No debate de agora, da Lava-Jato, com a divulgação parcial de gravações feitas pelo ex-senador Sérgio Machado – o delator do momento -, cabem uma reflexão e, mais do que isso, algumas indagações: por que ele foi posto na presidência de uma estatal tão poderosa e que movimenta bilhões de dólares?

Sim, gente, qual a motivação, seja de natureza política ou administrativa, para que o senador Renan Calheiros escolha um afilhado para presidir a Transpetro?

Qual a expertise do presidente do Senado, ou do afilhado dele, numa área tão sensível e que lida com megaempresários do mundo inteiro?

O que o país pode ganhar – e a própria Petrobras – sob o comando de gente como Sérgio Machado?

Essas perguntas, se respondidas, podem explicar muito dos caminhos trilhados no Brasil de sempre para que tivéssemos chegado até aqui.

Esse modelo de “governabilidade”, com o retalhamento da máquina pública – nos três níveis –, já levou à destruição do setor elétrico estatal, à falência sem retorno dos Correios e tantos outros males que só pioram a saúde cívica dos brasileiros.

Se a divisão do bolo, sem nenhum critério técnico ou de mérito resultou em corrupção, ineficiência, falência do Estado, é o caso de perguntarmos: poderia ter dado em algo diferente?

Mas não nos esqueçamos: os personagens envolvidos no “esquemão” são o que são porque somos o que somos.

Taturanas: juiz realiza audiência para julgar 9 por improbidade
Renan Filho entra pra valer na briga pela prefeitura de Maceió
  • Antonio

    A ÚNICA COISA BOA DISSO TUDO É VER OS NOSSOS POLÍTICOS NUM AVANÇADO ESTADO”CLEPTOFÁGICO”, SÓ DEUS NA CAUSA, DELEGANDO O MORO PARA NOS PROTEGER.

  • JEu

    Muito simples a resposta: Renan (pai) ganhou a presidência da Transpetro como “pagamento” pelo “apoio” ao governo do PT (Lula e Dilma) enquanto presidente do Senado… é tudo uma questão de “gratidão”, ou seja, eu lhe “ajudo” e você me “ajuda”… Tem outra explicação?!!!!

  • Silva Luiz

    Realmente, os envolvidos são o que são, porque somos o que somos. Quem elege essa gente a anos? A explicação para o persistente CAOS em nosso Estado, com os piores índices sociais do País, está na qualidade de nossas lideranças, e o PIOR, da omissão e conivência dos eleitores.

  • WAL

    Isto é só o começo. É Renan-pai, tio, filho, etc,e logo vem; RENAN-NETO. O povo gosta da safadeza…
    RUMO AO ESTADO DO MARANHÃO.

  • AAraujosilva

    Por que Renanzão ganhou??? Por razões, meramente,
    Bíblicas: ” É dando que se recebe!!!”(Filisteus – 15, 13…)

  • SEBASTIÃO IGUATEMYR CADENA CORDEIRO

    POR MERECIMENTO . . . COMPETÊNCIA . . . O QUE MAIS
    PODERIA SER !?

  • Valdeck

    As bravatas existem há muito, porque faz parte do jogo político. O problema é que nós eleitores ainda enxergamos ou melhor, ouvimos como um bálsamo para nossas esperanças de dias melhores. Pois bem, o novo governo federal juntamente com seus aliados, leiam os partidos PMDB, PSDB, DEM, PP, PSC, PPS e outros tantos partidos nanicos, propalam a concorrência, o livre mercado, Estado mínimo, meritocracia. Essa última, é a cantilena de todos eles, no entanto, quando se trata de poder, não disfarçam ao indicar ministros, secretários, governadores e prefeitos espalhados pelo país sem critério algum de tecnicismo, quando põem parentes e apaniguados nos benfazejos cargos à serviço de interesses espúrios e excusos. A meritocracia só funciona para quem presta vestibular, concurso, quem disputa vagas de emprego, ou seja, quem não está à sombra dos políticos dos partidos acima citados. Você que sofre no dia a dia essa peneira social, econômica, abre o olho para essas bravatas lembrando-se disso em outubro próximo.