O juiz João Dirceu Soares Moraes, da Comarca de Mata Grande, determinou o bloqueio de R$ 7 milhões das contas da prefeitura de Canapi.

A decisão é em caráter liminar e atende a Ação movida pelo Sindicato dos Servidores Municipais, que reclama de irregularidades diversas no IPREV – Instituto de Previdência do Município.

Datada do último dia 15, a sentença do magistrado manda bloquear R$ 7.166.755,89 da conta da prefeitura de Canapi, dinheiro remanescente dos precatórios do Fundef que a o município havia recebido no final do ano passado – foram mais de R$ 17 milhões.

O prefeito Celso Luiz já foi comunicado da decisão.

Efeito Kelmann: mais quatro vereadores se filiam ao PSDB
Renans elegem Ronaldo Lessa "o maior inimigo político"
  • carlos

    Quem é rei sempre será magestade Celso foi rei,na casa Tavares Bastos.Comandou com mão de ferro o grupo que foi processado na operação taturana.