Ainda hoje, representantes do governo de Alagoas vão se reunir com a advogada do Ministério das Minas e Energia para debater o tema: Ceal, aquela que já foi um dia.

Há um empenho por parte do Palácio República dos Palmares para receber a suposta diferença de valores no pagamento da empresa, que foi federalizada às pressas, em 1997, quando o Estado passava por uma crise sem precedentes.

O valor inicial a ser cobrado batia na casa de R$ 1 bilhão, dinheiro que seria descontado da impagável dívida para com a União.

Hoje, os números são outros.

Quanto?

O secretário George Santoro não quis revelar, mas, provocado, assegura que supera os R$ 2 bilhões, quantia a que o governo chegou a partir de um estudo feito por uma fundação ligada à Universidade de São Paulo.

Será uma negociação dura e, imagina-se, demorada, mas a questão política envolvida, em tempos de discussão do impeachment da presidente Dilma Rousseff, pode ser acelerada.

Santoro tem se mostrado hábil e contábil – é um homem que sabe calcular.

Se receber um “empurrãozinho” do presidente do Senado, Renan pai, pode chegar próximo ao que o Palácio pretende, ainda que não revele explicitamente.

O pior a fazer é nada fazer.

Depois de abraçar Dilma, Renan pai afaga Temer no Natal
JHC garante que Nivaldo Albuquerque não tem legitimidade para pedir a sua cassação
  • JEu

    Tá aí uma coisa que concordo plenamente… parabéns ao Santoro e ao RF por essa iniciativa… se acontecer, vai melhorar, e muito, a situação financeira do Estado… com a palavra, agora, o RP…

  • Robson

    Ricardo,

    E o tal do Plano Bresser dos servidres da CEAL, como ficaria nessa história. Teria como levantar essa informação para nós?

  • Geane Fernandez

    É muito delírio!!! Haja ecstasy para os políticos alagoanos!!! O Estado estava mais quebrado que arroz de 3ª, folha de pessoal atrasada, usineiros-políticos sugando as combalidas finanças, e agora vem cobrar R$ 2 bilhões da União? Este valor equivale ao que foi obtido com a privatização da CELPE… O Governo de AL não só ignora a educação, como também o bom senso e a lucidez.

  • SEBASTIÃO IGUATEMYR CADENA CORDEIRO

    EU DOU DEZ CONTOS , QUER !? E ACHO QUE ESTOU SENDO PERDULÁRIO . . . QUE NEM VOCÊS , QUE VIVEM PISANDO NAS CARCAÇAS DO POVO . . .

  • ARTUR

    Essa de querer mais 2 bilhões é só BLÁ, BLÁ BLÁ para enganar o povo.

    O ANO ACABOU, E DO INICIO AO FIM SÓ MENTIRAR, ENGANAÇÃO E DESESPERANÇAS POR PARTE DE NOSSOS POLÍTICOS.

    2016 está começando, é ano de eleição, espero que tenhamos aprendido a escolher candidatos LIMPOS EM CONDUTA E VERDADEIROS NA PALAVRA.

    Ricardo, para você e todos da família um FELIZ NATAL e um ANO NOVO de muita PAZ e SAÚDE. Aproveite as ferias merecidas para descansar e curtir o que temos de mais sagrado a FAMÍLIA. Abração amigo..

  • ARLINDO LYRA

    Eu não acredito que ainda exista pessoas que acreditem em políticos, principalmente em se tratando da família Calheiros, amigos, se por um acaso esse dinheiro entrar no cofres desse falido estado, de imediato será desviado de forma ilícita para os bolsos dos políticos e o povo continuará na desgraça, sem educação, saúde, segurança, habitação e o pior a maioria continuará morrendo de fome e sede.

  • José Nicácio

    Joaquim Britto e Paulão vão levar quanto dessa bagatela pra casa?

  • SEBASTIÃO IGUATEMYR CADENA CORDEIRO

    APROVEITO A DEIXA DO COMPANHEIRO ARTUR , QUE SE MANIFESTOU EM RELAÇÃO AO NATAL VOU REPETIR O QUE DESEJEI A TODO O POVO BRASILEIRO NO MEU FACEBOOK : PÉSSIMO NATAL PARA TODOS !!!

  • RICHARD MANSO

    Tudo isso, de vender a CEAL é converça fiada! Tenho uma acao que proibiu a privatização da CEAL, e hj encontra-se no Supremo. E vai levar mais uns 10 anos para terminar.