorizarem,assombrarem um Estado ou Nação.

  • Diogo

    A questão da segurança pública, em especial os índices de criminalidade e homicídio, vai muito além de policiais ou da estrutura decadente das polícias militar e civil… além de cultural, sofremos com a falta de condições básicas de vida – saúde, educação, saneamento básico, emprego, isso sim, é o motivo da criminalidade!!! Um estado que tem os piores índices nos itens acima, não poderia ser diferente na segurança pública, pois a mesma é apenas o reflexo de toda uma conjuntura corrupta de um governo que só busca a permanência no poder, sem projetos que elevem o desenvolvimento sócio-econômico da nossa querida Alagoas!

  • JEu

    Caro Ricardo, creio que todo mundo já está cansado de falar do mesmo tema, sem qualquer possibilidade de ver mudar o quadro que aí está posto… Realmente não adianta só o trabalho das polícias (e não me venham dizer que as polícias não trabalham, pois aí estão os presídios superlotados para provar o contrário)… vc bem o disse que se o Estado institucionalizado não for competente suficientemente para evitar que tamanha parcela de nossos adolescentes e jovens adultos e, até mesmo, crianças se envolvam com o crime, então é porque as políticas públicas são ineficientes e ineficazes para conduzir o povo para o bem comum… o que estamos assistindo é uma verdadeira derrocada das elites dirigentes do nosso país… quando elas mesmas não se encarregam de dar o mal exemplo… Também digo que muito do que está aí é resultado da forma de vida que elegemos, onde o sucesso está puramente na posse de bens, ou no sucesso na mídia, ou na admiração do “corpo perfeito”, ou em ser um artista ou atleta de sucesso e não em ser um cidadão de bem que sabe respeitar a todos em seus direitos, como espera que os seus também sejam respeitados… Enfim, tá difícil e me sinto constrangido a concordar com o comentário acima que diz que é melhor procurar outro país para viver, pois o Brasil faliu em todos os setores que conduz à paz e ao progresso social…

  • Policial

    A culpa é de todos, em especial os gestores da segurança e órgãos responsáveis pela inclusão de uma sociedade excluída e que o governo paralelo adora. Aqui vivemos no faz de conta, não temos investimentos em áreas de inclusão e tudo sobra pra policia e o gestor para não perder o cargo diz que tem efetivo para isso e não temos, a cada dia policiais na reserva e nada de reposição a altura.

  • pequeno empresário

    Boa noite,

    esse Renan Filho só faz uma coisa: aumentar os impostos, não está nem aí para a Segurança Pública, o que foi feito até agora para a educação no Estado, mas olha se ele num aumentou todos os impostos, dobrou o IPVA, que pena, a violência só faz crescer e a arrecadação aumentando a custa dos trabalhadores.

  • Lucia Nogueira

    QUEM MAIS MATA ? OS FAMIGERADOS CONFRONTOS (MORTES EM CONFRONTO) ? TODOS TEMEM TOCAR NESSA TECLA (ASSUNTO), INCLUSIVE, EU E ME PARECE, QUE VOCÊ TAMBÉM, MEU CARO RICARDO ! FELIZES OS TEMPOS EM QUE JORNALISMO SE FAZIA COM “INDEPENDEM CIA”. O MEDO IMPERA, E A COMUNICAÇÃO CALA !

  • LEANDRO

    Prezados, boa noite.

    A questão da violência, ao meu ver, passa, necessariamente, pelo combate eficaz ao tráfico de drogas e armas; pelo envolvimento de cada cidadão (denunciando, fiscalizando) e pelo melhor aparelhamento das polícias.
    O combate, sem trégua, ao tráfico, por si só, já eliminaria boa parte das ocorrências de assassinatos.

  • Liberar o Porte é a unica solução

    só se resolve a violência com duas coisas, colocando leis mais duras e cumpríveis e liberando o porte de arma de fogo para o cidadão, nos estados unidos em alguns estados onde são liberados o índice de violência é quase zero, agora tem um situação matou morre por pena ou fica a vida toda atras das grades, o estatuto do desarmamento só deu força a criminalidade, pois os cidadãos de bem não poderão defender sua família com medo de ir presos, alias já estão presos , por trás de grades, alarmes e câmeras de segurança, pra sair tem que torcer pra não ser roubado, isso é hoje a situação do nosso Brasil.

  • Joilson Gouveia Bel&Cel RR

    Infelizmente, meu prezado, caro, predileto, culto, inteligente e literata “Peninha”, ouso desconcordar do assestado e esposado pelo brilhante autor e fraterno amigo, pelo menos em dois pontos discrepantes, díspares e diversos do aqui esposado em sua ilação, a saber:
    a) As UPP’s não são referências nem servem de parâmetros de redução de violência, vide in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/10/tautologica-policia-pacificadora-que-e.html, e;
    b) ainda que o senso comum clame por mais policiais, ao que os doutos, cultos, inteligentes e sábios filósofos e “ólogos” do cotidianos não queiram acordar nem concordar com eles, que sofrem, amargam e sentem na própria pele e nas famílias o cruel, nefasto, nefando e funesto absenteísmo recrudescente tanto quanto da paradoxal violência, mormente em face da carência de briosos caetés, cujos efetivos estão muito aquém do mais mínimo e razoável, aceitável e tolerável capaz de arrostar e ao enfrentamento e do devido policiamento ostensivo de preservação da ordem e segurança públicas, infelizmente.
    Eis o que dissemos sobre a real necessidade de um efetivo ideal ao cumprimento adequado de seu mister, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/05/estado-de-alagoas-mais-seguro-qual.html – Atentem à data que fora escrito, desde então só tivemos mais evasão que incorporação, para completar aos seus efetivos.
    Abr
    *JG