A Polícia Federal e os órgãos de fiscalização eleitoral devem concentrar esforços na maior cidade do interior de Alagoas, que vive uma eleição disputada no limite.

É claro que eu me refiro a Arapiraca, uma das “joias da coroa” política de Alagoas.

Há sinais de derrame de grana nesses últimos dias de campanha. Só de empresários de São Paulo (?), cerca de R$ 1,8 milhão estariam destinados à disputa na capital do Agreste alagoano.

O melhor investigador deste possível abuso é o eleitor.

Filme, grave, use a tecnologia em favor da sua cidade e contra o crime.

Debate entre candidatos de Maceió 2: todos contra Rui
Eleitores ganham uma semana de foro privilegiado e impunidade
  • Claudisson Vieira de Oliveira

    Dizem que Arapiraca é o laboratório do mal. Lá acontece de tudo que não presta!! Os homens de bem de Arapiraca precisam mobilizar-se para atuar na vida política da cidade. Já faz algum tempo que os ratos tomaram conta da vida política da segunda maior cidade do estado. Cidade com um potencial incrível que já poderia estar em outro patamar civilizatório. É uma pena!!

    • Ronaldo

      E está, vocês precisam vir a Arapiraca conhecer o quanto tem sido feito. Programas e ações que nem em Maceió tem. Vem ver de perto!

  • JEu

    Tá difícil… tá complicado… para onde se olha é só suspeita de fraudes eleitorais… se o DPF, o MPF e o MPE não ficarem de olho… a tendência é a continuidade das práticas ilegais de compra de votos… eita povo fraudulento…!!!!

  • carlos

    Até os Beltrões donos da região sul,estão investindo forte em Arapiraca !Onde esta turma de Coruripe chega o dinheiro é farto !

  • Caixa 2 e Propinoduto

    Afinal 95 milhões dos precatórios que entraram nos cofres da prefeitura de Arapiraca já foram “gastos.

  • Hélio José

    PF de olho em Joaquim Gomes.