O juiz Maurício Breda, agora titular da 17ª Vara Criminal da Capital, é o convidado deste domingo do Ricardo Mota Entrevista.

Com a franqueza de sempre, o magistrado, que preside o Conselho Estadual de Segurança Pública, admite que as demais políticas públicas precisam chegar à periferia das maiores cidades alagoanas.

Mas está convencido de que o trabalho da Segurança Pública “só tem avançado”.

E mais: ele defende a integração Estado-Município-União para que os resultados sejam mais efetivos numa área tão sensível quanto o combate à violência – preventivamente, inclusive.

E numa frase reveladora:

– A União faz muito pouco pela Segurança Pública.

É conferir.

Ricardo Mota Entrevista

Domingo, 10h30, na TV Pajuçara

Convidado: juiz Maurício Breda – presidente do Conselho Estadual de Segurança Pública.

Planalto da solidão
Senador Renan Calheiros: "Le STF c'est moi"
  • PORFIRIO

    Quando for dado ao bandido o tratamento que ele merece, com o braço forte da policia e aplicabilidade das leis penais, sem as benesses dos recursos, as nulidades das penas, etc e etc, a coisa melhora.

  • MUITO POUCO MESMO!!!

    O JUIZ MAURÍCIO BREDA ESTÁ COBERTO DE RAZÃO, VAMOS AO EXERCÍCIO DE 2016 MOSTRAR COMO SE GASTA MAL E SE JOGA O DINHEIRO DO CONTRIBUINTE PELA RALO DA INCOMPETÊNCIA DE GESTÃO DO GOVERNO FEDERAL:
    1-EM 2016 ATÉ O DIA 27/07 FOI GASTO NO COMBATE A VIOLÊNCIA PELA LOA-2016 CÓDIGO ORÇAMENTÁRIO 30.000 – MINISTÉRIO DA JUSTIÇA PARA DEFENDER 204.000.000 DE BRASILEIROS, APENAS E NADA ++++ DO QUE INADMISSÍVEL R$ 10,58 BILHÕES, SÓ R$ 10,58 BILHÕES, R$ 10,58 BILHÕES!!!
    2-JÁ COM A FAMIGERADA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL DE UMA MINORIA RICA, FOI GASTO NO MESMO PERÍODO EM 4 (QUATRO) DOTAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS O ABSURDO DE R$ 694,21 BILHÕES, O ABSURDO DE R$ 694,21 BILHÕES, O ABSURDO DE R$ 694,21 BILHÕES PELOS CÓDIGOS ORÇAMENTÁRIOS:
    25.000 – R$ 010,58 BILHÕES – MINISTÉRIO DA FAZENDA.
    71.000 – R$ 255,85 BILHÕES – ENCARGOS FINANCEIROS DA UNIÃO (JUROS…).
    74.000 – R$ 027,69 BILHÕES – OPERAÇÕES ESPECIAIS DE CRÉDITO.
    75.000 – R$ 400,09 BILHÕES – Empréstimos tomados pelo Tesouro Nacional para pagar a FAMIGERADA DÍVIDA PÚBLICA MOBILIÁRIA FEDERAL, 2º Relatório do Tesouro Nacional denominado doravante de “REFINANCIAMENTO DA DÍVIDA PÚBLICA MOBILIÁRIA FEDERAL”!!! COMO PODE COMBATER A VIOLÊNCIA QUE MATA ++++ DE 400 PESSOAS POR DIA, POR DIA, POR DIA NO BRASIL ATRAVÉS DAS VÁRIAS VIOLÊNCIAS: DAS ARMAS, DAS DROGAS E DO TRÂNSITO? É O BRASIL SE MATA ++++ DO QUE EM QUAISQUER GUERRAS NO MUNDO E A CULPA É DO GOVERNO FEDERAL PELA FALTA DE DIVISÃO EQUÂNIME DAS RIQUEZAS PRODUZIDAS PELO BRASILEIRO QUANDO VÃO AS COMPRAS E PAGAM SEUS TRIBUTOS, IMPOSTOS, UMA VEZ QUE O ORÇAMENTO DA UNIÃO CONTEMPLA 50% PARA ESSA FAMIGERADA DÍVIDA PÚBLICA, QUE JÁ FOI PAGA, QUE É ANTIÉTICA E IMORAL, CAUSA MAIOR DA VIOLÊNCIA NO PAÍS!!!
    PARA QUE TODOS SEJAM NACIONALISTAS, LUTANDO POR CIDADANIA COM ++++ AMOR À PÁTRIA E NOSSAS FAMÍLIAS, UM LEMBRETE AO PRESIDENTE TEMER: AS CHAVES DO GALINHEIRO CONTINUAM COM AS RAPOSAS!!!
    P/Domingos Correia

  • Sergio

    Maurício Breda é uma reserva moral deste estado, juiz super competente e hiper atuante, num local mais sério já seria Desembargador.

  • Agente público

    Cadê os 200 milhões do programa Brasil Mais Seguro??? Essa é a pergunta que poucos fizeram e ninguém mais teima em fazer . Porque será ? Essa verba veio durante o governo Teo Vilela e só Deus sabe pra onde esse dinheiro foi… Ninguém prestou contas . Perguntem as profissionais se eles viram nas unidades policiais alguma melhoria ou aplicação de recursos, viram e veêm apenas a farra das viaturas locadas. Nada mais a declarar

  • Deise Arruda

    Uma sugestão: Por que não fazem uma campanha diária na TV e no rádio mostrando a superlotação dos presídios para que os bandidos que estão fora saibam o que vai acontecer quando forem pegos???? Mas não, é mais fácil soltá-los!!! Ao menos nos deixem nos armar até os dentes.

  • WAL

    1) Supremo tribunal federal (STF) + CALHEIROS + TEMER + CUNHA = CASAL.
    DEUS SEJA LOUVADO…

  • JEu

    Creio que o Porfírio queria dizer que: “quando o braço forte da polícia (PC, PM, PF) alcançar o bandido de todo tipo e nível social (principalmente o de colarinho branco e com direito à tal im(p)unidade parlamentar), dando-lhe o que merece… etc, etc… aí a coisa melhora…. Não foi mesmo?!!!!

  • Joilson Gouveia Bel&Cel RR

    AVANÇOS NA SEGURANÇA PÚBLICA; ONDE?
    Joilson Gouveia*
    Mais é claro, óbvio e ululante de que “A União faz muito pouco pela Segurança Pública.” Nada há de “revelador” nisso! Ora, bastante ter-se ciência do Art. 144 e seguintes, para ver que o constituinte passou ao largo ou in albis ou desdenhou do tema SEGURANÇA – que é apenas um dos aspectos inerentes, ínsitos e contidos do universo ORDEM PÚBLICA – concebendo-a (segurança pública) como um DEVER do Estado, mas “direito e responsabilidade de todos” ao tratar e dedicar, num Capítulo, de apenas um de seus aspectos, vetores ou variáveis, a saber:
    “Art.144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:
    I – polícia federal;
    II – polícia rodoviária federal;
    III – polícia ferroviária federal;
    IV – polícias civis;
    V – polícias militares e corpos de bombeiros militares.”
    – Notem bem: sequer menciona a anômala, esdrúxula, espúria, ilegal e inconstitucional Força Nacional de Segurança, que foi “criada” por decreto, para atuar numa área sem os legítimos, legais, devidos, regulares e normais “poderes de polícia e da polícia” atribuídos aos órgãos e instituições sus citados.
    Já dissemos, reiteramos e repetimos em nosso Blog, a despeito de terem “criado” um ministério de defesa, que a União não cuida, não trata e não zela nem nos protege dos fatores exógenos que nos afligem a todos em termos de Ordem Pública, mormente nos campos e nos termos ou aspectos de segurança pública in stricto senso, que aduz ter tido um “avanço”: o que avançou? Onde houve tais “avanços”?
    Gostaria, e muito ou imensamente demais, que tivesse havido avanços na área da Justiça da qual se espera que saiba lidar enquanto magistrado!
    Sobre o tema em liça, concito-os visitarem ao no Blog, a saber:
    a) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2012/02/brevissimas-anotacoes-sobre-inadequada.html;
    b) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/07/estado-desorganizado-versus-ordem-e.html;
    c) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/07/ordem-e-seguranca-publicas-defesa.html;
    d) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/07/aspectos-legais-conclusao.html;
    e) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2014/05/emendas-piores-que-sonetos.html, e;
    f) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2012/02/sistema-unico-de-seguranca-publica-susp.html.
    Encerro-o transcrevendo parte do que discorremos em 2010, a saber:
    Entrementes, só haverá Ordem Pública, nos moldes que se garante na atual Carta-Cidadã, se forem CRIADAS novas polícias para nossas imensas fronteiras, aduaneiras, alfandegárias, aeroviárias, portuárias e aeroportuárias, há centenas de milhares de campos de pousos desprotegidos, desguarnecidos e despoliciados (por onde entram e passam descaminhos, contrabandos, tráficos de armas, de entorpecente e de drogas), hidroviária fluvial, lacustre e marítima e uma de guarda-costeira – para nossa abandonada e esquecida Amazônia e imenso litoral brasileiro -,penitenciárias federais e estaduais, ferroviárias e metroviárias, dos correios, da rede bancária oficial, de hidrelétricas e de estações de tratamento de água potável e de mananciais ou de áreas de preservação ambiental (polícia ecológica ou do meio-ambiente ligada ao IBAMA e IMAs estaduais e municipais – nossas florestas e matas estão minguando com o desmatamento desenfreado), rodoviárias federal, estaduais e municipais onde se aproveitariam os efetivos de GCMs, para defesa e proteção do patrimônio histórico, artístico e cultural dos municípios e polícias legislativas estaduais, para não desviarem os efetivos das briosas, bem como também de duas polícias judiciárias federal e estaduais ligadas aos respectivos judiciários e polícias científicas técnicas pericial e médico-legal ligadas aos MPF e MPEs, aí sim teríamos uma ORDEM PÙBLICA, DEVER DO ESTADO E DIREITO E RESPONSABILIDADE DE TODOS.
    Fora disso é iludir ao povo ou fazê-lo crer em Utopias.
    Maceió, 10 maio de 2010.
    *Bel em Direito p/UFAL e Cel RR PMAL
    N.A.: tudo isso a curto e médio prazos, para nossa Nação NÃO perecer!”
    Abr
    *JG